NOSSAS REDES

ACRE

No Acre, homem é suspeito de matar tios da ex e adolescente de 12 anos por não aceitar separação

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Um crime bárbaro é investigado pela Polícia Civil de Feijó, interior do Acre. Os policiais procuram por um rapaz de 18 anos suspeito de matar a facadas um casal de tios da ex-mulher e uma adolescente, de 12 anos, que estavam na casa no momento do crime. A motivação seria porque o jovem não aceitava o fim do relacionamento com a sobrinha das vítimas.

O caso ocorreu na noite de terça-feira (9), no Seringal Canadá, zona rural da cidade, mas a polícia só foi informada na noite de quarta (10) e enviou equipes para o local. As vítimas foram identificadas como Rosa Maria Felipe de Sousa, de 50 anos, Francisco Altevir da Silva, de 54, e Damiana de Lima Nogueira, de 12 anos.

O criminoso ainda esfaqueou outro casal que estava na residência com uma criança de 2 anos. Esse casal tinha ido até a casa de Rosa Maria e Francisco Altevir, juntamente com a adolescente, para que o o dono do local rezasse no filho pequeno.

Como tinha anoitecido, o casal de visitantes resolveu dormir com a família na casa de Rosa Maria e Francisco Altevir. Na residência ainda estava um neto das vítimas assassinadas pelo suspeito.

Pouco antes da meia-noite, o suspeito entrou na casa com a intenção de matar a ex-mulher, que, segundo a polícia, também morava na residência, mas tinha ido dormir na casa vizinha naquela noite. A polícia relatou que o criminoso atingiu as vítimas no coração e no pescoço dentro das redes onde dormiam.

O casal que passava a noite na residência conseguiu, mesmo ferido, correr com a criança, porém, Damiana de Lima ficou e foi morta pelo criminoso. O neto dos donos do local não ficou ferido.

Investigações

Ao G1, o delegado Railson Ferreira, que investiga o caso, explicou que as vítimas que sobreviveram foram levadas para o hospital e receberam atendimento. O delegado acrescentou que o suspeito era agressivo com a ex que sofria, inclusive, agressões físicas do ex-companheiro.

“Ele achou que a ex-mulher estava na casa e foi para matá-la, mas ela dormia na casa ao lado. Ele batia na mulher, cortava o cabelo dela. Levamos as vítimas para o hospital, fizemos a oitiva, representei pela prisão e ontem [quarta, 10] à noite chegou o corpo da menina de 12 anos. O médico se recusou a fazer a perícia e mandei para Cruzeiro do Sul”, acrescentou.

Ainda segundo Ferreira, a sobrinha da vítima tinha acabado com o relacionamento em dezembro do ano passado. “A equipe foi para o local, é distante. Aguardamos o retorno”, concluiu.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat