NOSSAS REDES

CRIME

EXCLUSIVO: Acusados pela morte do Dr Baba serão interrogados nesta quinta-feira

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Nesta quinta-feira, dia 25/04/2019, às 11:30horas ocorrerão as audiências de interrogatório dos acusados FELIPE DE OLIVEIRA RODRIGUES (vulgo ‘Curica’), e JOSÉ RENÊ DO NASCIMENTO AVELINO, ambos atualmente presos no presídio de Tarauacá.

As audiências dos acusados ocorrerão na Vara Criminal da Comarca de Tarauacá, e serão presididas pelo Juiz do município, Dr. Guilherme Aparecido do Nascimento Fraga.

Os suspeitos são apontados como envolvidos na morte do médico Rosaldo Firmo de Aguiar França, conhecido como Doutor Baba, que foi morto no dia 27 de outubro de 2018, por volta das 21h00min, no município de Feijó.

Segundo divulgou o Portal Acre Notícias, o crime foi motivado por um revolver .38 de propriedade do médico, e a promessa de pagamento de R$500,00 (quinhentos reais).

O mentor do crime, segundo informou o Portal Acre.com.br, teria sido LUCAS SILVA DE OLIVEIRA, atualmente preso no Presídio Antônio Amaro, em Rio Branco. O acusado Lucas, segundo as investigações, encomendou a execução ao preço de R$500,00.

Uma novidade foi revelada pelo site, até então mantida sob sigilo: a participação de uma quarta pessoa, que é ANTONIO ELINELDO VIEIRA DE LIMA (vulgo Douglas), atualmente foragido da Justiça.

Proibida a reprodução, sem a citação da fonte.

Fonte: Acre.com.br

CRIME

Após quase 4 anos, suspeito de matar candidato a vereador no Acre é pronunciado a júri popular

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Jocir de Freitas é um dos suspeitos de matar Elivaldo Santana dos Santos em julho de 2016, na zona rural de Porto Acre, interior do estado.

Após quase 4 anos, suspeito de matar candidato a vereador no interior do AC é pronunciado a júri popular — Foto: Quésia Melo/Rede Amazônica Acre.

Após quase quatro anos, o camelô Jocir Bezerra de Freitas foi pronunciado a júri popular pela morte do candidato do PSDB a vereador Elivaldo Santana dos Santos, morto a tiros em agosto de 2016 na zona rural de Porto Acre, interior do estado.

A decisão de pronunciar o suspeito a júri popular é da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Rio Branco e ainda cabe recurso. A Justiça decidiu não pronunciar Valdir Valério do Nascimento, apontado na época como o mandante do crime.

O candidato foi morto enquanto saía de casa, no Ramal do Açaí, na Vila do V, zona rural de Porto Acre. Na época, a polícia informou que dois homens em uma moto abordaram o candidato e, após confirmarem o nome, dispararam contra ele. Elivaldo dos Santos chegou a ser socorrido por populares e levado para Rio Branco, mas não resistiu e morreu antes de chegar ao hospital.

As investigações apontaram que Santos foi assassinado em um acerto de contas.

“O júri ia ser em Porto Acre, mas os jurados se sentiram intimidados e foi para Rio Branco e caiu na Vara do Júri”, explicou a juíza Luana Campos, responsável pela 1ª Vara do Tribunal do Júri.

A juíza acrescentou que algumas testemunhas não reconheceram os suspeitos como autores do crime.

“Todas as testemunhas não reconhecerem, o que foi a júri a prova ainda é frágil, mas nesse caso quem vai decidir é o próprio jurado. Não tem como pronunciar o suposto mandante”, reforçou.

A magistrada destacou que vai aguardar os prazos de recursos do Ministério Público do Acre (MP-AC) e da defesa para a decisão da pronúncia transitar em julgado.

“Aí a gente já marca o júri dele. Cabe recurso de ambas as partes”, concluiu.

Continue lendo

ACRE

Homem é baleado enquanto estava em esquina na baixada da Sobral

Ecosdanoticia, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O jovem Madson de Souza Fontenele, 24 anos, foi baleado, na tarde desta segunda-feira (8), na Rua 11 de Dezembro, no Bairro São Sebastião, na região da Baixada da Sobral, em Rio Branco.

Segundo informações da polícia, a vítima estava parada na esquina, quando foi surpreendida por dois criminosos em um carro modelo HB20 cor branco. Os bandidos efetuaram cerca de 5 disparos de arma de fogo contra Madson, que para não morrer, correu para dentro da própria residência. Após a ação, os criminosos fugiram do local.

Populares acionaram Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que prestou os primeiros socorros e encaminhou as vítimas ao pronto-socorro de Rio Branco. Madson foi atingido com 2 tiros, sendo um nas nádegas que chegou a perfurar seu abdômen e outro na perna esquerda. A vítima está em estado grave.

A Polícia Militar esteve no local, colheu as informações e tentou procurar pelos autores do crime, mas nenhum suspeito foi preso até o momento.

A motivação do crime é mais um capítulo da guerra entre facções criminosas. As investigações ficarão a cargo da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias