NOSSAS REDES

BRASIL

“Espero que ele se entregue”, diz mulher de Lázaro Barbosa

PUBLICADO

em

A companheira de Lázaro Barbosa Sousa, 32 anos, está estarrecida com a sequência de crimes que o marido se envolveu na última semana. Em entrevista exclusiva ao Correio, a jovem, de 19 anos, que preferiu não se identificar, afirmou estar em estado de choque e contou que a família está sofrendo ameaças. Ela teme pelo desfecho da história. “Temos medo de receber a notícia de que ele morreu”, afirma.

O casal está junto há 4 anos e tem uma filha de 2 anos. Segundo ela, Lázaro é um pai dedicado. “É um bebê que quase todos os dias chama por ele. Isso me corta tanto. Ela é muito apegada. É a vida dele. Está todo mundo arrasado”, diz. O criminoso também tem outro filho, de 4 anos, com uma ex-companheira.

Os dois se conheceram por meio da tia do homem, que é amiga da família da jovem. Ela se diz decepcionada com o comportamento de Lázaro, que segundo ela, já tentou largar o crime. “Se a gente tivesse a oportunidade de ir com a polícia para o meio do mato, para convencê-lo a se entregar. A gente não sabe o que aconteceu na mente e no coração dele. A ficha não caiu”, ressalta.

A mulher também rebate as acusações de que Lázaro estaria envolvido em rituais macabros. Ela disse que a família é alvo de fake news e preconceito por onde passa. “Não acredito em nenhum ritual. Ele tinha uma fé em Deus muito grande, foi até pregador da palavra no presídio. Eu só vou acreditar que ele se envolveu mesmo nisso quando ele for pego e falar”, declarou.

Relacionamento com o pai

A tia de Lázaro Barbosa, que pediu para não ser identificada, rebateu o pai do criminoso, após entrevista exclusiva ao Correio. Ela afirmou que o homem sempre foi agressivo com o filho, teve problemas com álcool no passado e que Lázaro se sentia preterido pelo pai. “Ele batia no Lázaro e até dizia que não era filho dele. Gostava só do outro filho”, afirmou.

Ela disse que Lázaro teve uma infância conturbada, era carente de atenção e tinha comportamentos intempestivos. Abalado com a repercussão do caso, Edenaldo Barbosa, pai de Lázaro, deixou, nesta terça-feira (15/6) a residência onde morava com a família, em Girassol, distrito de Cocalzinho (GO). O paradeiro deles ainda é desconhecido. “Tenho vergonha de falar que é filho meu”, disse, em entrevista ao Correio.

FONTE: CORREIOS BRAZILIENSE

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS

WhatsApp chat