NOSSAS REDES

CRIME

Em Xapuri, posseiros denunciam desmatamento em seringal

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Seringueiros das colocações Cumaru e Canudinho, no seringal Filipinas, procuraram o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Xapuri (STR), nesta segunda-feira, 30, para denunciar um desmatamento que está ocorrendo em uma área de limite entre a Reserva Extrativista Chico Mendes e a reserva legal de uma fazenda localizada na região.

O presidente do Sindicato, Francisco de Assis Monteiro de Oliveira, se dirigiu a Rio Branco nesta terça-feira, 1, para tentar uma audiência com o Ministério Público Federal no Acre na tentativa de que os órgãos de fiscalização sejam mobilizados para interromper o desmatamento que, segundo os posseiros da região, está afetando várias estradas de seringa localizadas naquela área.

De acordo com o sindicalista, além do objetivo de conter o desmatamento, há também a preocupação com a possibilidade de conflito. Assis Monteiro não soube informar sobre a dimensão do desmate nem a quantidade de homens envolvidos.

Em contato por telefone, o presidente do STRX afirmou que a movimentação da entidade tem sido constante na defesa dos trabalhadores rurais, seja na luta pela garantia da posse de suas colocações ou no combate ao avanço de derrubadas sobre as áreas ocupadas em regiões de conflito fundiário.

“O Sindicato está tomando as providências junto aos órgãos competentes para tentar coibir essa ação. Vamos tentar falar com a promotoria federal para ver se alguém começa a agir”, declarou.

O seringal Filipinas figura entre os cinco que mais contribuíram para o aumento do desmatamento no interior da Reserva Extrativista Chico Mendes. Até 2014, 2.655 hectares de mata havia se transformado em pastagens, conforme dados do Prodes/Inpe.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat