NOSSAS REDES

ACRE

Motorista de aplicativo é mantido refém e resgatado após criminosos baterem carro durante perseguição no AC

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Um motorista de aplicativo foi vítima de sequestro na tarde dessa terça-feira (29), em Rio Branco. O homem foi resgatado após os criminosos perderem o controle do veículo durante uma perseguição da polícia e baterem no muro de uma casa no bairro João Eduardo II, na região da Baixada da Sobral.

O motorista, que prefere não se identificar, contou ao G1 que foi chamado para atender uma corrida pelo aplicativo no bairro Aeroporto Velho. No local, dois homens entraram no carro e pediram que ele fosse até um outro lugar para buscar um amigo.

Nesse momento, ele disse que já percebeu que podia ser vítima de um assalto. Quando chegaram no local onde o terceiro homem estava, a dupla mostrou a arma e disse que era para o motorista ficar tranquilo que eles não iam fazer nada com ele.

“Eles disseram que iam só fazer uns assaltos e atrás de uns caras. Depois que esse amigo deles entrou no carro, eles mandaram que eu fosse até uma rua que era deserta e lá me colocaram no bagageiro e daí eu não pude saber para onde eles foram. Fiquei no bagageiro por cerca de uma hora, não sei por quais ruas andaram e nem se fizeram algum assalto”, lembrou.

Motorista de aplicativo há cerca de 4 meses, o profissional disse que essa foi a primeira vez que foi vítima de criminosos e afirmou que ainda não sabe se vai continuar trabalhando na área. O carro usado para o trabalho é alugado e com a batida, o veículo ficou muito danificado.

“Muito complicado, porque a gente não tem como escolher cliente, não tem como sair selecionando quem a gente quer levar ou não, então a gente fica muito refém disso, pelo fato da insegurança. Eu ainda não sei o que vou fazer, tem aí o prejuízo com o carro que vou ter que arcar, ainda vou levar na oficina para saber quanto vai ficar para arrumar”, disse o motorista.

A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência por volta das 17h. Ao visualizarem o veículo foi feita uma perseguição, que só parou no bairro João Eduardo II, após o carro que os bandidos estavam bater em um muro.

Uma arma artesanal do tipo escopeta, além de cartuchos e munições foram apreendidos. Dois homens foram presos e um adolescente de 16 anos apreendido. Todos foram levados para a Delegacia de Flagrantes.

Motoristas de aplicativos fizeram protesto por mais segurança em ruas de Rio Branco — Foto: Tálita Sabrina/Rede Amazônica Acre

Motoristas de aplicativos fizeram protesto por mais segurança em ruas de Rio Branco — Foto: Tálita Sabrina/Rede Amazônica Acre

Protesto

Em julho deste ano, um grupo de motoristas de aplicativos se reuniu em frente ao Comando da Polícia Militar, em Rio Branco, exigindo mais segurança para a categoria. Na época, eles falaram que pelo menos dois profissionais tinham sido feitos reféns em poucos dias por membros de facção que usam o carro para cometer crimes.

A categoria chegou a pedir que a Segurança Pública olhasse as ocorrências que envolvem esses profissionais com mais cuidado e que reforçassem o policiamento em locais considerados mais perigosos.

O protesto ocorreu um dia após um motorista ser pego por quatro criminosos após receber um chamado pelo aplicativo. Assim como o ocorrido nesta terça, o profissional foi colocado no bagageiro do carro por cerca de três horas enquanto o grupo percorria a cidade em busca de praticar outros crimes.

Nesse caso também houve perseguição da polícia e o motorista acabou ferido. A perseguição só parou no bairro Apolônio Sales após o carro que os bandidos estavam bater no meio-fio.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat