NOSSAS REDES

ACRE

Sócio do Rio Branco Football Club achado morto em casa pode ter sido vítima de latrocínio, diz polícia

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O delegado Marcos Cabral, da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) afirmou nesta quinta-feira (5) que trabalha com duas linhas de investigações na apuração da morte do sócio Rio Branco Football Club, Antônio Francisco do Nascimento, de 69 anos, mais conhecido como Cartolinha: homicídio e latrocínio.

Cartolinho chegou a ser diretor e conselheiro do clube acreano e foi achado morto na terça-feira (3) dentro de casa no Ramal do Braz, região do bairro Belo Jardim II, em Rio Branco, depois que uma equipe da Polícia Militar do Acre encontrou o carro dele abandonado durante patrulhamento no bairro Santa Helena, também no Segundo Distrito da capital.

“Nós não temos ainda e não podemos afirmar categoricamente que foi homicídio ou latrocínio. Tudo levar a crer que foi um crime de latrocínio, pelas características, o quarto foi revirado, foi subtraído alguns pertences, inclusive o veículo dele, contudo foi abandonado. Mas, não descartamos nenhuma hipótese, inclusive de homicídio. Por enquanto estamos com a investigação policial, ainda não ouvimos testemunhas”, afirmou o delegado.

Quarto onde vítima foi achada estava revirado e veículo abandonado em rua de Rio Branco — Foto: Arquivo/PM-AC

A PM-AC informou que o carro da vítima estava aberto e com a chave na ignição e alguns papéis queimados. Foi verificado o endereço do dono e ao chegar no local, as portas estavam também abertas e a vítima foi encontrada morta em cima da cama.

O quarto onde o corpo foi achado estava revirado, com vários objetos jogados no chão. Além disso, um cartucho de bala estava caído ao lado da cama e um facão. A polícia não soube informar se ele foi morto a tiro ou facada.

A perícia criminal e o Instituto Médico Legal foram acionados para os devidos procedimentos e o corpo do idoso levado para passar por exame cadavérico. O carro da vítima também passou por perícia e foi levado para a DHPP.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat