NOSSAS REDES

ACRE

Imigrantes deixam a ponte entre Acre e Peru e União garante assistência humanitária

PUBLICADO

em

Depois de a Justiça Federal deferir pedido de reintegração de posse em favor da União e contra os imigrantes que estavam acampados na ponte da Integração, entre Assis Brasil (AC) e Iñapari, no Peru, os acampados tiveram de liberar a passagem no local.

Com isso, a União garantiu colocar em prática um plano de remoção e reassentamento dos imigrantes, com direito a assistência humanitária para acolhimento ao grupo após desocupação da ponte.

Eles estavam acampados no local desde o dia 14 de fevereiro, numa tentativa de pressionar o governo peruano liberar a entrada no país vizinho, a fim de deixa o Brasil pelo lado peruano. No entanto, devido à pandemia da Covid-19, o Peru fechou a fronteira e não permitiu a passagem dos mesmos.

A ocupação na ponte prejudicou a indústria acreana e peruana, fazendo com que centenas de caminhões ficassem parados na estrada com combustíveis, mercadorias e alimentos.

A indústria frigorífica do Acre, por exemplo, estimou prejuízo de cerca de R$ 6 milhões e perda de contratos de importações pelo atraso ocasionado pelo fechamento da ponte. A desocupação foi determinada nessa segunda-feira, 8, pelo o juiz federal Herlem Brasil.

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS

WhatsApp chat