NOSSAS REDES

ACRE

Mais de 24 mil kits devem ser entregues para crianças de escolas públicas e creches de Rio Branco

PUBLICADO

em

A prefeitura da capital acreana inicia, nesta segunda-feira (11), a entrega de 24 mil kits para alunos de escolas públicas e creches de Rio Branco. Foram gastos mais de R$ 2 milhões para compra dos itens que incluem material didático-pedagógico e de higiene pessoal. O secretário de Educação do município, Moisés Diniz, afirmou que a entrega não será de todo o material, já que algumas empresas estão aguardando a chegada dos produtos que são comprados em outros estados. De acordo com ele, até esta segunda, ao menos 70% do material já vai estar disponível para entrega. “Com o início do ano letivo, na semana que vem, vamos iniciar a entrega de material escolar para 24 mil alunos. Houve uma demora, por conta das empresas que trazem todo o produto de fora do estado. A gente sabe da importância disso para mães pobres, que precisam tirar entre R$ 300 a R$ 500 para comprar material escolar”, disse o secretário. Para as creches serão entregues 19 itens, segundo a Educação. Entre eles, toalha de rosto, pente para cabelo, sabonete, shampoo e condicionador. Além de lavanda, lençol, escova dental, creme dental, copo e material didático como giz, massa de modelar, tinta, estojo, pasta, papel e cartolina. Para os alunos da pré-escola serão 16 itens, entre eles toalha de mão, escova de dente, creme dental, copo e material didático. Já os alunos do 1º ao 5º ano não devem receber material de higiene pessoal. Os estudantes vão ganhar caderno grande, borracha, lápis, apontador, giz, lápis de cor, tinta, tesoura, pastas, régua, cola, calculadora e caneta. Início do ano letivo Mais de 24 mil alunos das escolas públicas e creches de Rio Branco iniciam o ano letivo nesta segunda-feira (11). As aulas tiveram o início adiado devido o vencimento do edital de concurso para professores. O ano letivo na capital acreana estava previsto para iniciar no dia 18 de fevereiro, porém, a Educação abriu um novo processo seletivo e acabou adiando as aulas. Ainda segundo o secretário, os professores, mediadores e cuidadores vão concluir o treinamento aos finais de semana. Ao todo são 350 profissionais. Em algumas escolas da zona rural, que apresentam dificuldade de acesso, as aulas devem começar após o período de chuvas, no final do mês de abril.

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS

WhatsApp chat