NOSSAS REDES

BRASIL

Ignorância de Bolsonaro sobre a fome causa revolta e indignação

Redação do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A afirmação do presidente Bolsonaro de que “falar que se passa fome no Brasil é uma grande mentira” está causando uma forte onda de indignação e revolta em lideranças da oposição e internautas.

Bolsonaro também falou que “passa-se mal, não come bem. Aí eu concordo. Agora, passar fome, não”.

O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) foi um dos que reagiu à observação infeliz do presidente: “Ao dizer ninguém passa fome no Brasil, Bolsonaro agride o bom-senso e menospreza a dor dos que sofrem”.

Para o deputado Renildo Calheiros (PCdoB-PE), dizer que não há fome no Brasil é uma “crueldade” em um País “com cerca de 55 milhões de pobres e mais de 15 milhões vivendo abaixo da linha da extrema pobreza”. “Me pergunto até que ponto é falta de informação ou crueldade fazer afirmações como essas”, completou.

Para o vice-líder do PCdoB, deputado Márcio Jerry (MA), no Brasil real, “que o Jair Bolsonaro não enxerga, infelizmente tem fome sim”. “E fome que aumenta com o desmonte de políticas públicas de proteção e assistência social”, pontuou.

O Senado, Humberto Costa (PE), diz que Bolsonaro ridiculariza mais de cinco milhões de brasileiros que passam fome.

“Para Bolsonaro, é tudo uma grande mentira. Só quem vive há mais de 30 anos na mamata, e criou os filhos nas mesmas tetas, pode ser tão indigno com a dor do povo e a realidade do país que governa”, criticou o senador.

“Até onde veremos tanta imbecilidade? Será que esse cidadão não se cansa de dizer besteiras e mostrar que não conhece nosso país?”, indignou-se o deputado André Figueiredo (CE), líder do PDT na Câmara.

A declaração de Bolsonaro foi dada em um café da manhã com jornalistas nesta sexta-feira.

Por Esmael Morais

Comentários

Comente aqui

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat