NOSSAS REDES

ACRE

OUÇA O ÁUDIO DA ENTREVISTA: Acusado confessa o crime, e narra detalhes da decapitação de Débora.

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Clique, e ouça o áudio da entrevista.

Durante a coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça-feira (30), para a apresentação dos suspeitos de matar a jovem Débora Bessa, de 19 anos, a polícia deixou que o principal suspeito falasse à imprensa qual a motivação real que o levou a praticar um crime tão brutal.

Em sua fala, André de Souza Martins alega que cometeu o crime por vingança, já que a jovem teria matado o seu irmão identificado como Wellington, em meados de 2013 esquartejado na companhia de seus irmãos, [Sem citar se eram irmãos de sangue ou irmãos de facção].

Matei a Déborah porque ela matou o meu irmão. Em 2013 ela pegou armou com os irmãos dela e armou pro meu irmão que me ajudava dentro da cadeia e esquartejou o meu irmão, tá entendendo? Arrancaram as pernas, o braço do meu irmão e eu não fiz isso com ela não viu senhores, eu fiz só isso aí mesmo que vcs viram no vídeo ai tá entendendo? Porque ela disse que tirou do dedo do começo do pé do meu irmão até o último braço do meu irmão cara, isso aqui foi vingança não foi mandado de ninguém não“, disse o acusado.

Ainda em sua explicação, ele conta que saiu da cadeia há seis meses e que em um grupo de família, encontrou a Déborah e a atraiu para a cena do crime oferecendo droga através de um telefonema.

Eu encontrei a Débora em um grupo de família onde a família dela tá lá até hoje, eu liguei lá no número dela e perguntei o que ela tava precisando ela falou que queria droga, eu peguei ajeitei um plástico um papel e mostrei dizendo que era droga e ela foi buscar a droga. Quando ela chegou eu já levei ela pro canto que era pra acontecer“, explicou.

Perguntado se estaria arrependido por um repórter, André disse que na hora não pensou e que estava arrependido porque tem sete filhos e agora vai pra cadeia e pediu perdão a sociedade.

Hoje eu tô arrependido porque vou perder minha liberdade de cuidar dos meus filhos tá entendendo? Meus filhos tão aí vão ficar jogado. Eu não pensei antes de fazer, ela acabou com a minha vida dentro da cadeia, minha mãe até hoje toma remédio controlado porque ela viu o filho dela esquartejado dona Maria. Voces me perdoem aí porque eu sei que o que eu fiz num é certo, mas, ela acabou com a minha vida e de muitas outras pessoas que todo mundo sabe que ela não era santa não tá ligado, era uma mulher mas, era uma mulher muito perigosa. Eu sei que o que fiz não é certo e eu espero que Deus me perdoe“, finalizou.

Por Lília Camargo.

Para assistir o vídeo da morte de Débora, clique aqui. [Proibido para crianças, não recomendado]

ACRE

Mulher esfaqueia homem em bar na Vila Nova, em Rio Branco

Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Um homem de aproximadamente 40 anos, identificado como Edilson, conhecido pelo apelido de “Cabecita” foi esfaqueado por uma mulher que bebia com ele em um bar nas proximidades da rotatória no final da Estrada das Placas, no bairro Vila Nova.

Durante a bebedeira eles teriam se desentendido e de posse de uma faca a mulher desferiu golpes que atingiram o homem nas costas e no ombro. Ele foi atendido pela ambulância 01, de suporte avançado, do Serviço Móvel de Urgência (Samu) e acusada conseguiu se evadir do local.

DIARIO DO ACRE

Continue lendo

ACRE

Droga é encontrada com mulheres em penitenciária de Rio Branco

Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Durante uma revista de rotina no pavilhão feminino da penitenciária Dr, Francisco d’Oliveira Conde, em Rio Branco, agentes penitenciários encontraram na tarde desta terça-feira (17), em uma das celas, 35 trouxinhas de pasta básica de cocaína. Oito detentas foram encaminhadas até a Delegacia de Flagrantes (Defla) para o registro de mais esse crime em seus processos.

FONTE DIARIO DO ACRE

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp WhatsApp Notícias