NOSSAS REDES

ACRE

Chuva alaga ruas e novamente deixa moradores ilhados em bairros de Xapuri

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

As imagens divulgadas na internet por uma moradora do bairro Raimundo Hermínio de Melo, em Xapuri, são atuais, desta terça-feira, 22, mas o problema é antigo.

A falta de drenagem das águas das chuvas é um transtorno pontual para muita gente na cidade no período do chamado inverno amazônico. Várias ruas na região foram afetadas e os prejuízos inevitáveis.

Há muitos anos, o cenário é o mesmo em dias de chuvas intensas na região que se situa às margens de um córrego que passa ao lado do ginásio coberto da cidade.

O problema, a propósito, é um dos temas da proposta de governo da atual administração municipal desde a primeira eleição do prefeito Bira Vasconcelos.

Um projeto de canalização do curso d’água nos moldes do Canal da Maternidade de Rio Branco, resguardadas as proporções entre as duas situações, ainda não saiu do papel.

A obra é uma meta antiga da gestão municipal e sonho também de longa data da população, especialmente a que vive na área de influência do manancial que se tornou esgoto a céu aberto.

A reportagem do ac24horas conversou com o secretário municipal de Infraestrutura, Josué Ferreira, que não isentou a municipalidade da responsabilidade sobre o problema.

No entanto, o titular da pasta atribuiu a moradores da área parte da culpa pelo agravamento das inundações. Segundo ele, construções e aterros ilegais que são feitos no período da estiagem pioram a situação.

“Temos cumprido com a obrigação de manter a área no entorno do córrego limpa, desobstruindo bueiros e bocas de lobo, mas intervenções que são feitas no período de verão complicam a situação”.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat