NOSSAS REDES

ACRE

Infraestrutura: Governo Federal prioriza obras no interior do Acre

Redação do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Por: J. Gomes para o Acre Notícias

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes  de Freitas, reuniu-se nesta terça-feira (12), com o Governador Gladson Cameli e bancada de parlamentares acreanos.

Foram tratados vários assuntos relativos à investimentos do Governo Federal no Estado do Acre. Uma das pautas principais tratadas na reunião foi acerca dos investimentos em infraestrutura que — a priori — contemplarão as cidades de Brasileia, Epitaciolândia e Tarauacá. 

Em seu Twitter, o ministro afirmou hoje que os investimentos prioritários serão à recuperação da ponte de Brasileia a Epitaciolândia, construção do contorno entre as cidades, manutenção da BR/364, além do prolongamento/manutenção da ponte sobre o Rio Tarauacá.

Uma boa notícia não só para os demais municípios, mas também para os munícipes de Tarauacá, que há tempos sonham com a recuperação definitiva da ponte que leva o nome da cidade do interior do Acre, já  que a ponte começou a apresentar problemas estruturais desde o ano de 2014, devido o desbarrancamento que ocorreu às margens do rio, ao lado do bairro Corcovado, e que comprometeu a sua estrutura.

No mesmo ano, o Departamento de Estradas e Rodagens do Acre – DERACRE, e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), realizaram obras de contenção no local; e uma adaptação de perfil militar foi utilizada para reduzir os transtornos e permitir a liberação de tráfego sobre a via na época; estrutura que até hoje continua. 

Com o anúncio do Ministro do Governo Federal, a possibilidade de termos a ponte sobre o Rio Tarauacá totalmente recuperada nunca esteve tão próxima. 

À época dos fatos cheguei a fazer um artigo, falando sobre a falta de atenção das autoridades em relação a estrutura da referida ponte, sendo reproduzido pelo Jornal  A Tribuna.

Abaixo reproduzo o artigo, escrito e publicado em 2017.

Ponte em Tarauacá

Se perguntares aos Tarauacaenses qual a maior obra já construída no município, com certeza a maioria diria que foi a construção da ponte sobre o rio Tarauacá.

— De facto a maior obra da história do nosso povo. Há tão sonhada ponte que ‘interligaria’ de vez a região Tarauacá/Envira, e Vale do Juruá á capital acriana – e consequentemente ao restante do país.

A referida estrutura começou a ser construída no ano 2009, ainda no governo de Binho Marques, sendo o custo de 48 milhões de reais — provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. Foi inaugurado pelo o atual governador, Tião Viana, no ano 2011 — sendo entregue a população de Tarauacá em ato solene.

A ponte começou apresentar problemas estruturais no ano 2014, devido o desbarrancamento que ocorreu a margem do rio ao lado do bairro Corcovado, e que comprometeu a sua estrutura.

No mesmo ano o Departamento de Estradas e Rodagens do Acre – DERACRE, e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) realizaram obras de contenção no local; e uma adaptação de perfil militar foi utilizada para reduzir os transtorno e permitir a liberação de tráfego sobre a via na época.

Ainda em 2014 um relatório técnico do Dnit apontava as reais causas que ocorreu na cabeceira da ponte que Segundo especialistas, houve erro de construção. A mesma foi colocada no lugar errado e, o engenheiro do governo, não deu a devida atenção ás mudanças que o leito do rio apresentava nas ultimas décadas “A ponte, que está localizada numa curva, deveria ter sido construída num outro extremo do rio, a alguns metros, o que levaria a um desvio num dos trechos da rodovia federal, antes de entrar no perímetro urbano do município. A ponte deveria ter sido construída na jusante da curva maior e, não, a montante, como foi construída”, dizia o relatório.

Atualmente as condições de uma das pistas de acesso à ponte, ainda encontra-se precária e oferecendo riscos aos condutores que trafegam por lá. O tempo passou e já fazem quase 3 anos. Nada foi feito, e a população ainda aguarda de forma ansiosa a recuperação definitiva da cabeceira da ponte sobre o rio que leva o mesmo nome do município.

Por J. Gomes para o Portal Acre Notícias.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Unidade do IBGE no Acre já se prepara para o Censo 2020; edital sai no começo de março

Redação do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Com atraso de quase um ano, o edital com mais de 200 mil vagas para o Censo 2020, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), será publicado no início do mês de março, segundo previsão divulgada na semana passada pelo órgão. O processo para contratar trabalhadores temporários para o censo demográfico brasileiro, nas funções de recenseador e agente censitário, foi anunciado em maio do ano passado.

A banca organizadora do concurso, será o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Serão 196 mil vagas para recenseador, mais de 23 mil para agente censitário supervisor e pouco mais de 6 mil para agente censitário municipal. Segundo o IBGE, os detalhes adicionais, como o nível de escolaridade exigida, só serão divulgados na publicação do edital.

No Acre, a Secretaria Estadual de Educação do Acre vai ceder espaços em escolas e equipamentos multimídia para o treinamento das equipes que vão trabalhar no Censo Demográfico 2020 no estado. A parceria foi firmada com a Unidade Estadual do IBGE (UE/AC) durante reunião realizada no último dia 4 de fevereiro, na capital, Rio Branco.

No encontro, a equipe da UE/AC também apresentou ao secretário estadual de Educação, Mauro Sérgio Ferreira da Cruz, o projeto IBGEeduca, ferramenta que pode auxiliar os professores na sala de aula. A plataforma online reúne conteúdos didáticos criados a partir das pesquisas do IBGE e disponibilizados gratuitamente na internet.

O encontro aconteceu na sede da secretaria Estadual de Cultura e Esportes e contou também com a participação do professor José Rego, chefe do Departamento de Gestão da pasta. Rego fará as intermediações entre o IBGE e as coordenações dos núcleos de educação do estado para que os espaços sejam cedidos instituto.

A Unidade Estadual do IBGE (UE/AC) também recebeu, no último dia 3 de fevereiro, os novos agentes censitários operacionais (ACOs) e os coordenadores censitários subáreas (CCS) para formalização dos contratos. Eles vão atuar no Censo Demográfico 2020, no Acre.

A recepção dos novos servidores temporários foi feita pelo coordenador operacional, Sebastião Júnior, pela coordenadora de treinamento, Gardênia de Oliveira, e pelo coordenador da área Rio Branco, Gilvan Ferreira. Também participaram da primeira interação o coordenador de informática, Raphael Dias, e o coordenador de área de Brasiléia, Ednaldo da Silva.

Com o objetivo de ambientar os novos colaboradores com as atribuições de seus respectivos cargos, foram citadas algumas das atividades que serão desenvolvidas por eles durante a operação censitária. Foram abordadas também, metodologias de treinamento de pessoal, bem como demais trabalhos de preparação prévia que antecedem o processo de coleta do Censo.

Os ACO’s e os CC’s também estão conhecendo, na prática, os principais conceitos apresentados pelo IBGE como Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE) e Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), através do acompanhamento das equipes em campo.

Com informações do Portal do IBGE.Por Raimari Cardoso 

Continue lendo

ACRE

Sine oferece 21 vagas de emprego para Rio Branco nesta segunda-feira; confira

Folha do Acre, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O Sistema Nacional de Emprego do Acre (Sine) disponibiliza 21 vagas para diversas áreas nesta segunda-feira (17) em Rio Branco. Os candidatos interessados devem ir até a OCA, na rua Quintino Bocaiúva, 299 – Centro.

O candidato à vaga deve atualizar o seu cadastro no Sine. Aqueles que não tiverem cadastro na instituição, devem levar os seguintes documentos:

Carteira de Trabalho, Identidade/CPF, Título de Eleitor, comprovante de escolaridade e de endereço.
As vagas são rotativas, ou seja, são disponibilizadas para o dia, podendo não estar mais disponíveis para o dia seguinte.

O Sine se responsabiliza por encaminhar cinco pessoas, no perfil solicitado pelo empregador, para que ele possa escolher qual vai preencher a vaga. O cidadão pode verificar se a vaga ainda está disponível através do telefone 0800 647 81

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias