NOSSAS REDES

BOM EXEMPLO

MM GERDAU abre edital para projetos de ocupação em Arte, Ciência e Tecnologia

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Para celebrar os 9 anos de atividades, o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal abrirá suas portas para uma ocupação criativa e democrática de seus espaços. Em caráter inédito, a instituição anuncia o lançamento do Edital CoMciência – Ocupação em Arte, Ciência e Tecnologia. As inscrições podem ser feitas até o dia 22 de agosto no site do programa

Artistas, pesquisadores, engenheiros, matemáticos e diferentes profissionais de toda a América Latina interessados em fomentar a discussão entre arte, ciência e tecnologia estão convidados, por meio do Edital CoMciência – Ocupação em Arte, Ciência e Tecnologia, a proporem ocupações criativas e expositivas dentro do MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal. O edital irá selecionar obras e trabalhos artísticos, científicos e intelectuais de pessoas, grupos e coletivos de trabalhos, que podem receber até 15 mil reais, de acordo com o projeto. Os projetos aprovados ficarão expostos no Prédio Rosa – sede do Museu, de 12 de dezembro de 2019 a 15 de março de 2020. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até o dia 22 de agosto pelo site:http://programacomciencia.org.br , neste mesmo endereço é possível conferir o edital na íntegra. Este projeto faz parte do programa CoMciência de divulgação científica do Museu.

A temática escolhida para a primeira edição do Edital CoMciência propõe novos espaços e narrativas ao uso das tecnologias, aliadas à arte. Desta forma, o objetivo é deslocar o olhar para uma dimensão mais social e humana da ciência e de suas produções técnicas. Além disto, a proposta visa democratizar e ampliar o acesso à produção de conhecimento, refletir sobre a produção tecnocientífica por meio das artes e colaborar com a consolidação do conhecimento científico e artístico. “O edital é uma ação ímpar de divulgação científica. Queremos abrir o espaço do Museu para que a população o ocupe e faça dele um lugar de circulação de conhecimento, de interdisciplinaridade, de desmistificação da ciência. Queremos aproximar esses conceitos da sociedade e fazer com que todos entendam que arte, ciência e tecnologia são linguagens que se integram”, explica Márcia Guimarães, gestora do MM Gerdau – Museu das Minas e dos Metais.

Os trabalhos e propostas a serem inscritos neste edital, segundo recorte curatorial, podem seguir os seguintes subtemas e modelos:

Biologia: microbiologia, genética, o corpo, processos cerebrais- corporais, medicina, entre outros;
Ciências físicas: física das partículas, energia atômica, geologia, física, química, astronomia, ciências espaciais, nanotecnologias, entre outros;
Matemática e algoritmos: arte genética, fractrais, inteligência artificial, vida artificial;
Cinética: eletrônica conceitual, instalações sonoras e robóticas;
Telecomunicações: telefonia, rádio, telepresença, webarte, etc;
Sistemas digitais: mídias interativas, realidade virtual, realidade aumentada, sensores alternativas, entre outros.

Os cachês para os selecionados varia de R$1.000,00 a R$15.000,00, dependendo da complexidade do projeto e da trajetória do proponente. Além disso, os selecionados ainda terão direito a uma verba destinada para execução dos projetos que pode variar entre R$1.000,00 e R$15.000,00.  No ato da inscrição, os artistas ainda terão a oportunidade de selecionar/indicar qual(is) áreas do museu que pretendem ocupar com a(s) obra(s).

Iniciativas como esta são de extrema importância para a conceituação e entendimento de fenômenos contemporâneos que surgem através da união destas três esferas, “vivemos em uma sociedade altamente envolvida nos processos técnicos com forte influência em nossa cultura. Diante disso, arte, ciência e tecnologia comportam diálogos interdisciplinares e complementares na tentativa de explicar o nosso mundo e desenvolvermos nossas habilidades perante os desafios que vão surgindo. É somente por meio de um pensamento conjunto que podemos superar diferenças conceituais e práticas da vida,” destaca Tadeus Mucelli, realizador da Bienal de Arte Digital e também um dos curadores do edital. Alexandre Milagres, que também assina a curadoria da seleção, complementa: “por meio deste edital o Museu demonstra seu protagonismo na divulgação científica e se alinha internacionalmente aos principais centros e instituições de pesquisa, que trabalham há algum tempo com esta convivência produtiva e criativa entre as áreas”. 

:: SOBRE O EDITAL E SEUS CURADORES ::

O edital conta com a curadoria de Alexandre Milagres e Tadeus Mucelli. Milagres é professor e artista digital, coordenador educacional do FAD – Festival de Arte Digital, membro do conselho curatorial da Bienal de Arte Digital, Mestre em Comunicação, pesquisador dos produtos e relações mediadas pelo digital, das relações de aproximação entre cinema e vídeo, das potencialidades artísticas e mercadológicas com a ampliação do acesso às tecnologias móveis e interativas. Foi também Presidente do Observatório da Diversidade Cultural, coordenou a UNA TV e o Núcleo de Convergência da UNA e coordenou os cursos de Publicidade e Jornalismo no UNIPAM. 

Mucelli é artista, curador, pesquisador e gestor de projetos em arte tecnológica e cultura digital. Possui graduação em Gestão de Organizações do Terceiro Setor pela Universidade do Estado de Minas Gerais por meio da Faculdade de Políticas Públicas (UEMG/FAPP). Mestre em Artes pelo programa de pós-graduação stricto sensu da Universidade do Estado de Minas Gerais com temática sobre a memória, preservação e patrimônio digitais. É Doutorando em Ciências da Informação pela ECI/UFMG.

:: SOBRE O PROGRAMA CoMciência ::

CoMciência é o programa de divulgação científica do MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal que, desde 2013, busca trazer temas atuais para debates, por meio de palestras e rodas de conversas, além de oferecer cursos ligados a temáticas científicas, mostras e feiras em parceria com instituições de ensino.

Como museu de ciência e tecnologia, a ideia é desmistificar a ciência como lugar intocável, de difícil compreensão ou distante do universo da maioria das pessoas. O programa busca aproximar o público do conhecimento científico, tornando-o mais palatável, com temas da atualidade e uma linguagem acessível.

 Em 2019, o coMciência ganha força com a primeira edição do “Edital CoMciência – Ocupação em Arte, Ciência e Tecnologia”, uma iniciativa de fomento do MM Gerdau à divulgação científica com a ocupação criativa, artística e propositiva do Museu como espaço de diálogo com a cidade e seus públicos, e a intenção de criar uma cultura da informação de arte, ciência e tecnologia.

 :: SERVIÇO ::

MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal recebe inscrições para Edital CoMciência – Ocupação em Arte, Ciência e Tecnologia

Inscrições: até o dia 22 de agosto pelo site www.programacomciencia.org.br  

Mais informações: (31) 3516-7200 // www.programacomciencia.org.br  

Os resultados serão divulgados no dia 20 de setembro no site do programa

Informações para imprensa

  )) 31 2535 0506
Fábio Gomides   )) 31 99693 2767 
João Dicker )) 31 98841 9613 
Bruna Dias )) 31 98415 6545
Leonardo Cunha )) 31 99885 4302 
Assessoria de Imprensa e Produção de Conteúdo

Advertisement
Comentários

Comente aqui

BOM EXEMPLO

Gladson leva alegria, presentes e Papai Noel para crianças de escola no bairro Canaã

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Após anunciar que iria adotar todas as cartinhas do projeto Papai Noel dos Correios, em Rio Branco, há menos de um mês, o governador Gladson Cameli realizou nesta segunda-feira, 16, a entrega dos presentes solicitados pelas cartinhas. Os agraciados foram os pequenos que estudam na Escola Dona Mozinha Feitosa, no bairro Canaã.

“Hoje tive o enorme prazer de participar da entrega dos presentes pedidos nas cartinhas dos Correios. Foi uma manhã de muito carinho e gratidão. Foi super divertido ser o assistente do Papai Noel”, escreveu o governador.

Gladson reiterou que a atitude foi como cidadão e não como governador. “Estou aqui como cidadão, como pai que sou. Já fui criança e se quanto é importante e o que representa o Natal”, disse às crianças.

Ele acompanhou a equipe dos Correios ao lado do Papai Noel, que também foi ao local fazer a alegria da criançada. “Trabalho todo dia e peço a Deus que me ajude a errar menos e ilumine nosso caminho, porque é para o futuro de vocês que estou preparando nosso estado”, afirmou aos presentes.

“Espero que esse gesto possa de fato trazer uma felicidade e mais esperança para todos. Feliz Natal!”, desejou o governador. Após a entrega dos presentes, Gladson fotografou e conversou com as crianças.

Cameli apadrinhou 1.026 cartinhas. Todas as cartas adotadas pelo chefe do Executivo são de escolas. A ação, segundo o governador, é um ato pessoal e familiar e nada tem a ver com gastos dos cofres públicos. Ele chegou a consultar a Procuradoria Geral do Estado para poder fazer as doações.

Continue lendo

BOM EXEMPLO

Prêmio de Jornalismo: MPAC homenageia e premia comunicação do Acre

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Nesta sexta-feira, 13, ocorreu a premiação da 10ª edição do Prêmio de Jornalismo, promovida pelo Ministério Público do Estado do Acre, com o objetivo de agraciar apoiadores/patrocinadores, e premiar os melhores trabalhos jornalísticos que envolvam a instituição, veiculados por websites, jornais e emissoras de rádio e televisão.

Foto de capa: Marcos Vitorino, jornalista, bacharel em História e Direito, recebe congratulação da Procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues [13/12/19]. 

Em noite de celebração, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) apresentou, nesta sexta-feira (13), os trabalhos vencedores da 10ª edição do Prêmio de Jornalismo. Autoridades, profissionais da imprensa, estudantes de comunicação social, membros e servidores participaram da cerimônia, que ocorreu no Palácio do Comércio.

Prêmio de Jornalismo MPAC homenageia e premia comunicação do Acre

Prêmio de Jornalismo MPAC homenageia e premia comunicação do Acre

Além de jantar oferecido aos convidados, houve a apresentação musical da banda Garotos do Sótão, que integra o projeto Musicalizando Pessoas com Amor e Carinho. Convidado dessa edição, o jornalista convidado Daniel Adjuto também marcou presença. Ele veio ao Acre para falar sobre os desafios do jornalismo profissional diante das fake news.

Na solenidade, foram homenageados o jornalista Ayres Rocha e a Rádio Difusora Acreana. O apresentador da TV Acre foi reconhecido por participação na bancada do Jornal Nacional em edição comemorativa pelos 50 anos do telejornal da Rede Globo. Já a rádio do Sistema Público de Comunicação do Acre completa 75 anos de funcionamento.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, entregou as homenagens e também a premiação dos sete trabalhos vencedores. Em seu discurso, ela exaltou a função social do jornalismo e agradeceu o apoio dos parceiros e organizadores.

“O Prêmio de Jornalismo é uma das ações de sucesso do Ministério Público acreano, e tem a finalidade de homenagear e reconhecer o trabalho da imprensa para a difusão da cidadania e da transparência pública. Nesses 10 anos, tivemos notícias de excelência e, com isso, criamos mais laços com a imprensa, construímos pontes dos serviços do MP para a população, por isso acredito que o prêmio é sucesso”, disse a procuradora-geral.

Com o tema “Uma década conectando cidadania à notícia”, a edição de 2019 faz alusão aos 10 anos da iniciativa do MPAC que é considerada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) como referência em relacionamento com a imprensa, além de incentivo à produção de informação compromissada com os direitos da sociedade.

Cerca de 60 publicações foram inscritas nas seis categorias do concurso, veiculados em meios de comunicação locais e de outros estados durante o ano de 2019. A premiação em dinheiro desse ano chegou a ser superior às distribuídas em edições anteriores. Os valores variaram entre R$ 2.500 e 5 mil para os primeiros lugares de cada categoria, entregues na hora, com exceção da categoria acadêmica, contemplada com certificado e troféu.

A Comissão que avaliou os trabalhos levou em consideração critérios técnicos, jornalísticos e temáticos. Ela foi composta por cinco pessoas: profissional de publicidade, três jornalistas com especialidades diferentes e um promotor de Justiça do MP acreano.

Coordenado pela Diretoria de Comunicação, o Prêmio de Jornalismo é promovido pelo MPAC, Associação dos Membros do Ministério Público do Acre (Ampac) e Associação dos Servidores do Ministério Público (Assempac), com apoio da Assembleia Legislativa, Sistema Público de Comunicação, Câmara de Vereadores de Rio Branco, Fieac, Fecomércio, Acisa, Via Verde Shopping, Sicoob Acre, Unimed, Arasuper, Labnorte, Rabel Viagens e Turismo, Top Mídia, Biau Som, Folha do Acre, Notícias da Hora e O Alto Acre.

Confira os vencedores da 10ª edição do Prêmio de Jornalismo do MPAC

Destaque acadêmico em Jornalismo: Disney Oliveira- Agência de Notícias do Acre
Destaque acadêmico em Publicidade e Propaganda: Miracélio Amorim-Unimeta
Fotojornalismo: Marcos Vicentti- ContilNet
Webjornalismo: Janine Brasil- G1 Acre
Radiojornalismo: Luciana Teixeira- Rádio Difusora Acreana
Jornal impresso: Juan Diaz- Jornal Opinião
Telejornalismo: Débora Ribeiro- TV Gazeta

Com informações de Jaidesson Peres- Agência de Notícias do MPAC

Veja o vídeo:

 

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Advogados Online