NOSSAS REDES

MINISTÉRIO PÚBLICO

CNMP reconhece boas práticas de gestão do MP acreano

Agência de Notícias MPAC, via Acre.com.br

PUBLICADO

em

As boas práticas de gestão e governança do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) receberam reconhecimento do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). O enaltecimento se deu na primeira sessão do colegiado em 2020, ocorrida na última terça-feira, 12, presidida pelo procurador-geral da República, Augusto Aras.

Durante sua fala, o conselheiro Silvio Amorim destacou a visita que fez ao MPAC em dezembro de 2019, acompanhado do ouvidor nacional do Ministério Público, Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto, e elogiou a condução administrativa praticada pela procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues.

Na visita ao estado, os membros do CNMP conheceram projetos inovadores desenvolvidos na área administrativa relacionados à tecnologia, finanças e política de atendimento ao público, bem como nos órgãos de execução, com destaque para o trabalho de enfretamento ao crime organizado e combate à corrupção.

Silvio Amorim, que preside a Comissão de Enfrentamento à Corrupção (CEC) e Comissão de Controle Administrativo e Financeiro (CCAF), relatou sua estada no MP acreano e expôs diante de seus pares que a visita foi uma oportunidade para constatar “ações inovadoras” e “boas práticas” que precisam ser reproduzidas em outros locais.

“A qualidade dos projetos desenvolvidos no Ministério Público do Acre deve ser replicada em outras unidades ministeriais. Tivemos a satisfação de conhecer ações inovadoras e boas práticas que temos a intenção de levar para todo o Brasil. Só temos a agradecer a acolhida que tivemos e a disponibilidade de toda a equipe, e também enaltecer o trabalho que vem sendo tão bem conduzido pela procuradora-geral, Kátia Rejane, com resultados extraordinários apresentados à população do Acre e que servem de exemplo para outros Ministérios Públicos do nosso País”, disse Silvio Amorim.

Resultados

Reempossada recentemente no cargo, a procuradora-geral disse que, além do foco em ações extrajudiciais, não mediu esforços para dar respostas à população contra o crime organizado e contra práticas de corrupção na administração pública. Ela diz que recebe com alegria a citação do CNMP, compartilha o reconhecimento com membros e servidores e que se sente incentivada para a gestão que se inicia.

“Mesmo com todas as dificuldades, fizemos uma gestão que tinha a preocupação em entregar resultados à população, prezando pela economia, eficiência e eficácia, e dando resolutividade às demandas que chegavam até nós. E agora estamos percebendo que foi uma decisão acertada, o que nos motiva para avançarmos em outros aspectos e darmos continuidade às boas práticas que já estávamos executando”, afirmou.

Andréia Oliveira – Agência de Notícias do MPAC

Com informações do CNMP – Agência de Notícias do MPAC

Fotos – Dircom/Assessoria/CNMP

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat