NOSSAS REDES

ACRE

Em Tarauacá, assassinos do médico Dr Baba serão interrogados em audiência; veja a data

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os réus Felipe de Oliveira Rodrigues e José Renê do Nascimento Avelino, atualmente presos na Penitenciária Moacir Prado, serão interrogados pelo Juiz da Comarca de Tarauacá no dia 25/04/2019, às 11:30 horas da manhã.

A expectativa é que familiares, amigos e admiradores do médico compareçam na frente do fórum local para acompanhar ou assistir a audiência que, em regra, é pública, e pode ser acompanhada por qualquer cidadão. 

O Diretor da Penitenciária Moacir Prado já foi cientificado da data, e deverá providenciar a escolta que fará o transporte dos réus até o fórum da cidade.

Os acusados estão presos no presídio local desde novembro/2018, e desde o dia 14/11/2018 aguardam a audiência de interrogatório.

O Portal Acre Notícias apurou que, nos bastidores, há rumores que líderes de facção ordenaram a morte dos criminosos, razão pela qual ambos estão recolhidos em cela separada dos demais detentos. 

O terceiro acusado LUCAS SILVA DE OLIVEIRA, estar preso no presídio da capital. 

RELEMBRE O CASO:

No sábado, 27 de outubro de 2018, a cidade de Feijó recebeu a chocante notícia que o médico Rosaldo Firmo de Aguiar, 50 anos, tinha sido morto em decorrência de disparo de arma de fogo durante um roubo na residência dele.

A polícia foi acionada e se deslocou para o local, encaminhando o corpo do médico para o hospital, mas ele não apresentava mais sinais vitais.

Após iniciar as investigações a polícia concluiu que o indivíduo que estava com o médico na residência dele tinha sido o responsável por informar os demais criminosos que o Dr. Baba tinha um revólver e planejaram roubar a referida arma naquele dia.

Ocorre que quando invadiram a residência, o médico reagiu ao assalto e por conta disso foi alvejado com um disparo de escopeta que o atingiu na região das costelas, transfixando seu corpo. Em seguida os criminosos pegaram o revólver do médico e se evadiram do local.

O indivíduo que estava com a vítima foi identificado como sendo JOSÉ RENÊ DO NASCIMENTO AVELINO, 19 anos, que após ser ouvido na Delegacia resolveu confessar sua participação no crime, e delatar os comparsas. 

Algumas horas depois a polícia prendeu no Bairro Zenaide Paiva, em Feijó, o nacional FELIPE DE OLIVEIRA RODRIGUES, vulgo “Curica”, 21 anos, que foi apontado como sendo o indivíduo que efetuou o disparo que ceifou a vida do Dr. Baba.

Na manhã de domingo, 28 de outubro de 2018, foi preso o terceiro envolvido e responsável por planejar todo o crime, bem como por transportar os criminosos para a casa do médico e ocultar as armas usadas no crime. Ele foi identificado como sendo LUCAS SILVA DE OLIVEIRA, vulgo “Sula”, 28 anos.

O acusado LUCAS SILVA DE OLIVEIRA, vulgo “Sula”, atualmente estar preso no presídio Dr. Francisco de Oliveira Conde, na capital. 

No decorrer das investigações, a polícia conseguiu encontrar as armas usadas no crime, além do revólver que foi subtraído da vítima, o qual foi escondido pelos criminosos no Ramal Maravilha, em Feijó.

 

Os três indivíduos foram flagranteados e vão responder pelo crime de latrocínio, cuja pena varia de 20 a 30 anos. A polícia continua os trabalhos com o objetivo de identificar se outro indivíduo participou do crime.

QUEM ERA A VÍTIMA

Dr. Baba era um médico conhecido e querido pela população de Feijó e Tarauacá, tendo em vista os relevantes trabalhos que prestou de forma voluntária nos lugares mais distantes destes municípios. Recentemente ele tinha adquirido com recursos próprios uma embarcação para atender a população ribeirinha. Também se fez conhecido no Estado do Acre por “denunciar” em seu perfil do Facebook a má aplicação dos recursos públicos, tanto nas áreas da saúde, bem como educação, infraestrutura e outros setores.

.

A polícia diz que os suspeitos queriam roubar a arma da vítima. Porém, não foi descartada a hipótese de crime por motivação política, tendo em vista que o médico apoiava o presidenciável Jair Bolsonaro.
.
No dia do crime, o médico tinha trabalhado pela manhã no hospital da cidade e à noite estava em casa quando foi morto pelos criminosos. A investigação aponta que a possível intenção dos bandidos era roubar uma arma que estava com o médico, um revolver calibre 38. De acordo com a polícia, Aguiar teria reagido ao assalto e por isso foi alvejado com uma escopeta (arma de fabricação caseira). Ao todo, três suspeitos teriam participado da ação criminosa.
.
Na época, o então governador Tião Viana lamentou a morte do médico e decretou luto oficial de três dias. “Servidor exemplar, Dr. Baba fazia parte da equipe do Hospital e Maternidade de Feijó, onde trabalhava com muito zelo e atenção em seu atendimento. Salvou muitas vidas e ajudou com que a maternidade estivesse há um ano sem morte alguma”, disse em nota.
.

ACRE

Vítima de homicídio no Canaã tinha 19 anos; três mortes ocorreram na Capital nesta quarta

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A vítima de homicídio na tarde desta quarta-feira (17) foi identificada. Trata-se de Railson Mesquita da Silva,de 19 ano. Ele foi morto com 4 tiros na Rua Durval Camilo, no bairro Canaã.
Jovem estava de bicileta quando foi morto
A vitima estava trafegando na sua bicicleta, dois homens numa moto se aproximaram e um dos criminosos puxou uma arma e efetuou vários disparos.
A vitima ainda correu, para tentar fugir dos assassinos mas caiu e foi atingido com tiros na cabeça e no peito.

A dupla na motocicleta fugiu do local, Samu esteve no local e atestou a morte, a Policia Militar isolou a área ate a chegada da perícia criminal. O corpo de Railson foi levado ao Instituto Médico Legal.
Esta é a terceira morte ocorrida nesta quarta, em Rio Branco

Continue lendo

ACRE

Com prisão decretada, falso médico que atendia no AC segue escondido há mais de 4 meses

G1AC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Há mais de 4 meses escondido para não se entregar à polícia, Manoel Pereira da Silva Júnior, suspeito de exercer de forma ilegal a medicina, teve o pedido de habeas corpus negado pelo Tribunal de Justiça do Acre.

Ele teve a prisão preventiva decretada em fevereiro deste ano por estelionato, em Sena Madureira. Na época, a casa dele foi alvo de busca e apreensão, mas ele conseguiu fugir e se mantém escondido tentando derrubar a decisão da prisão.

De acordo com o processo, o suspeito estava utilizando o nome e registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) de outro médico e fazia consultas particulares e também no serviço público. Júnior é formado em medicina na Bolívia, mas não possuía a autorização para atuar como médico.

O advogado Rodrigo de Araújo, que defende o suspeito, diz que ele não tem intenção de se entregar até ter o pedido de liberdade aceito. Araújo destaca ainda que considera a prisão preventiva desnecessária, já que existe a intenção de colaborar.

Um novo pedido de HC, no Superior Tribunal de Justiça (STJ), foi protocolado para suspender o mandado de prisão e garantir que ele responda em liberdade.

“A gente nem está entrando no mérito do que aconteceu. Mas, a pena dele vai ser pequena e, provavelmente, ele vai ficar no regime semiaberto. Então não tem necessidade dessa rigidez de colocar ele preso preventivamente. Além da pena ser pequena [de 6 meses a 2 anos], até hoje não foi aberto processo propriamente dito”, disse.

O advogado disse ainda que Júnior pensa em colaborar com a Justiça, desde que não precise ser preso para que faça isso.

“Suspendida a ordem de prisão, ele no outro dia, imediatamente, vai comparecer à delegacia de Sena Madureira e vamos prestar todos os esclarecimentos necessários”, finaliza.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp OLÁ INTERNAUTA! : )