NOSSAS REDES

ACRE

Acre corre risco de perder milhões se Gladson não fizer minirreforma

Notícias da Hora, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A minirreforma do governo, chamada pelo governador Gladson Cameli de “um ajuste”, trata-se na verdade de uma correção das barbeiragens cometidas no início da atual gestão, como as extinções do IMC, Instituto de Mudanças Climáticas, e do Instituto Dom Moacyr, que atende pela sigla IDM. 

Depois que percebeu que o governo perdeu uma quantidade significativa de recursos, o Palácio quer rever o equívoco e pedirá a Assembleia Legislativa o retorno dos dois institutos. A matéria será apreciada nos próximos dias na Casa.

Por causa da extinção do IMC, que alguns dos iluminados da Casa Azulada pensavam se tratar de um órgão antiagronegócio e um setor de abrigo para apadrinhados políticos, a atual gestão correria o risco de perder R$ 50 milhões, dinheiro que é fruto de uma parceria entre o Acre e o KFW, o banco de desenvolvimento estatal alemão.

Sem o IDM o Estado deixa de movimentar R$ 24 milhões, que é um recurso do governo federal para manutenção de programas importantes como o Pronatec.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat