NOSSAS REDES

ACRE

Advogada do AC que ficou 12 dias na UTI com Covid-19 recebe alta do hospital: ‘Para repensar a vida’

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A advogada Isabella Fernandes da Silva, de 37 anos, recebeu alta do hospital neste sábado (4). Ela estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UIT) do Pronto-Socorro de Rio Branco, em coma induzido, com Covid-19 desde o dia 23 de março.

Isabella havia saído da UTI nessa quinta-feira (2) e tinha sido levada para uma enfermaria. Ela enviou uma foto à Rede Amazônica Acre segurando um cartaz escrito ‘estou curada’.

A advogada disse que nunca vai esquecer a experiência que viveu e que só Deus é capaz de explicar o milagre dela ter se recuperado e ficado boa. Ela disse ainda que está muito feliz de voltar para o convívio familiar e que está na casa dos pais.

“Graças a Deus e às orações de todos eu tive alta hospitalar e já estou em segurança na casa dos meus pais. Vou ficar de quarentena até que meu organismo se restabeleça e minha imunidade melhore. Para mim, o que eu vivi, foi uma experiência de renovação, de ressurreição, de vida nova, de uma nova oportunidade”.

Isabella falou ainda que aprendeu muito com essa experiência e que vai repensar a vida. “É para a gente repensar nossas prioridades, nossa vida, é uma experiência de vida que vivi e só Deus para explicar esse milagre”, acrescentou.

A advogada estava entre os três primeiros casos confirmados da doença divulgados no dia 17 de março. Segundo a Secretaria de Saúde (Sesacre), ela contraiu a doença em Fortaleza.

Um boletim médico, divulgado pela Unimed, onde ela chegou a ficar internada antes de ir para a UTI do PS, chegou a informar que ela estava com pneumonia viral e respirava por aparelhos.

O Acre tem, segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) na tarde desta sexta-feira (3), 46 casos da doença confirmados em todo o estado.

O diretor do Pronto-Socorro de Rio Branco, Areski Peniche, disse que a advogada está bem e que ela fez o exame de contraprova. “Está recuperada e muito bem”.

Sobre a idosa de 77 anos, o diretor do PS explicou que ela ainda está internada por causa das comorbidades que têm.

“A paciente idosa continua na UTI e o quadro é estável. O motivo de ela ainda estar na UTI é por conta das comorbidades que ela já tinha antes de pegar a Covid-19, a parte respiratória está boa”, falou

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat