NOSSAS REDES

Xapuri

Idoso de 83 anos é condenado a 25 anos de reclusão, por homicídio

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

.

Segundo a denúncia, o acusado tinha graves problemas de relacionamento com toda a família, sendo que a vítima foi o único filho que o acolheu. “A motivação do crime foi banal, e se deu por conta de brigas em que a vítima reclamava para o pai não deixar os porcos à solta, pois eles destruíriam suas plantações de mandioca e outros legumes”, contou o promotor de Justiça Substituto Thiago Marques Salomão, que atuou no caso.

Foi provado, também, que o autor do crime matou o filho no dia 21 de outubro de 2017, deixando o corpo da vítima em decomposição até o dia 23 subsequente, quando, então, saiu de sua colônia para ir beber em um bar na cidade.

Para o promotor, o MPAC denunciou e comprovou, durante a instrução processual, que o réu matou o próprio filho por um motivo fútil, banal: uma reclamação relativa a porcos criados pelo autor, os quais destruíam suas plantações.

A condenação desse senhor, embora não tenha o poder de trazer a vítima de volta, trouxe conforto para os corações dos familiares. Desse modo, o Ministério Público do Estado do Acre reforça perante a sociedade o seu compromisso com a proteção da vida e com o senso de Justiça”, destaca o promotor de Justiça.

Além disso, provou-se que o réu, por mais de 20 anos, tratou mal seus familiares, chegando bêbado em casa, já tendo, inclusive, apontado uma espingarda para o filho, bem como, ameaçado com faca sua nora, esposa da vítima. Também foi provado que Sebastião havia abusado sexualmente de sua neta, dos quatro aos sete anos. Por Tiago Teles – Agência de Notícias do MPAC.

ACRE

RONDA POLICIAL PRENDE HOMEM PORTANDO TROUXINHAS DE COCAÍNA EM XAPUR

O Alto Acre, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Uma equipe da PM que realizava ronda na cidade de Xapuri, distante cerca de 198km da capital do Acre, detiveram um homem no bairro Laranjal na manhã deste sábado, sob acusação de estar portando cerca de 34 trouxinhas de cloridrato de cocaína.

Segundo foi apurado, a equipe estava em uma rua do bairro citado, quando perceberam que o homem os havia notado e rapidamente, soltou um pacote na rua e continuou andando.

Achando estranho a atitude do homem, um policial saltou do veículo foi averiguar o pacote, enquanto a viatura o seguia. Ao abrir, havia as trouxinhas com drogas e em seguida, o homem foi abordado e dado voz de prisão.

Identificado como Rones Souza Amorim (20), após ser descoberto, confessou que havia embalado a droga no bairro Sibéria e seria comercializada pela cidade. O mesmo recebeu voz de prisão em flagrante delito e foi conduzido para a delegacia e entregue ao delegado titular do Município.

O caso será levado ao judiciário que decidirá sobre o futuro do acusado.

Continue lendo

ACRE

Mulher descobre câncer no útero durante gravidez e resolve vender o cabelo para se mante

Juruá em Tempo, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Aos sete meses de gestação, a dona de casa Josiane Ribeiro, de 32 anos, começou a sentir muitas dores e, durante uma consulta do pré-natal, acabou sendo diagnosticada com câncer no colo do útero.

Moradora da cidade de Xapuri, no interior do Acre, ela precisou ficar na capital, Rio Branco, para fazer o tratamento e precisa de ajuda.

Ela conta que no início de maio, os médicos acabaram decidindo fazer a cesariana para a retirada da bebê e a biópsia. Foi quando ficou confirmado o câncer em estágio avançado. Sem condições para se manter, Josiane resolveu vender o cabelo para tentar arrecadar dinheiro para custear sua estadia em Rio Branco e os gastos com a bebê.

“Estou morando na casa do meu pai, que eu não via há muito tempo. Não tenho emprego e vivo somente com o recurso do Bolsa Família. Quando recebi o diagnóstico, fiquei desesperada, agora tenho que ficar em Rio Branco e mal tenho como pagar a passagem de ônibus para o hospital. A única coisa que tenho é o cabelo, e como vai cair mesmo, resolvi tentar vender”, disse a mulher.

A dona de casa afirma que inicia a quimioterapia na segunda-feira (27). Ela conta que os médicos já mandaram suspender a amamentação e, com isso, é preciso ter dinheiro para comprar fraldas, leite, produtos de higiene para ela e para a bebê, além de comida e dinheiro para o transporte.

“É uma situação muito difícil. Tenho outros sete filhos que não estão comigo agora, porque tenho que ficar aqui para esse tratamento. Não tenho marido e realmente estou precisando de ajuda”, falou a dona de casa.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco