NOSSAS REDES

CRISE

Jesus reage e busca contra-ataque no Conselho Nacional contra Promotor de Justiça

Notícias da Hora, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Deputado Jesus Sérgio vai representar no CNMP contra o promotor que o processou pedindo indenização de R$ 40 mil por danos morais (leia aqui).

Ao tomar conhecimento do processo, por danos morais, movido pelo promotor de Justiça Flávio Bussab Della Líbera, da Comarca de Tarauacá, que pede R$ 40 mil a título de indenização, onde figura como réu, o deputado federal Jesus Sérgio (PDT) resolveu entrar com uma representação contra o promotor público no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Na representação onde Jesus Sérgio pede providências contra Flávio Bussab Della Líbera, ele informa que anexou diversos processos contra o promotor de Justiça, entre eles a pena de suspensão de 45 dias por conduta funcional e pessoal incompatível com o cargo público, pena determinada pelo próprio Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), decisão de outubro de 2016.

Segundo Jesus Sérgio, o promotor também foi alvo de outro processo aberto em fevereiro de 2019, pelo Ministério Público Estadual, por supostos atos ilícitos durante a realização de um concurso público em Tarauacá. Os promotores responsáveis pediram o ressarcimento do dano no valor de R$ 3.642.377,00; suspensão dos direitos políticos por até 5 anos e multa individual de até cem vezes o valor de remuneração de cada réu.

O deputado destaca que são réus na ação, junto com o promotor Flávio Bussab, o ex-prefeito Rodrigo Damasceno (PT), o então secretário de administração de Tarauacá, Dilvo Vareta e um assessor do ex-deputado federal Léo de Brito (PT).

Em abril de 2019, o promotor Flávio Bussab, acionou o deputado federal Jesus Sérgio pedindo uma indenização de R$ 40 mil por danos morais.

O motivo da ação seria um pronunciamento de Jesus na tribuna da Aleac, em 2017, quando ainda era deputado estadual, questionando a atuação do MPAC-Tarauacá no combate ao crime organizado.

Estou juntando todos os processos e reclamações formalizadas contra o promotor para levar ao Conselho Nacional do Ministério Público. É inadmissível que um deputado fique refém desse tipo de atitude por exercer seu papel“, finaliza Jesus Sérgio.

Promotor Flávio Bussab Della Líbera

 

Promotor de Justiça Flávio Bussab ajuizou ação judicial contra o deputado federal Jesus Sérgio (leia a matéria completa aqui).

Advertisement
Comentários

Comente aqui

Concurso

Prefeito de Cruzeiro do Sul exonera quase 200 comissionados

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Prefeito de Cruzeiro do Sul exonera quase 200 comissionados no interior do Acre — Foto: Gledson Albano/Rede Amazônica Acre

Continue lendo

ACRE

Em Tarauacá, sem pães no café da manhã, pacientes e servidores do Hospital Sansão Gomes passam fome

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Boa parte das empresas fornecedoras de alimentação do estado tiveram um ano difícil. Muitas, ainda tem a receber da gestão passada, mais de um ano após o fim do governo de Sebastião Viana.

Além do débito do antigo governo, o atual também não estaria pagando em dia. Com isso, existem empresas com até seis meses de pagamento atrasado.

Uma delas não aguentou mais e tomou uma medida drástica na manhã desta sexta-feira, 3. O velho e bom pãozinho de todas as manhãs não chegou até os pacientes e funcionários do Hospital Sansão Gomes em Tarauacá.

A reportagem do ac24horas entrou em contato com a diretora da unidade de saúde, Laura Pontes.

Foto pública [reprodução Facebook/Arquivo pessoal]

Visivelmente irritada com o vazamento da informação, a gestora chegou a afirmar que o corte de fornecimento de pão para a unidade de saúde não seria um assunto de interesse da população, mas acabou confirmando a suspensão da alimentação.

No entanto, garantiu que o pão foi substituído por bolacha e que nenhum paciente ou servidor ficou sem café da manhã. Quanto ao corte do fornecimento pela empresa, Laura se limitou a responder que cumpre seu papel de gestora da unidade e que os pagamentos são de responsabilidade da Secretaria Estadual de Saúde. A Sesacre ainda não se pronunciou.

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias