NOSSAS REDES

ACRE

Integrantes de organização criminosa são presos quando iam atacar rivais em Rio Branco, diz polícia

PUBLICADO

em

Membros de uma organização criminosa foram presos na noite dessa terça-feira (26), na região do bairro Calafate, em Rio Branco, quando se deslocavam para atacar rivais. Equipes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) abordaram dois veículos com os suspeitos e fizeram a prisão deles.

Nos carros também foram encontradas duas pistola e quatro carregadores de munições. Entre os detidos havia um líder e conselheiro da facção. Os demais seriam um irmão desse conselheiro e outros membros do grupo criminoso.

O coordenador da DHPP, delegado Alcino Souza, explicou, em entrevista à Rede Amazônica Acre nesta quarta, que as prisões foram feitas durante a Operação Coliseu. Segundo ele, o suspeito é conhecido como “Cabelo” e já era investigado pelas equipes policiais por envolvimento em diversos crimes praticados na capital acreana.

“É foragido do sistema prisional, estava conduzindo e comandando ataques em regiões comandadas pela facção rival em Rio Branco. Equipes da DHPP conseguiram localizar os dois veículos que já estavam prontos para outras ações criminosas. Dos dois veículos, um fazia a escolta portando duas pistolas, dois carregadores com munições a mais e tinha um foragido que cortou a tornozeleira recentemente”, destacou.

Armas de uso restrito foram apreendidas durante operação em Rio Branco — Foto: Arquivo/Polícia Civil

Armas de uso restrito foram apreendidas durante operação em Rio Branco — Foto: Arquivo/Polícia Civil

Souza falou também que o conselheiro e o irmão dele estava usando identificações falsas. “Essa operação é permanecente e visa coibir crimes que já aconteceram relacionados a ataques e enfrentamento entre facções criminosos e evitar, como foi ontem, homicídios ou tentativas que iriam, infelizmente impactar a população”, frisou.

O delegado falou ainda o grupo iria para a região da Baixada da Sobral praticar crimes contra o grupo criminoso que atua no local.

“Estavam fortemente armados. Foram todos conduzidos para a Delegacia de Flagrantes onde foram autuados, preliminarmente, por organização criminosa, porte de arma de uso restrito, uso de documento falso e outros crimes”, concluiu.

Junte-se a 42.973 outros assinantes

MAIS LIDAS