NOSSAS REDES

ACRE

Vídeo: Brasileiros presos no Peru são acusados de roubo de fuzis e enviados para presídios da Bolívia

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Dias depois, seis foram detidos no lado peruano em uma área rural. Foram localizados coletes, pistola e após interrogatório, alguns dos fuzis também foram encontrados.

O assalto ao posto das Forças Armadas na cidade de Porvenir, interior do estado de Pando, lado Boliviano, na noite de 16 de junho passado, está quase todo solucionado. Nesse meio, os principais envolvidos seriam brasileiros que levaram nove fuzis, cinco pistolas, carregadores e munição, além de deixar policiais feridos.

Desde então, os trabalhos na tentativa de recuperar e prender os acusados, além das polícias da Bolívia, envolveu autoridades do Peru e do Brasil, pelo Acre. Nestes últimos cinco dias, algumas pessoas foram detidas em Cobija/Bolívia, e um dele estaria com uma das pistolas.

Odílio Bezerra da Costa, vulgo ‘Diabão’, foragido da justiça acreana acusado de homicídio, foragido do presídio FOC, entre outros crimes, foi detido na cidade de Cobija, com posse de uma das pistolas roubadas do quartel. Este foi transferido para o presídio em La Paz, onde espera seu julgamento.

Forte aparato policial foi montado para levar os brasileiros para audiência.

Dias depois, seis foram detidos no lado peruano em uma área rural. Foram localizados coletes, pistola e após interrogatório, alguns dos fuzis também foram encontrados. Natanael David Sarmiento da Silva, Jackson Chaves de Souza, Espedito Joaquim Teixeira Nascimento e Railton de Souza, além de um menor.

Em uma operação conjunta (Brasil/Bolívia/Peru), foi possível localizar o local onde estaria quatro fuzis AK 47, entre os dias 7 e 8 passado. Foi quando encontraram e detiveram Ruslan Rodrigues de Lima (27), vulgo ‘Gringo’ e José Oliveira do Couto (30), que foram extraditados para o Brasil, já que havia pendencias com a justiça.

Dia da prisão dos brasileiros entre o dia 7 e 8 passado.

Em audiência de medida cautelar, desenvolvido na manhã desta quarta-feira (11), o ministério público apresentou uma série de indícios para demonstrar a provável participação dos acusados. Após serem ouvidos, foi determinado que Railton de Souza fosse transferido para um presídio em Cochabamba.

Natanael e Espedito foram encaminhados para o presídio de Villa Busch, distante cerca de 20km de Cobija. Todos acusados de roubo agravado de armas e munição militar, além de lesões graves e leves contra militares. Já Jackson foi beneficiado por medidas leves, justificando que não esteve envolvido no dia do roubo, devendo ficar em Cobija para que se apresente em outras audiências no Ministério Público.

Durante apresentação dos acusados, uma autoridade boliviana apontou o brasileiro Railton de Souza, juntamente com Freddy Méndez e Arlin Suárez (foragido), como os líderes da organização criminosa composta por bolivianos e brasileiros.

Envolvimento com chacina

Com a prisão dos brasileiros no lado peruano, as autoridades do Acre acreditam que maioria dos envolvidos na chacina ocorrida na cidade de Assis Brasil, no início do mês, já foram identificados. Segundo o delegado Remulo Diniz, foi feito um reconhecimento com as vítimas na Capital.

Foram identificados cinco maiores e um menor de idade, após o episódio. Com ajuda do judiciário, foram expedidos os mandados de prisão e com o apoio da polícia peruana, foi possível identificar o local onde estariam os acusados próximo a Maldonado (Peru).

Os agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção de Pessoas – DHPP, conseguiram identificar e receberam dois dos envolvidos na chacina nesta quarta-feira, dia 11, após serem presos a cinco quilômetros de Maldonado, lado peruano. Com informações de Perla Del Acre.

Veja vídeos de Kike Navala/Cobija-Pando

Perla Del Acre / O Alto Acre

ACRE

Deputado criador do PL sobre fake news participa de live com pré-candidato a prefeito

Redação do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Membros do movimento político RenovaBR, ação apartidária que busca implantar boas práticas no Brasil, o empresário acreano e pré-candidato à Prefeitura de Rio Branco, Jebert Nascimento (Republicanos), e o deputado federal e mestre em Políticas Públicas pela universidade estadunidense Oxford, Felipe Rigoni (PSB-ES), discutem nesta quinta-feira, 9, o cenário econômico e político no Brasil durante e pós-pandemia do novo coronavírus. O debate será feito por live nas redes sociais do empreendedor.

A ideia é analisar as consequências da crise sanitária e de saúde, além das suas consequências na economia brasileira, principalmente na vida das pessoas com maior vulnerabilidade social. Os membros do RenovaBR também vão projetar o comportamento do campo político a partir das novas perspectivas trazidas pela pandemia, o objetivo é traçar linhas estratégicas que amenizem os efeitos negativos da crise aos municípios.

A live iniciará às 17h no Acre, 19h em Brasília, e terá participação direta do público com dúvidas, sugestões e perguntas. De acordo com Jebert, a presença das pessoas no debate virtual servirá para aproximar a realidade do contexto da população acreana e capixaba, fazendo com que a discussão seja mais próxima da vivência dessas pessoas e, consequentemente, mais produtiva para ambos. O pré-candidato se diz animado com a atividade ao lado do colega.

“Dentro do tema ‘O cenário político e econômico durante e pós-pandemia’, vamos abordar as iniciativas tomadas na Câmara dos Deputados para geração de emprego às pessoas, principalmente as mais pobres, o atual cenário político, analisar o papel do RenovaBR nisso, auxílios concedidos pelo governo federal, investimentos públicos para diminuir a crise, novas formas de gestão públicas e diversos outros temas. Estou com boas expectativas”, diz o empresário.

PL sobre fake news

Com grande notoriedade no cenário político e midiático nacional, o Projeto de Lei das Fake News (PL 2.630/20), que tramita no Congresso Nacional, é de autoria do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e dos deputados Felipe Rigoni (PSB-ES) e Tabata Amaral (PDT-SP). A proposta consiste na adoção de medidas que dificultem a criação de contas falsas (robôs), aborda a fiscalização das empresas responsáveis por redes sociais e prevê a criminalização de autores de crimes contra a honra nas plataformas digitais.

Assessoria

 

Continue lendo

ACRE

Dia C: Sicoob Acre entrega mais de dois mil kits em comunidades carentes da capital e interior do Estado

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Apesar da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no estado, a Cooperativa de Créditos e Investimentos do Acre (Sicoob Acre) participou neste sábado, 4, do Dia de Cooperar, ou Dia C, atividade desenvolvida pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). Direcionada em ações de combate à doença neste período, a instituição financeira entregou de forma gratuita mais de dois mil kits de higiene e proteção, com máscaras e álcool em comunidades carentes da capital e interior.

Celebrada sempre no segundo sábado de julho, a data este ano tem como tema “Atitude simples movem o mundo” realizada nos 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal. No estado, a ação do Sicoob Acre atendeu diversos bairros de Rio Branco, Acrelândia, Brasileia e Cruzeiro do Sul. Para evitar aglomerações, as entregas foram feitas pelos próprios colaboradores da entidade de forma individual nos bairros em que eles moram e os próximos.

O Dia C é marcado por diversas ações focadas na responsabilidade social em áreas da saúde, educação, lazer e meio ambiente promovidas pelos sete ramos de cooperativismo atuantes no país, incluindo o cooperativismo de crédito. A ideia é transformar a realidade social de milhares de comunidades por meio da prestação de serviços. Neste ano, as iniciativas já praticadas pelo Sicoob Acre foram ligadas ao novo coronavírus com estímulo a continuidade delas mesmo após o evento.

Presidente do Sicoob Acre, José Generoso explica que duas etapas foram desenvolvidas. “Cooperação Vem à Casa” e “Pilares e Atuação com o Compromisso Social” reuniram todas as cooperativas do estado para desenvolver iniciativas como arrecadações de alimentos e doações financeiras para atender pessoas carentes, além de ajudar instituições do ramo que tenham sido afetadas e correm risco de extintas com direcionamento para os colaboradores e seus familiares.

“O maior compromisso do Sicoob Acre não é o lucro, mas sim ofertar um retorno social positivo e concreto nas comunidades onde estamos inseridos. Neste ano, distribuímos kits de proteção com álcool em gel e máscaras. Também ofertamos orientações de como prevenir a doença em casa e outros ambientes. Abraçamos a causa do Dia C desde a primeira edição como forma de contribuir com a população, isso me deixa muito realizado e feliz”, relata Generoso.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias