NOSSAS REDES

ACRE

Polícia encontra mãe de recém-nascida que morreu após ser amamentada em Rio Branco

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A mãe da recém-nascida achada morta na segunda-feira (29) no bairro Jorge Lavocat, em Rio Branco, foi encontrada na manhã desta quarta (31) pela Polícia Civil. Ela foi levada para a Delegacia da 5ª Regional para prestar esclarecimentos e liberada após o depoimento.

Ao G1, o delegado responsável pelo caso, José Adonias, disse que não podia revelar, por enquanto, o local onde a mulher foi encontrada, mas garantiu que ela aceitou ir até a delegacia prestar as informações necessárias sobre o caso.

A polícia já intimou o pai dela bebê e outras testemunhas para depor. “Foi intimado para comparecer à delegacia, assim como outras pessoas também que tenham conhecimento do fato”, resumiu Adonias.

O corpo da menina foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) na segunda (29) como ‘causa desconhecida’ para ser sepultado. Conforme o IML, o laudo cadavérico feito pelo legista que determina a causa da morte deve ficar pronto em um prazo de 30 dias.

Bebê foi achada pelo pai

A bebê foi encontrada já sem vida pelo pai após ela ser amamentada pela mãe. Ao saber da morte da filha, a mulher saiu desesperada e sumiu. O companheiro dela e pai da criança falou para a polícia que a mulher é usuária de drogas.

O homem ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) pedindo socorro e dizendo que tinha encontrado a filha já sem vida na cama. No registro da ocorrência, o pai falou que a companheira tinha amamentado a criança por volta das 3h30 e ele foi dormir. Ao levantar, por volta das 5h, o homem foi olhar a criança e ela estava morta.

Os relatos coletados, segundo a polícia, apontam que a mãe da criança tinha usado drogas na mesma noite. A polícia descobriu também que outra filha da mulher teria morrido em uma situação semelhante

Família mora em casa humilde no Conjunto Jorge Lavocar — Foto: Divulgação/Polícia Civil

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat