NOSSAS REDES

ACRE

Hospital do Jordão não dispõe de ambulância e emergências são atendidas por policiais

PUBLICADO

em

Um morador do Jordão que não quis se identificar, procurou a redação do ContilNet nesta quarta-feira (3) e denunciou a falta de ambulância para atender os casos de urgência no município, ficando sob responsabilidade da Polícia Militar local os primeiros socorros. De acordo com o informante, o veículo que deveria ser usado para as emergências, está quebrado desde o final do ano passado e o Hospital da Família, não dispõe de outra que ofereça os serviços.

“É inadmissível que isso aconteça. Um município precisa de uma ambulância para atender os seus moradores”, explicou. O morador disse ainda que os agentes da Polícia Militar, quando se deparam com um pedido de socorro, largam as funções e vão atender.

“Eles atendem, já que não tem carro para socorrer. E se aconteceu algum crime ao mesmo tempo em que uma pessoa passa mal?”, questionou. Sobre o assunto, a assessoria de comunicação da Secretaria do Estado de Saúde (Sesacre) emitiu uma nota.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, esclarece que foi doada uma ambulância ao Jordão para que o município não tenha a sua população desassistida. Informa ainda que no termo de doação, a prefeitura acordou com o governo do estado que se responsabilizaria pela manutenção do referido veículo.

Comunica também que de acordo com o Ministério da Saúde, a implantação do Serviço Móvel de Urgência, o Samu, segue a um parâmetro em que as ambulâncias são recebidas pelos municípios, conforme a uma determinada quantidade de moradores nesses municípios.

Por isso mesmo, por não se enquadrar dentro dos parâmetros do Samu, o município do Jordão recebeu a doação da referida ambulância por parte do estado.

Atenciosamente,

Governo do Estado do Acre.

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS

WhatsApp chat