NOSSAS REDES

POLÍTICA

Ministros do STF dizem que caso Lula ‘precisa decantar’ e descartam liberdade em 2018

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Beco sem saída O imbróglio em torno de eventual concessão de prisão domiciliar para Lula fez com que ministros do STF favoráveis à medida passassem a vê-la como inadequada. O pedido instalou um embate entre advogados do petista. Nesse clima, magistrados que viam a alternativa com bons olhos já descartam a hipótese de o ex-presidente ir para casa neste ano. Se a decisão viesse antes da eleição, seria avaliada como gesto para colocá-lo na disputa. Depois, como manobra para deixá-lo fora do páreo.

Sintomático Os ministros do Supremo também avaliam que a repercussão da decisão do juiz federal Rogerio Favreto, que mandou soltar Lula em um domingo de plantão no TRF-4, assustou integrantes do STJ. A corte vai analisar um recurso especial do petista.

Longo inverno O enredo indica que Lula tem poucas chances de deixar a carceragem da PF neste ano pelas mãos de tribunais superiores. O caso dele “precisa decantar” e o ideal seria deixar a discussão para meados de 2019, dizem os ministros do STF.

Nem aí Programada para começar dia 31, a greve de fome de militantes pela libertação de Lula não deve impactar o Supremo. Integrantes da corte apostam que a manifestação não terá apelo.

Por garantia Diante da indefinição do PSB, a direção do PT estuda deixar brecha na resolução que vai oficializar a candidatura de Marília Arraes ao governo de Pernambuco no dia 2.

Nota promissória Petistas dizem que há possibilidade de registrar no documento que o partido pode retirar o nome dela da disputa caso o PSB, no dia 5, decida pelo apoio nacional aos petistas.

Xará A lista de candidatos do MDB de SP assustou alguns integrantes do partido. Na relação dos que vão disputar vaga à Câmara estava Marta Livia Barragana Fernandes Suplicy.

Xará 2 Houve quem pensasse que se tratava da senadora Marta Suplicy, que estuda concorrer à reeleição, e não de homônima que atua como presidente da Liga das Mulheres Eleitoras do Brasil.

RG Para evitar que o eleitor faça a mesma confusão, a candidata será registrada nas urnas apenas como Marta Livia.

Pega a senha Em meio à indefinição sobre a vaga de vice, aliados de Jair Bolsonaro (PSL) colocaram o nome de Frederico D’Avila no páreo. Ex-assessor do tucano Geraldo Alckmin e diretor da Sociedade Rural Brasileira, ele hoje planeja concorrer a deputado.

No estômago Aliado próximo de Bolsonaro, o deputado Fernando Francischini (PSL) foi um dos que mais se irritou com o fato de o presidente em exercício do PSL, Gustavo Bebianno, ter desaconselhado o presidenciável a ir à Cúpula Conservadora das Américas.

Perdeu Como o capitão reformado acatou a opinião, o ato que estava marcado para este sábado (28) foi adiado.

Olhai além Dirigentes da Rede dizem que as conversas da pré-candidata à Presidência Marina Silva com Ciro Gomes (PDT) e Álvaro Dias (Podemos) têm como objetivo estabelecer ambiente favorável a uma aproximação e bases para apoios no segundo turno.

Amanhã talvez Nem Marina nem o pedetista falam em aliança no primeiro turno.

Ranger de dentes Antes de se afastar da campanha de João Doria (PSDB), o economista Roberto Giannetti, alvo da Operação Zelotes, falou com o tucano. Estava muito abalado. Painel/Folha SP.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

CORONAVÍRUS

Após liberar academias e cultos, Xapuri tem 80 novos casos de Covid-19 e prefeito faz apelo: ‘fica em casa’

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Xapuri é uma das 11 cidades que descumprem decreto estadual com critérios para os setores voltarem a funcionar. Prefeito diz que novos casos não têm relação com flexibilização.

capa: Após liberar academias e cultos, Xapuri registra 80 novos casos de Covid-19 e prefeito pede: ‘fica em casa’ — Foto: Reprodução/Facebook.

Após autorizar a realização de cultos religiosos e abertura de academias, a cidade de Xapuri, no interior do Acre, registrou 80 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus. Somente nas últimas 48h, foram 25 novos registros.

Xapuri é uma das 11ª cidades acreanas que não estão cumprindo com o determinado pelo decreto estadual, através do pacto Acre sem Covid, que estipula os critérios para os setores voltarem a funcionar no estado durante a pandemia do novo coronavírus, conforme levantamento feito pelo G1.

No decreto estadual, as fases são definidas por bandeiras: a vermelha é de emergência e as demais fases do planejamento são: alerta, simbolizada pela cor laranja; atenção, pela cor amarela e cuidado na cor verde. A cada sete dias, o comitê faz a avaliação das regionais de saúde para definir a classificação por níveis.

Mesmo indo na contramão do decreto que flexibiliza as medidas impostas durante a quarentena na cidade, o prefeito Bira Vasconcelos gravou um vídeo para as redes sociais da prefeitura em que faz um apelo para que a população mantenha o isolamento social e que “tenha medo” do vírus.

“Quando a gente perde o medo do bicho, o bicho come a gente. A gente não pode relaxar, precisamos ter os cuidados, tudo que está estabelecido, as regras precisam ser seguidas. Quero pedir que tenhamos os cuidados necessários para que a gente possa realmente sair disso sem grandes perdas. Já temos perdas de vida em Xapuri e não queremos mais que isso aconteça. Vamos ter medo, porque assim você se previne. Precisamos fazer de Xapuri uma cidade que combate a Covid pela consciência das pessoas. Xapuri, fica em casa”, disse.

Aumento não tem relação com flexibilização, diz prefeito

Sobre o aumento de casos na cidade após a flexibilização, o prefeito disse que não autorizou a abertura e sim “desaconselhou”. Segundo ele, o aumento não tem relação com a medida.

Isso porque ele afirmou que foi feito um levantamento dos casos novos e nenhum foi de pessoa que frequentou as academias da cidade. Porém, a prefeitura não fez o levantamento se alguma das novas pessoas infectadas participou de cultos religiosos.

Ainda segundo o prefeito, apesar da não proibição, das oito igrejas evangélicas da cidade, apenas duas abriram. Nenhuma igreja católica voltou a funcionar em Xapuri. Com relação às academias, das quatro que tem na cidade, segundo ele, somente duas voltaram a funcionar, seguindo as determinações.

Questionado sobre o fato de estar descumprindo o decreto estadual que diz que os eventos religiosos só podem ser permitidos a partir da fase amarela e as academias a partir da fase verde e Xapuri ainda estar em vermelho, o prefeito afirma que não vê desta forma. Para ele, a cidade está sim na fase verde.

Ele criticou o fato de o governo ter dividido os municípios em regionais para avaliar a situação da pandemia no estado.

“O problema é que foi dividido em regional e nós em Xapuri estamos verde. É aí que descordo do decreto, porque eu faço meu dever de casa e outras cidades não fazem e eu tenho que ir por eles. Tem que ser por município. Não existe prefeito regional e sim municipal. É por isso que eu, com os critérios do próprio decreto do governador, estou em zona verde, com menos de 500 casos, 65% curadas, duas pessoas internadas”, afirmou o prefeito.

O decreto municipal que flexibiliza as medidas em Xapuri tem validade até o próximo dia 15 de julho. O prefeito disse que vai manter a medida até o final do prazo e depois vai analisar a situação do município e definir como vão ficar as determinações na cidade.

Vale destacar que na primeira reunião que o comitê apresentou os resultados, foi informado que cada município segue a classificação da regional, como foi dividido. Dentro daquela fase, as cidades têm autonomia para decidir por medidas preconizadas em cada bandeira.

Somente a regional do Juruá, Tarauacá/Envira foi reclassificada para a bandeira laranja, que quer dizer alerta. As demais seguem em emergência.

Coronavírus em Xapuri

Com pouco mais de 19 mil habitantes, o município de Xapuri tem 310 casos de Covid-19 confirmados, segundo último boletim da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), divulgado neste sábado (11). Outros 359 casos foram descartados. Em todo Acre já são 16.080 casos da doença.

No ranking da incidência média da doença, o município aparece em 11º lugar no Acre, com taxa de 160 para cada 10 mil habitantes. Os municípios de Assis Brasil e Cruzeiro do Sul apresentam as maiores incidências do estado com 302 e 265,5 para cada 10 mil habitantes, respectivamente.

Do total de 419 mortes causadas pela Covid-19 no estado, quatro foram registradas em Xapuri. O maior número de óbitos está na capital Rio Branco, com 286 casos.

Continue lendo

ACRE

EXCLUSIVO: Prefeita Marilete Vitorino confirma que não é candidata à reeleição

Avatar

PUBLICADO

em

Nesta Sexta-feira, 10, a prefeita do Município de Tarauacá, Marilete Vitorino (PSD), concedeu entrevista exclusiva ao Acre.com.br, e na ocasião, confirmou que não é candidata à reeleição. “Meu projeto será priorizar minha família”, disse a prefeita. Veja entrevista na íntegra. 

Jornalista Freud Antunes:  A reeleição está nos planos deste ano?

Prefeita Marilete: Não sou candidata à reeleição. Vou ajudar meus amigos, meu partido e aquelas pessoas que apoiaram nosso mandato nos últimos 4 anos. Em seguida, após prestar minha gratidão com aqueles que nos ajudaram, meu projeto será priorizar minha família, e ajudar o governador Gladson. 

Freud Antunes: Quem será seu candidato à prefeito em Tarauacá? pode informar ?

Prefeita Marilete: O nosso partido PSD ainda está em tratativas com outras forças políticas, buscando um consenso e um nome com liderança e condições de administrar nossa cidade com responsabilidade, dando prosseguimento àquelas conquistas que já alcançamos. Não tenho candidato à prefeito ainda. 

Freud Antunes: Os vereadores de Tarauacá tentaram destituir a senhora, através de impeachment. Há alguma mágoa? Como é sua relação com o Legislativo local hoje? 

Prefeita Marilete: Aquele momento já foi superado, e graças à Deus não guardo rancor ou mágoa de ninguém. Atualmente nossa relação é de respeito e cordialidade. Nos tratamos todos com muita urbanidade e cortesia. Tenho diálogo com todos, e meu gabinete é permanentemente à disposição de todos. 

Freud Antunes: Os dois primeiros anos da sua gestão – 2017/2018 – foram caracterizados pelo esquecimento por parte do Governo do Estado, à época governado por Tião Viana (PT). A partir de janeiro/2019, o Governador Gladson assumiu o comando do Acre, e prometeu muitas ações para Tarauacá. O que foi feito?

Marilete Vitorino: O Governador Gladson recebeu um Estado com muitos problemas, e tem se esforçado bastante para atender as demandas e prioridades dos 22 municípios. Em Tarauacá, tivemos avanços em ações pontuais como reforma da Biblioteca Pública Estadual, ação de tapa-buraco, diligências na abertura de ramais para escoamento da produção rural, melhorias no hospital local, contratação de servidores públicos, e alguns convênios assinados e atualmente em execução. O Governador tem sido um guerreiro no enfrentamento da pandemia. 

Freud Antunes: Por falar em pandemia, como a senhora avalia as consequências políticas do COVID-19, sobre a política de Tarauacá?

Marilete Vitorino: Desde março/2019 quando a pandemia chegou ao Brasil, tivemos de trabalhar em dobro para minimizar as consequências. A crise mostrou a verdadeira face de quem realmente trabalha. A pandemia veio como uma “navalha”, trazendo o distanciamento, o isolamento social, e novas formas de viver e ver o mundo. A política em Tarauacá, este ano, com a pandemia, trouxe acentuada insegurança e incerteza quanto ao dia de amanhã. O novo prefeito ou prefeita não pode ser do grupo de risco e nem ter medo da morte (risos…), porque enfrentará desafios jamais vistos. Para ajudar o próximo gestor, dia 01 de janeiro de 2021 entregarei formalmente a Prefeitura, sem dívidas e organizada, e com saldo financeiro em conta, se Deus quiser. 

Freud Antunes: Obrigado prefeita por sua entrevista. 

Marilete Vitorino: à sua disposição, e obrigada também. 

Por Acre.com.br 

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias