NOSSAS REDES

ACRE

Incêndios em prédios de Rio Branco aumentaram em 20% em um ano, diz Corpo de Bombeiros

G1AC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O balanço revela que de 1º de janeiro a 12 de março de 2018 foram registrados 60 ocorrências. No mesmo período deste ano o número subiu para 72

Dados do Corpo de Bombeiro do Acre mostram que o número de incêndios em edificações aumentaram em 20% no período de um ano em Rio Branco. O balanço revela que, do dia 1º de janeiro a 12 de março de 2018, foram registrados 60 ocorrências.

No mesmo período deste ano, os casos aumentaram para 72. Um dos últimos casos registrados foi o incêndio no centro comercial do Calçadão Benjamim Constant, em Rio Branco, na quinta-feira (7). O fogo atingiu oito lojas, sendo que duas ficaram destruídas.

Em entrevista ao Jornal do Acre 2ª edição, o major Cláudio Falcão, da assessoria do Corpo de Bombeiros, falou que a maioria dos incêndios são causados por problemas elétricos, que incluem fiação mal redimensionada, mal uso e falta de manutenção.

“Em segundo lugar temos a má utilização do fogo, como a instalação de botijas, vazamentos de mangueiras, mangueiras vencidas e esquecimento de panelas ao fogo. Tudo isso causa acidentes. Temos uma terceira causa que são os incêndios criminosos, que são recorrentes na nossa capital como no estado todo”, acrescentou Falcão.

O incêndio no centro comercial iniciou em uma loja e se espalhou para as demais. Para evitar um estrago maior, o Corpo de Bombeiros precisou agir rápido e evitar um dano maior.

Manutenção

Um dos cuidados principais que podem evitar os incêndios, segundo o major, é a manutenção nos estabelecimentos. O bombeiro explicou que é necessário fazer manutenção em casas, prédios comercias e habitacionais no período de cinco anos.

“De 15 a 20 anos é necessário que haja uma substituição dessa fiação, uma vez que a carga elétrica deve ter aumentado nesse período e a fiação começa a ressecar. Com essa manutenção evita que tenha um acidente”, garantiu.

Mesmo que após esses cuidados e alerta aconteça um incêndio, o primeiro passo é ligar para o Corpo de Bombeiro, no 193, e pedir socorro. Nunca se deve, segundo o major, agir sozinho e tentar evitar o socorro dos bombeiros.

“Não retardar o socorro porque dessa maneira teremos mais chance de não deixar o fogo se alastrar”, confirmou.

Comentários

Comente aqui

ACRE

Terça-Feira Quente E Seca No Acre

Acrenoticias.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

No Acre, tempo bom, quente e ensolarado, mas ventilado. Pequena probabilidade de ocorrem chuvas rápidas e pontuais em algumas áreas.
A umidade do ar mínima, durante a tarde, varia, entre 40 e 60%, no leste e no sul do estado, e, entre 45 e 65%, nas demais áreas.
Os ventos sopram, entre fracos e moderados, da direção noroeste e eventuais variações do norte.

Temperaturas:

– Rio Branco, Senador Guiomard, Bujari e Porto Acre,mínima, entre 19 e 21ºC, e máxima, entre 32 e 34ºC;

– Sena Madureira e Manuel Urbano, mínima, entre 19 e 21ºC, e máxima, entre 32 e 34ºC;

– Brasileia, Epitaciolândia, Assis Brasil, Xapuri e Capixaba,mínima, entre 18 e 20ºC, e máxima, entre 32 e 34ºC;

– Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves e Porto Walter, mínima, entre 20 e 22ºC, e máxima, entre 33 e 35ºC;

– Marechal Thaumaturgo e Jordão, mínima, entre 18 e 20ºC, e máxima, entre 33 e 35ºC;

– Tarauacá, Feijó e Santa Rosa do Purus, mínima, entre 19 e 21ºC, e máxima, entre 33 e 35ºC;

– Acrelândia e Plácido de Castro, mínima, entre 18 e 20ºC, e máxima, entre 32 e 34ºC

Continue lendo

ACRE

Rio Branco é segunda capital com maior número de condutores que usam celular ao volante

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O Ministério da Saúde divulgou um estudo em que aponta que 19,5% da população das capitais do país usam o celular enquanto dirigem. Rio Branco ficou acima da média nacional, aparecendo em segundo lugar, junto com Cuiabá com 24% entre os condutores que mais usam o celular no trânsito, atrás apenas de Belém, com 24,1%.

Pessoas com idade entre 25 e 34 anos representam 25,1% do total de pessoas dirigem e usam celular. Os dados foram divulgados pelo Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), foram entrevistadas por telefone 52.395 pessoas, com mais de 18 anos, entre fevereiro e dezembro de 2018.

Estudo foi divulgado nesta segunda/Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

As capitais que apresentaram o menor percentual de uso de celular durante no trânsito foram: Salvador com 14,2%, Rio de Janeiro com 17,2%, São Paulo com 17,4% e Manaus com 18,0%. A pesquisa abordou ainda três outros índices: direção e consumo abusivo de álcool; direção e consumo de qualquer dose de álcool e multa por excesso de velocidade.

Distrito Federal, Fortaleza e Porto Alegre foram as capitais em que o maior número de entrevistados afirmou ter recebido multa por excesso de velocidade, com 15,7%, 14,6% e 14,2% respectivamente. Do outro lado da tabela o destaque fica com a Região Norte, das 5 capitais com menores índices de multas, 4 são da região: Manaus (0,9%); Macapá (2,7%); Belém (5,9%); Campo Grande (7,0%) e Porto Velho (7,1%).

Já no quesito álcool e direção, os homens são os campeões em beber e dirigir. Dos 5,3% dos entrevistados que admitiram beber e dirigir, 9,3% são homens e somente 2% mulheres. A capital com maior número de condutores que consumiram bebida alcoolica e dirigiram foi Palmas, com 14,2% e a com menor número foi Recife, com 2,2%.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco