NOSSAS REDES

ACRE

Trio é condenado por incendiar residência em zona rural

Gecom TJAC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Crime aconteceu no final de setembro do ano passado, quando os denunciados cometeram o crime em função de disputa pela residência das vítimas.

O Juízo da Vara Criminal da Comarca de Plácido de Castro condenou os três denunciados no Processo n°0000887-29.2018.8.01.0008 por terem cometido os crimes descritos nos artigos 147 e 250, §1º, II, “a”, ambos do Código Penal, quando incendiaram residência na zona rural do município.

O denunciado, que ameaçou as vítimas e ainda participou do incêndio, foi condenado à cinco anos e sete meses de reclusão, em regime semiaberto, e deverá pagar 13 dias multa. Já os outros dois, que participaram somente do incêndio, cada um deverá cumprir cinco anos e quatro meses de reclusão, em regime semiaberto, e também pagarem 13 dias multa.

Conforme os autos, a família, que foi vítima dos crimes, morava na zona rural de Plácido de Castro, quando um dos acusados os ameaçou, caso a família não saísse do lugar. O trio foi à residência durante a noite, no final de setembro de 2018, e expulsou o casal e os dois filhos da casa, após isso incendiou a residência.

Sentença

A sentença, publicada na edição n°6.286 do Diário da Justiça Eletrônico, da sexta-feira, dia 1º de fevereiro, é de autoria do juiz de Direito Romário Farias, que estava respondendo pela unidade judiciária.

O magistrado avaliou que, em relação ao crime de ameaça, praticado por apenas um dos denunciados, as consequências foram graves, pois “a vítima e toda sua família ficaram apavoradas, vindo a sair da residência logo após a ocorrência dos fatos”. Além disso, o juiz de Direito registrou que “motivo do crime era a disputa pela residência a qual a vítima e sua família estavam morando”.

ACRE

Empresário que perdeu o controle do carro e colidiu em carreta pode ter sido vítima de AVC

Ac24horas, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O empresário Amarildo Campos Coelho, de 47 anos, que colidiu com seu carro em uma carreta na última quarta-feira (19) e foi à óbito pode ter sido vítima de um acidente vascular cerebral (AVC). Essa é uma das hipóteses levantadas por paramédicos que socorreram Campos no local do acidente.

Com o suposto acidente vascular o pé direito do empresário pode ter ficado preso ao acelerador. De acordo com peritos que estiveram no local, o ponteiro de velocidade travou marcando 180 km/h. O carro que Campos conduzia era um Honda Civic, ficou totalmente destruído.

A revelação da suspeita de AVC foi feita por parentes do empresário na manhã de hoje (22), durante reabertura de uma de suas principais lojas de supermercados na Vila Acre. Ainda de acordo parentes, Campos já tinha apresentado um princípio de AVC meses antes do acidente.

Com o impacto da colisão com uma carreta, o corpo da vítima ficou preso às ferragens e foi retirado por homens do Corpo de Bombeiros, em seguida resgatado por peritos do Instituto Médico Legal – IML.

Continue lendo

ACRE

Três corpos foram encontrados após naufrágio de barco no Rio Juruá; duas crianças estão desaparecidas

Acrenoticias.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os corpos de três passageiros que estavam na embarcação que naufragou no Rio Juruá, no interior do Amazonas, foram resgatados na noite desta sexta-feira (21). Duas crianças, de dois e três anos, seguem desaparecidas. O acidente aconteceu nas proximidades do município de Carauari, a 788 km de distância de Manaus, na noite de quarta-feira (19).

O resgate foi confirmado pelo Corpo de Bombeiros. Segundo a coorporação, foram encontrados os corpos de uma idosa de 82 anos, um homem de 22, e a mãe das duas crianças que seguem desaparecidas.

Equipes de resgate que atuam na área do naufrágio seguem os trabalhos em busca dos dois irmãos desaparecidos. Eles viajavam com a mãe, morta, e uma irmã, resgatada com vida na quinta-feira. O barco, com 97 pessoas, saiu de Manaus no dia 13 de junho e deveria chegar a Carauari na quinta-feira.

Os três corpos encontrados chegaram à sede da cidade de Carauari na madrugada deste sábado. Todos são velados ao mesmo tempo no Ginásio Vivaldino Cardoso Viana, que fica no centro do município.

Após o velório, familiares da mãe querem transferir o corpo da jovem para ser sepultado em Manaus.

Nesta sexta-feira um passageiro foi resgatado com vida por pescadores da região. O barco saiu de Manaus no dia 13 de junho e deveria chegar a Carauari na quinta-feira (20). Havia 97 passageiros na embarcação, que naufragou nas proximidades da comunidade do Bacaba.

São aproximadamente três horas de distância entre a sede da cidade e o local onde o houve o naufrágio, em região remota do Rio Juruá.

O GLOBO

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco