NOSSAS REDES

ACRE

PAPO DE ACADEMIA

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Mesmo considerando as academias como serviço essencial, “não é o momento de reabri-las” diz empresários de Feijó e Tarauacá.

Hoje 27 de abril de 2020 a pandemia que assola o mundo já atinge milhões de Brasileiros, e as mortes já caminham para as 400 Mil vitimas. Em um país com uma cultura ocidental e completamente ‘desregrada’ cada dia fica mais difícil controlar o vírus que se alastra de forma acelerada até nos lugares mais remotos. Agora o novo corona vírus continua seguindo em larga escala nas regiões do Vale do Juruá e Tarauacá/Envira, o que preocupa a sociedade pelos municípios não terem estruturas para atenderem demandas com pacientes mais graves. Na ultima terça-feira 26, aonde os números de Feijó/Ac chegaram aos 07 casos e Tarauacá/Ac já supera os 200, através de uma live transmitida ao vivo pelo Instagram do professor Francinellson, os Empresários donos de academias, Cristiano Soares de Feijó e Renam Willians de Tarauacá afirmam que pelo comportamento da população e pela facilidade de contagio a tendência é piorar nos próximos dias.

Com o isolamento social e a alternativa mais segura de comunicação ser o virtual, Francinelson está usando seu Instagram para levar informação e interação as pessoas com duvidas, e para que essa informação seja segura e precisa, o mesmo está convidando profissionais de diversos seguimentos/áreas.

O ultimo tema fomentado e discutido foi “PAPO DE ACADEMIA”, entre os assuntos debatidos estava: como esse mercado foi atingido pela pandemia, como estão lidando com a crise e quais alternativas pretendem adotarem para a volta das atividades. Através de uma enquete lançada no inicio do dia ate a hora da live (ás 19hrs), 75% das pessoas votaram para que as academias voltem a funcionarem e 25% votaram para que as academias continue fechadas. Mesmo com o resultado da enquete sendo positivo ou a favor de reabrirem as academia como serviço essencial, os Empresários Cristiano e Renam (durante a live) foram incisivos ao dizerem que não vão reabrir e não existe previsão para isso. Ainda lamentaram as percas e prestaram solidariedade as famílias afetadas bem como sua classe donos do que chamaram de Centros de Saúde, (academias).

Para os empresários Cristiano e Renam, hoje as academias são sim serviço essencial, no entanto o momento não é favorável e não seria responsável a reabertura das mesmas em um momento como esse, ainda disseram que a volta limitada com o número reduzido de alunos seria prejuízo e não compensaria, chagando a não cobrirem nem as despesas geradas para funcionarem. Atualmente Feijó conta com duas (02) academias e Tarauacá em torno de quatro (04), muitos funcionários tem esse emprego como renda principal que com a paralisação fica inviabilizado tais pagamentos.

Na live tanto os empresários como Francinelson aparecem sem mascaras, mas justificaram que por estarem cada um em suas casas, não havia necessidade do uso, mas alem de reforçarem a importância de usa-las quando saí de casa, o empresário Cristiano ainda ‘brincou’ usando álcool em gel antes de coçar o nariz. (com risos)
Ao finalizar cada live, Francinelson que é formado em licenciatura para educação básica, ressalva que mesmo sem determinados conhecimentos “D’aquela área”, discutir sobre esses assuntos através de suas redes sociais foi a forma que ele achou para contribuir com a sociedade feijoense e aonde essas discussãos chegarem.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat