NOSSAS REDES

ACRE

Sobe para sete o número de casos confirmados de Covid-19 no Acre, aponta boletim da Saúde

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Número foi atualizado na manhã desta sexta-feira (20); todos os casos são em Rio Branco. Dez exames aguardam a análise.

O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus subiu para sete em boletim atualizado pela Secretaria de Saúde do Acre nesta sexta-feira (20). Os sete casos, todos registrados em Rio Branco seguem agora aguardando a contraprova que deve ser feita pelo Instituto Evandro Chagas (PA).

Até a manhã desta sexta foram recebidos 137 amostras no Laboratório de Infectologia Charles Mérieux, no município de Rio Branco. Deste total, 120 foram negativas; 7 positivas e 10 ainda estão aguardando resultado de exame laboratorial.

Casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde, o que ainda não ocorreu.

Os três novos pacientes são de uma arquiteta de 26 anos, que estava em São Paulo e contraiu a doença na capital paulista; um homem de 81 anos, presidente de uma cooperativa extrativista que esteve na Itália e um advogado de 29 anos, que contraiu a doença ao ter contato com a outra advogada que estava fora do estado.

Além de Rio Branco, foram investigados casos em Brasileia (5 descartados) e Cruzeiro do Sul (8 descartados). A Saúde ainda apura se há algum caso de contaminação comunitária. Tanto o governo do Acre, como a prefeitura de Rio Branco decretaram situação de emergência.

A Saúde destacou que nos boletins anteriores, um dos casos notificados como sendo do município de Feijó passou por revisão nas fichas de investigação, sendo transferido o registro para Rio Branco, já que a pessoa é residente na capital acreana.

Um decreto de calamidade pública deve ser votado na Assembleia Legislativa do Acre nesta sexta.

Pedido de calamidade

Para avaliar o documento do governo, a Aleac convocou os parlamentares para votarem o pedido em uma sessão extraordinária marcada para às 10h desta sexta (20). Caso seja aprovado, o decreto deve ser válido até 31 de dezembro de 2020.

Para obedecer a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), a Aleac informou que a sessão será realizada de portas fechadas para evitar aglomeração.

Governo decidiu antecipar salário dos servidores nesta quinta-feira (19) — Foto: Marcos Vicentti/Secom

Governo decidiu antecipar salário dos servidores nesta quinta-feira (19) — Foto: Marcos Vicentti/Secom.

Antecipação do salário

Além do pedido, o governador anunciou também, como ação devido à pandemia de Covid-19, a antecipação do salário dos servidores estaduais.

A decisão foi tomada durante reunião dos representantes dos secretários de Planejamento e Gestão (Seplag) e da Fazenda (Sefaz) com representantes das agências bancárias.

Os primeiros servidores a receber o pagamento serão os da Saúde. O cronograma de pagamento vai ser definido a partir de quarta (25).

O governo aconselhou que os servidores, que precisem ir até uma agência bancária retirar o dinheiro procurem atendimento de forma parcelada sem aglomerações.

Situação de emergência

Na terça-feira (17), o governador do Acre, Gladson Cameli, decretou situação de emergência devido à pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O decreto 5.465, válido por 30 dias e podendo ser prorrogado, aponta ainda que as recomendações valem até que a emergência em saúde prevaleça, assim como determinou o Ministério da Saúde.

O mundo vive uma pandemia de Covid-19, declarada desde a quarta (11) pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Três dos quatro casos da doença confirmados no Acre foram reconhecidos pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (19).

O Brasil contabiliza mais de 600 infectados pela doença e sete mortes até esta quinta (19).

O G1 organizou uma lista com as alterações informadas pelas instituições. Ela será atualizada sempre que uma nova mudança for divulgada.

Como evitar o contágio

  • Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;
  • Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;
  • Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;
  • Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat