NOSSAS REDES

DENÚNCIA

Moradores de comunidade se organizam para denunciar no Ministério Público Secretário de Educação de Tarauacá por descaso

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Moradores da Comunidade Floresta, na BR-364, sentido Tarauacá-Feijó, se organizam para formalizar denúncia, no Ministério Público, contra o Secretário Municipal de Educação de Tarauacá, pelo descaso na construção da escola 15 de junho.

Segundo os moradores, a obra deveria ter sido entregue em julho do ano de 2015, e até hoje, as obras encontram-se paralisadas. Orçada em R$3.471.442,29 (três milhões, quatrocentos e setenta e um mil, quatrocentos e quarenta e dois reais, e vinte e nove centavos), a obra está inacabada, e sem previsão certa de conclusão.

Os moradores afirmam que, recentemente, a empresa prometeu retomar os serviços: assentou brita, areia, tijolos e alguns equipamentos. Porém, “pelo ritmo da retomada, a obra nunca será concluída“, denuncia uma moradora da comunidade.

O Secretário Municipal de Educação de Tarauacá, ao que parece, nada tem feito para impulsionar essa obra. É dele a responsabilidade de exigir e reivindicar providências, através de documentos ou outros meios. Ele nunca visitou nossa comunidade para explicar e justificar os motivos da obra está inacabada. Nossa comunidade merece explicações, se existe algum documento reivindicando a continuidade queremos ver. Vamos denunciar e procurar nossos direitos“, desabafou uma professora da Comunidade Floresta.

Soubemos que o representante da Empresa Destak é o Sr. João Paulo, e vamos exigir dele também que se explique“, ressaltou a professora da Comunidade.

Em 2018, o então médico Rosaldo Aguiar, denunciou o descaso com a obra, na rede social:

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat