NOSSAS REDES

BOM EXEMPLO

Neste domingo (10), mais 15 milhões de máscaras chegam ao Brasil

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Americanas doou R$ 5,7 milhões para o transporte da carga, feito pela LATAM Airlines Brasil, em apoio ao Ministério da Infraestrutura e ao Ministério da Saúde.

O primeiro voo com equipamentos para combate a Covid-19 fretado pela Americanas, em apoio ao Ministério da Infraestrutura (MInfra) e ao Ministério da Saúde, pousou na manhã deste domingo (10) em São Paulo/Guarulhos. Esta é a primeira de duas operações entre China e Brasil pagas pela Americanas e realizadas pela LATAM Brasil, para transportar 15 milhões de máscaras cirúrgicas de três camadas, pesando 53 toneladas, adquiridas pelo Governo Federal.

O voo JJ9519 decolou no sábado (9) às 16h de Xangai (hora local), com escala em Amsterdã, e aterrissou em São Paulo/Guarulhos às 7h10 deste domingo (10). A carga foi transportada numa aeronave modelo Boeing 777, que percorreu mais de 18 mil quilômetros em cerca de 46 horas, passando por três fusos diferentes. O segundo voo Americanas-LATAM, que trará a outra parte da remessa de máscaras do Governo Federal, deve chegar a Guarulhos nesta segunda-feira (11).

O Ministério da Infraestrutura é responsável pela operação especial para trazer da China 960 toneladas de máscaras cirúrgicas e N95 compradas pelo Ministério da Saúde. Os equipamentos de proteção serão distribuídos aos estados. O MInfra vai fretar mais de 40 voos da LATAM para trazer 240 milhões de máscaras ao país. O ministério também está apoiando estados e prefeituras na logística e distribuição de equipamentos.

voo lan1230 gru airport cabine

A Americanas já doou mais de R$ 45 milhões para auxiliar na saúde e logística de vários estados. A empresa criou ainda a rede de participação voluntária “Juntos Somos Mais Solidários”, por meio da qual os associados, fornecedores e parceiros estão ajudando idosos que vivem em mais de 1,1 mil residências especiais por todo o Brasil com kits de higiene e limpeza durante três meses. A Americanas ainda arrecadou R$ 2 milhões em doações de clientes pela Ame Digital, fintech e plataforma de negócios mobile, e está promovendo a campanha #apoieocomerciolocal, trazendo a oportunidade para que pequenos lojistas possam vender em um dos maiores e-commerces do Brasil.

Já a LATAM Airlines Brasil, além da parceria logística com o Ministério da Infraestrutura e o apoio na distribuição de itens médicos nos estados brasileiros, também está transportando profissionais de saúde envolvidos no combate à pandemia, com isenção total da tarifa aérea. O objetivo da LATAM com esta iniciativa é facilitar o acesso dos profissionais aos locais mais impactados. Dentro do Brasil, a LATAM também segue contribuindo para o abastecimento dos estados com o transporte dos itens de combate ao COVID-19. Desde 15 de março, já foram realizados mais de 130 voos para o transporte de cerca de 600 toneladas de materiais como medicamentos, testes, álcool em gel, máscaras, luvas, termômetros, respiradores e doações de alimentos.  Por Assessoria Especial de Comunicação, Ministério da Infraestrutura.

ACRE

Combate ao coronavírus: Sicoob Acre patrocina desinfecção da sede do Bope em Rio Branco

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Como forma de atuar efetivamente no combate ao novo coronavírus (Covid-19), a Cooperativa de Crédito e Investimentos do Acre (Sicoob Acre) realizou a desinfecção da sede do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar do Acre (PM-AC), em Rio Branco. A instituição financeira contratou a empresa especializada para deixar o espaço livre da presença do vírus que causa a grande pandemia.
Salas, alojamentos e equipamentos foram totalmente limpos durante o trabalho. Presidente do Sicoob Acre, José Generoso lembrou que a cooperativa nasceu a partir da PM-AC há 21 anos, quando ele e outros militares decidiram fundar a instituição, e que a parceria com a força de segurança e o Bope, que a cada ano fica mais forte. Ele explicou ainda que a ação foi idealizada devido ao registro de casos da doença entre militares.
“O Bope teve pessoas afetadas pela Covid-19 e pensamos neste trabalho para auxiliar a instituição a evitar novos casos. O trabalho deles está entre as atividades essenciais neste momento em que praticamente tudo está parado. É uma forma de retribuir e agradecer pelo esforço e dedicação que os policiais têm neste período. Os militares sempre nos ajudam muito, e tenho muito a agradecer ao Comando-Geral por essa grande parceria cada dia mais estreita”, disse.
Comandante-geral da Polícia Militar do Acre, o coronel Ulysses de Araújo, recordou que fez parte do grupo de policiais que fundou a Cooperativa de Crédito e Investimentos do Acre em 1999. “É uma parceria que existe desde a criação da cooperativa e continuará. Apesar de atualmente já estar aberto a vários setores, o Sicoob tem a essência da Polícia Militar. Agradeço a toda ajuda dada pela cooperativa neste momento e ao longo destes 21 anos. Isso mostra a seriedade da entidade”.
Coronel da PM-AC e comandante do Bope, Edner Franco da Silva, destacou que já foram 12 casos confirmados de coronavírus em agentes do Bope e que a iniciativa dificultará a circulação da doença nas instalações da instituição. “Já fazíamos a limpeza dos equipamentos, viaturas, espaços, uso de máscaras e todas as medidas de segurança recomendadas pelas autoridades de saúde. Mas esse trabalho do Sicoob aumenta ainda mais a segurança de todos nós. Agradeço muito a todos”.

Continue lendo

BOM EXEMPLO

Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa lança Programa Aprendizagem Criativa em Casa convidando crianças e famílias a se conectarem pelo brincar

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Site com conteúdo aberto e gratuito oferta ideias de diferentes brincadeiras que podem ser experimentadas com materiais e o espaço que cada um tem em casa. Esta é uma campanha da Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa (RBAC), que tem apoio da Fundação Lemann e do MIT.

Brincar conecta! Este é o espírito do Programa Aprendizagem Criativa em Casa, da Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa, lançado em abril. No novo site aprendizagemcriativaemcasa.org, mães, pais e familiares de crianças acessam atividades lúdicas e educativas, abertas e gratuitas, para fazerem em casa, com materiais, ferramentas e espaços que tiverem, com ou sem computador.

O Programa foi criado para oferecer conteúdo e inspiração para atividades práticas, interessantes, instigantes e inventivas que ajudam a aproximar adultos e crianças com brincadeiras divertidas. Além disso, objetiva-se fazer com que pais, mães, familiares, crianças, jovens estudantes e educadores se interessem por uma experiência de aprendizagem mais criativa e mão na massa.

Para Leo Burd, diretor-executivo da Rede Brasileira Aprendizagem Criativa e pesquisador no MIT Media Lab (EUA), “o Programa permite que crianças, pais e familiares vivenciem experiências de aprendizagem criativa em sua convivência familiar e se conectem, de forma significativa, por meio de projetos mão na massa, com materiais simples, livre experimentação, imaginação e expressão pessoal”. Os benefícios da prática são muitos, explica ele: “são trabalhadas habilidades como criatividade, colaboração, empatia e o pensamento crítico. Há também o incentivo ao trabalho com paixão e propósito, em projetos relevantes para as pessoas”.

Essa é a primeira vez que a RBAC, criada em 2015 e apoiada pela Fundação Lemann e pelo MIT Media Lab, trabalha a família como principal foco em um programa específico. Para o Programa de Aprendizagem Criativa em Casa, a RBAC também conta com o apoio da Fundação LEGO. No momento em que os milhões de familiares e crianças do Brasil estão em casa, devido à pandemia da COVID-19, ter acesso a conteúdo relevante, confiável e gratuito se faz importante.

Além das atividades para crianças a partir de 3 anos e de dicas para a criação de um “cantinho mão na massa”, o ambiente virtual, colorido e alegre do site estimula o compartilhamento dos projetos produzidos pelas crianças e famílias (nas redes com as hashtags #AprendizagemCriativaEmCasa e #BrincarConecta) e oferece conteúdo extra sobre aprendizagem criativa. Cuidados são recomendados, como limpeza do local da atividade e dos materiais utilizados e compartilhados. A curadoria, desenvolvimento e adaptação de brincadeiras sugeridas pelo site é da RBAC, que conta com uma equipe de profissionais capacitados pedagogicamente para garantir que as atividades sejam adequadas para as crianças e atinjam os objetivos propostos. A coordenação pedagógica da RBAC é de Carolina Rodeghiero, pesquisadora do MIT.

A abordagem da aprendizagem criativa

A RBAC se apoia principalmente na aprendizagem criativa, uma abordagem pedagógica criada a partir do trabalho do grupo Lifelong Kindergarten, do MIT Media Lab, nos EUA, e liderada pelo professor Mitchel Resnick, baseada nos mais de 50 anos de pesquisa em construcionismo do pesquisador Seymour Papert. Nessa abordagem, são incentivados a exploração livre, a colaboração e o desenvolvimento de projetos significativos por parte dos estudantes, propiciando uma experiência de aprender brincando próxima à da educação infantil, a que Resnick chama de “Jardim de Infância para a Vida Toda” e que dá nome ao seu grupo no MIT. É este mesmo grupo de pesquisa que criou o Scratch, um ambiente e linguagem de programação utilizado por mais de 50 milhões de crianças no mundo. Atividades de programação com o Scratch também integram o site do Programa Aprendizagem Criativa em Casa.

O conceito da aprendizagem criativa pode ser traduzido em 4 Ps: Projetos (criar algo); Paixão (de maneira significativa); Pares (com outras pessoas); Pensar Brincando (de forma livre e divertida). Ao incentivar a criação de projetos pessoais tais como poemas, maquetes, peças de teatro, joguinhos de computador e carrinhos de madeira, a aprendizagem criativa favorece o desenvolvimento de atitudes, habilidades e conceitos que, além de cada vez mais centrais para a vida no mundo contemporâneo, conectam-se de forma relevante aos currículos de ciências, tecnologia, engenharia, matemática, artes e outras áreas do conhecimento.

Sobre a Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa (RBAC)

A RBAC agrega educadores, artistas, pesquisadores, estudantes, famílias, gestores, empreendedores e tomadores de decisão engajados em fazer com que as escolas e os ambientes não formais de ensino sejam mais mão na massa, criativos, lúdicos e relevantes para crianças e jovens. Por meio de festivais, oficinas, programas de fellowships, encontros regionais, recursos pedagógicos e discussões online, a Rede provê um ambiente propício para a criação e a vivência da aprendizagem criativa de forma culturalmente relevante e sustentável nas diferentes regiões do Brasil.

Presente em 22 estados, com 17 núcleos regionais, a RBAC realizou em 2018 a 1ª Conferência Brasileira de Aprendizagem Criativa, em parceria com a SEDUC Paraná, com a presença de pesquisadores do Lifelong Kindergarten do MIT Media Lab. Em 2019, participou da elaboração das diretrizes curriculares do programa Inova Educação da SEDUC-SP e promoveu a 2ª Conferência Brasileira de Aprendizagem Criativa, com a Secretaria Municipal de Educação de São Bernardo do Campo – SP.

Porta-voz para a imprensa: Leo Burd é diretor-executivo da Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa e pesquisador no MIT Media Lab, onde dirige o Programa Lemann de Aprendizagem Criativa, uma iniciativa que visa tornar a educação pública brasileira mais criativa, mão na massa e relevante para todos. Em sua carreira, já trabalhou para grupos como o Banco Mundial, a Microsoft e o governo brasileiro. Também coordenou uma organização sem fins lucrativos que construía escolas de “computação e cidadania” em favelas de São Paulo e foi um dos principais contribuintes de várias iniciativas internacionais voltadas ao desenvolvimento social.

Fabiana Pereira (11) 9 9983-9941

Solange A. Barreira (11) 9 8108-7272

P&B Comunicação

www.pbcomunica.com.br

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias