NOSSAS REDES

ACRE

Polícia registra pelo menos um roubo de moto por semana no interior do Acre, aponta balanço

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Um balanço da Polícia Militar revela dados preocupantes relacionados ao roubo de motos no interior do Acre. De janeiro a abril deste ano, 36 motos foram roubadas nas cidades de Mâncio Lima, Rodrigues Alves e Cruzeiro do Sul – uma média de 1 roubo de moto a cada semana. Foram 36 motocicletas levadas pelos bandidos nesse período, sendo que 30 foram recuperadas pela polícia. Apenas na semana passada, três motos foram resgatadas por policiais que fazem rondas em Cruzeiro do Sul, segunda maior cidade do Acre. Em um dos casos, um policial que estava de folga presenciou dois homens em atitude suspeita e passou a persegui-los. Com apoio de uma viatura, o policial acompanhou a dupla até uma rua deserta, mas os bandidos conseguiram escapar pela mata e abandonaram a moto que tinha sido roubada no dia anterior e foi devolvida ao dono. Na mesma semana, outros duas motocicletas foram encontradas pela PM em uma área de mata no bairro João Alves, na mesma cidade. Os policiais tiveram que usar uma pequena embarcação para chegar ao local e resgatar as motos que estavam escondidas. Ações Das 30 motos recuperados, 25 foram encontradas em Cruzeiro do Sul, onde foram confirmados 29 roubos. Outras cinco foram encontradas em Mâncio Lima e Rodrigues Alves, onde foram registrados mais seis roubos de motos. Segundo o aspirante Robson Belo, os bandidos roubam as motos na três cidades para cometer crimes. “A sua maioria foi encontrada ainda em posse de criminosos, que utilizam essas motos para fazer roubos e furtos nessa região. As que não estavam com bandidos, tivemos notícias de onde eles pudessem está guardando e fizemos incursões para recuperar esses bens”, disse Belo. Os policiais tiveram que usar uma pequena embarcação para chegar ao local e resgatar as motos que estavam escondidas Divulgação/PM-AC Rastreadores O alto número de roubos de motos faz com que quem tem um veículo como esse passe a pensar em medidas para proteger e se sentir seguro. O autônomo Osvando Oliveira abriu uma franquia que disponibiliza rastreadores em veículos em Cruzeiro do Sul. Apesar do auto número de roubos de moto, ele diz que a clientela ainda é tímida. “A procura ainda é pequena, pela falta de conhecimento dos próprios usuários, mas o rastreador possibilita que o dono tenha um controle do veículo pelo celular, pode fazer bloqueio, desbloqueio e até criar uma cerca virtual limitando o espaço onde esses veículos vão circular. Tudo isso por um custo bem mais baixo do que um seguro de motos, por exemplo”, explica. Em pouco mais de um ano na cidade, a empresa, que é uma franquia, conseguiu fidelizar apenas 12 clientes. “As pessoas acham que nunca vai acontecer com eles, mas as pessoas ainda não estão habituadas ao serviço, porque Cruzeiro do Sul era uma cidade pacata, mas hoje em dia tem tido altos índices de roubo de motocicletas. Tem crescido assustadoramente esses roubos, então tem que ter consciência de proteger a sua propriedade”, finaliza.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat