NOSSAS REDES

ACRE

Deputados estaduais ‘orquestram’ ataque ao PT, Tião Viana e Jorge Viana

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Clima tenso na sessão desta quarta-feira (16), na Assembleia Legislativa do Acre, com discursos impiedosos contra o PT.

Deputado Antônio Pedro afirma que PT só promete e não cumpre

Deputado Antônio Pedro afirma que PT só promete e não cumpre

O deputado Antônio Pedro (DEM) discursou durante a sessão desta quarta-feira (16) a respeito das acusações feitas por parlamentares da base do governo contra o senador e pré-candidato a governador Gladson Cameli (PP). Ele citou obras prometidas pela atual gestão, que não foram cumpridas.

Vendo o debate a respeito de quem mentiu mais ou menos, que o Gladson prometeu e não fez, enumerei algumas promessas do governador Tião Viana que até hoje não foram cumpridas. Prometeu um hospital em Xapuri, prometeu 250 casas a quem ficou desabrigado por conta da alagação ocorrida em 2015, prometeu 500 casas e um centro empresarial em Brasileia, nada foi cumprido”, destacou.

O parlamentar disse ainda, que Tião Viana irá sair do governo sem conseguir eleger seu sucessor, e que o gestor deixou muito a desejar, por isso deve sair. Afirmou também que o PT já está há 20 anos no poder e que teve todas as chances possíveis para mostrar trabalho, no entanto não o fizeram.

Não cumpriram nada do que prometeram. Com certeza Tião Viana não vai conseguir eleger seu sucessor. Chega, 20 anos é muito tempo. Tiveram chances de mostrar trabalho, mas não fizeram nada. Governador, antes de sair se puder, cumpra pelo menos as promessas que o senhor fez”, concluiu. Com informações de Mircléia Magalhães e Andressa Oliveira.

Deputado Gehlen Diniz rebate críticas ao ex-governador Orleir Cameli

Deputado Gehlen Diniz rebate críticas ao ex-governador Orleir Cameli
O deputado Gehlen Diniz (PP) rebateu o líder do governo na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Daniel Zen (PT), que em discursos feitos na tribuna semana passada afirmou que o ex-governador e já falecido Orleir Cameli faliu o Estado durante o tempo que que ficou no governo.

Gehlen Diniz afirmou que não rebateu as acusações anteriormente porque estava em um congresso de legisladores fora do Estado. Disse ainda que Daniel Zen tenta desqualificar o trabalho da bancada federal acreana que faz parte da oposição, mas que são os deputados da base do governo que votam favoráveis a projetos que prejudicam a população.

O cidadão sabe que não estamos aqui e alega que ninguém rebateu as acusações que ele fez porque são verdade. Não sabia que vossa excelência usava desses artifícios para enganar a população. Isso é trapaça! Vejo o líder do governo tentando desqualificar a bancada federal. Vamos falar de fatos históricos: Medida Provisória n° 664, que dificulta o acesso de pensão por morte, criando carências. Deputados federais Raimundo Angelim, Sibá Machado e Léo de Brito, todos do PT, votaram a favor. Medida n° 665, dificulta a obtenção do seguro desemprego, entre outros, aos pescadores profissionais, os mesmos votaram a favor também”, alegou.

O parlamentar falou também sobre o caso envolvendo Marcelo Odebrecht, que em depoimento resultante da Operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Federal, visando apurar um esquema de lavagem de dinheiro que movimentou bilhões de reais em propina, citou como um dos beneficiados do esquema o senador Jorge Viana (PT), que recebia o codinome “menino da floresta”.

Marcelo Odebrecht afirmou que o menino da floresta era um codinome do Jorge Viana, que pediu R$ 2 milhões para financiar a campanha do irmão ao governo. Utilizaram dinheiro da Petrobras para fazer campanha e agora querem macular a imagem do senador Gladson Cameli, que diferente deles não responde a nenhum processo”, rebateu.

Gehlen Diniz citou ainda o caso envolvendo o pré-candidato ao governo Marcus Alexandre (PT), que em outubro do ano passado foi levado, junto com a esposa, para prestar esclarecimentos na Polícia Federal acerca do possível desvio de verba pública. Alegou também que o ex-prefeito teve os honorários de seus advogados pagos com dinheiro público.

É esse governo que querem manter? Vai acabar e o desespero está tomando conta. Tentam atacar a imagem dos outros, mas quem não cumpre o que promete são eles. A população não aguenta mais. O senador Gladson não responde a nenhum processo e vai ganhar, sim. Vocês não administraram para o bem comum, mas para os amigos do poder. Vinte anos no poder não são 20 dias, não deram a Saúde de primeiro mundo, não deram segurança, não fizeram nada”, finalizou. Leia mais aqui.

Deputada Eliane Sinhasique diz que atual governo não pratica o que fala

Deputada Eliane Sinhasique diz que atual governo não pratica o que fala
A líder do MDB na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputada Eliane Sinhasique, disse que o atual governo faz um discurso, mas na prática age totalmente diferente. A parlamentar afirmou que o governador Tião Viana (PT) não respeita os profissionais das empresas terceirizadas que prestam serviço para o governo.
.

Contratam empresas terceirizadas e esquecem que por trás delas há trabalhadores. Eles não consideram como trabalhadores esses profissionais que atuam praticamente em todas as secretarias. O PT só considera os funcionários públicos. Eles não pagam as empresas terceirizadas, os salários dessas pessoas ficam atrasados por meses. Esquecem que além de já ganhar pouco, elas têm família, contas a pagar. Tratam essas pessoas como lixo”, criticou.

A parlamentar citou como exemplo a empresa TecNews, que, de acordo com ela, está há três meses sem receber pelos serviços prestados ao governo, e, consequentemente, seus funcionários também não receberam seus salários. A parlamentar propôs um projeto de lei que dispõe sobre a transmissão ao vivo dos processos licitatórios realizados pela administração pública direta e indireta.

Se é para fiscalizar, tem que fiscalizar todo mundo. Vamos acabar com essa história de CPL, de abrir envelope entre quatro paredes e a gente não saber o que de fato ocorre nesses processos licitatórios do governo. Que seja implantado ainda este ano e neste governo. Exigimos transparência total”, pediu.

Eliane Sinhasique justificou o PL dizendo que muitas vezes empresas concorrem em licitações para construírem obras no Estado e as abandonam logo em seguida alegando falta de pagamento. No entanto, voltam a concorrer em outros processos.

A empresa ganha, abandona a obra, concorre e ganha novamente. Ainda tem os esquemas de um cobrir o preço do outro, com superfaturamento e porcentagens para beneficiar alguns. Queremos transparência nos processos licitatórios. Encerro pedindo que este governo caloteiro pague as empresas terceirizadas, pois por trás delas existem pais de família”, concluiu. Leia mais aqui.

Deputado Nelson Sales diz que petistas usam artifícios baixos para tentar atingir opositores

Deputado Nelson Sales diz que petistas usam artifícios baixos para tentar atingir opositores
O deputado Nelson Sales (PP) usou a tribuna durante a sessão desta quarta-feira (16), na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), para rebater acusações contra o senador Gladson Cameli (PP). O parlamentar disse que os petistas usam de artifícios baixos para tentar macular a imagem dos adversários.

Nelson Sales disse que alguns deputados da base do governo atacaram o pré-candidato a governador Gladson Cameli, o chamando de mentiroso. Ele citou algumas promessas de campanha feitas pelo atual governador Tião Viana (PT) que não foram cumpridas e ressaltou que Gladson Cameli em apenas quatro anos de mandato já cumpriu 90% de tudo que prometeu durante a campanha.

Após alguns dias participando do Encontro de Legisladores do Brasil, vejo por meio da imprensa local notícias onde deputados da situação atacam o senador Gladson, lhe chamando, dentre outras coisas, de mentiroso. O novo Huerb está há anos sendo construído, por vezes teve as obras paralisadas e até agora nada. O Hospital do alto Acre padece do mesmo problema, o governo já deu quatro datas diferentes para inauguração e até agora nada. A obra da UPA de Cruzeiro do Sul está parada também. Sequer as propostas de governo eles cumprem”, alegou.

Nelson Sales usou o termo “novo PT”, falando que o mesmo não passa de uma balela. Citou os nomes do governador, do senador Jorge Viana (PT) e do articulador petista Francisco Nepomuceno, o Carioca, alegando que de novo eles não têm nada.

A história do novo PT, quem está lá? Jorge Viana, Tião Viana, Carioca. Será que isso é o novo mesmo? São os mesmos que durante o atual governo deixaram a unidade mista de saúde de Santa Luzia, em Cruzeiro do Sul, cheia de ratos. Lá os pacientes convivem com roedores. O Hospital João Câncio, em Sena Madureira, tem emendas desde 2016 para melhorias e até hoje o governo não licitou, só porque o autor das emendas é o deputado Alan Rick, que é da oposição. E eles se intitulam o novo”, contestou.

No tempo destinado à Explicação Pessoal Nelson Sales disse que o foco do atual governo no momento é atacar a imagem do ex-governador Orleir Cameli, já falecido, com a intenção de atingir o pré-candidato ao governo Gladson Cameli, mas que não irão conseguir.

O foco do governo hoje é atingir a figura do Orleir Cameli. E os 20 anos em que vocês fizeram o que quiseram neste Estado, por que não falam? Rotineiramente atacam o senador. O que dizer de quem usa dinheiro público para fazer atos em defesa de um incriminado? É comparsa, aliado? O PT deveria ter mais humildade e pedir desculpas por tudo que fez durante os últimos 20 anos no Acre. Tião Viana, pede para sair! ” Finalizou. Leia mais aqui.

Deputado Jairo Carvalho diz que PT faliu o Acre

Deputado Jairo Carvalho diz que PT faliu o Acre
O deputado Jairo Carvalho (PSD) disse na sessão desta quarta-feira (16) que em vinte anos de governo o Partido dos Trabalhadores deixou o Acre totalmente falido. Ele frisou que a situação precária em que se encontra as áreas de Segurança, Saúde e Educação é um exemplo da má administração da Frente Popular.

“O PT errou e errou feio. Eles não têm moral para falar de nenhum outro governo, até porque em vinte anos de administração eles deixaram o Acre totalmente falido. Na saúde pública, por exemplo, nós temos uma reforma no Pronto Socorro que não acaba nunca, o corredor do hospital parece com o de um hospital da Síria: são centenas de pessoas na fila de espera. E tudo isso não é por falta de dinheiro não, é por falta de competência mesmo”, afirmou.

O parlamentar também falou sobre o governo Michel Temer (MDB). “Não adianta querer fazer comparações com o governo Temer, eu nem votei nele. Foi o PT que votou no Temer quando elegeram a Dilma. Ele fazia parte do pacote como vice. Nunca foi meu candidato”, esclareceu.

O oposicionista concluiu salientando que a Frente Popular precisa assumir que errou. “Não venham colocar culpa em A ou B, o povo do Acre não aguenta mais isso. Esse governo é o pior da história e eles precisam admitir. Vergonha total”, concluiu.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Homem misterioso (nome não revelado) é condenado por comprar moto roubada

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Homem é condenado a um ano e cinco meses por comprar moto roubada.

Acusado desconfiou que tinha adquirido veículo roubado e durante abordagem de autoridades policiais evadiu-se

O Juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco condenou homem a um ano, cinco meses e 15 dias de detenção em regime inicial aberto, além do pagamento de 11 dias-multa, em função do denunciado ter cometido o crime de receptação (artigo 180, caput, do Código Penal).

Conforme é relatado nos autos, as autoridades viram a moto trafegando pela Rua Benjamin Constant em atitude suspeita, consultaram a placa e constataram haver restrição no veículo, então, pediram para acusado parar, mas ele fugiu. Depois abandonou a moto e correu em direção ao matagal.

Sentença

O juiz de Direito Raimundo Nonato foi o responsável pela sentença, publicada na edição n°6.513 do Diário da Justiça Eletrônico, do último dia 10. O magistrado observou que durante o interrogatório, o acusado reconheceu que desconfiou que a moto fosse roubada, quando não obteve os documentos do veículo após a compra.

“O acusado declarou ter imaginado que a motocicleta tratava-se de produto de origem ilícita, confirmando que, quando a polícia deu voz de parada, a primeira coisa que pensou foi que teriam verificado a placa e, consequentemente, isso seria um problema”, anotou o juiz.

Receptação

Na sentença, o magistrado explicou que a receptação é delito acessório, pois a pessoa que comprou ou recebeu o item sabendo ser roubado é punida, independente da identificação dos responsáveis pelo roubo. O juiz também discorreu sobre as consequências desse tipo de crime.

“O crime de receptação sempre está por trás de algum fato delitivo, alimentando, em especial, a prática de outros crimes contra o patrimônio, motivo pelo qual deve o receptador ser censurado de modo exemplar, notadamente porque tem plena consciência de sua ação devastadora no submundo da criminalidade, com danos sequenciais de caráter irreparável à população”, concluiu. Com informações GecomTJAC.

Continue lendo

ACRE

Juiz de Brasileia condena por furto qualificado dupla que arrombou residência

Gecom TJAC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Veículo roubado foi levado para Bolívia. O crime ocorreu em março de 2019.

O Juízo da Vara Criminal da Comarca de Brasileia condenou dupla responsável por furto qualificado pelo concurso de pessoas. Um réu teve pena estabelecida em sete anos e seis meses de reclusão em regime inicial fechado e o condutor do carro de apoio do crime recebeu pena de quatro anos e dois meses de reclusão, em regime semiaberto.

De acordo com a sentença, os réus realizaram uma ação premeditada, arrombando o portão de uma residência e subtraindo um carro, uma moto e uma televisão durante a madrugada.

Segundo a investigação, ação criminosa foi demandada por um homem que está recluso na Bolívia. A intenção era roubar uma camionete, mas o dono tinha saído com o veículo, logo foi subtraído o outro carro que estava na garagem.

O veículo foi levado para território boliviano e não foi recuperado. Durante a perseguição policial, a moto foi abandonada duas ruas depois e o condutor do carro de apoio foi preso em flagrante. Havia outras pessoas envolvidas no ato infracional que não foram identificadas.

A confissão dos réus esclareceu que o carro furtado seria utilizado em um assalto ao banco, na qual um caixa eletrônico seria estourado por artefato explosivo e, de fato, três “bananas de dinamite” foram apreendidas com um dos agentes.

Um deles justificou que a finalidade do delito era pagar dívida na facção, porque tinha sido preso anteriormente com uma arma, assim, foi culpado por desmunir e deixar mais frágil a organização criminosa.

Ao arbitrar a dosimetria, o juiz de Direito Clovis Lodi considerou como majorantes da pena o fato de o crime ter sido praticado durante o período de repouso noturno e com rompimento de obstáculo, ou seja, o arrombamento. Os réus poderão apelar em liberdade e juntos devem indenizar a vítima em R$ 50 mil.

A decisão foi publicada na edição n° 6.513 do Diário da Justiça Eletrônico (fl. 42).

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Advogados Online