NOSSAS REDES

Bujari

Réu que matou motorista de caminhão após acidente de trânsito na BR 364 é condenado pela Justiça

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Tribunal do Júri considerou acusado culpado pela prática criminosa; pena fixada foi de seis anos de reclusão.

O Conselho de Sentença da Comarca de Bujari considerou o réu Aquiles de Oliveira Ferreira culpado pelo crime de homicídio simples cometido contra a vítima Sebastião Martins Petri, na sede daquele município.

De acordo com a sentença do caso, prolatada pelo juiz de Direito Manoel Pedroga, após o veredito dos jurados, na quarta-feira 17, o acusado deverá cumprir uma pena de seis anos de prisão, em regime inicial semiaberto, pela prática criminosa.

Entenda o caso                                                                                      

Segundo a denúncia do Ministério Público do Acre (MPAC), o crime teria ocorrido nas imediações do Km 55 da Rodovia BR 364, após um acidente de trânsito fatal envolvendo a vítima e um irmão do acusado.

Conforme a representação criminal, a vítima, que dirigia seu caminhão pela rodovia, teria colidido frontalmente contra uma motocicleta conduzida pelo irmão do réu, causando-lhe o óbito no próprio local, sendo que ao descer do veículo para prestar socorro fora atacada e morta a golpes de terçado (facão).

Em contestação, o acusado alegou que agiu sob o domínio de forte emoção, o que justificaria a aplicação de pena mais branda em caso de condenação. A tese de defesa caracteriza o chamado homicídio privilegiado (quando o agente comete o crime “impelido por motivo de relevante valor social ou moral, ou sob o domínio de violenta emoção”).

Conselho de Sentença

Os jurados do Conselho de Sentença da Comarca de Bujari, no entanto, ao analisarem o caso, consideraram o réu culpado pela prática do crime de homicídio simples contra a vítima.

Dessa forma, o corpo de jurados entendeu que, contrariamente à alegação defensiva, o acusado não agiu sob o domínio de forte emoção ao atentar contra a vida da vítima, restando afastada, por consequência, a tese de homicídio privilegiado.

A pena privativa de liberdade fixada em desfavor do réu foi de seis anos de reclusão, em regime inicial semiaberto. O acusado também teve negado o direito de apelar em liberdade, em atenção ao princípio da soberania dos vereditos, além da possibilidade de substituição da pena privativa de liberdade por outra restritiva de direitos, por se tratar de crime praticado mediante violência cuja sanção superou o patamar máximo (de quatro anos) previsto em lei. Por Gecom TJAC.

Bujari

Vereadora consegue mais policiais e mais viaturas para Bujari

Blog do Evandro Cordeiro, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A vereadora Mariazinha de Jesus (MDB), de Bujari, conseguiu nesta quinta-feira, 26, novas viaturas e mais homens da Polícia Militar para seu município. A garantia do benefício para os municípes foi dada a ela pelo secretário de Segurança Pública, coronel Paulo César, e pelo articulador da Casa Civil, Marieldo Alves. “Nossa reunião não poderia ter sido melhor, o secretário ouviu todas as nossas reivindicações com carinho, de modo que voltamos para o nosso município com certeza de que nossa demanda será atendia ainda este ano, isso nos mostra o tamanho do comprometimento do nosso secretário Paulo César com a segurança do nosso estado como um todo”, afirmou a vereadora.

O secretário garantiu a parlamentar que até o fim do ano todas as situações pautadas na reunião terão sido atendidas.

Continue lendo

Bujari

Bujari: Polícia Civil apreende 15 kg de maconha, uma pistola e prende quatro pessoas

Contilnet, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Na manhã desta sexta-feira (02), foram apreendidos 15 kg de maconha e uma pistola de uso restrito das Forças Armadas. De acordo com informações vindas da polícia, as ações aconteceram após mandados de busca e apreensão em uma chácara no município de Bujari e uma casa na cidade de Rio Branco.

Em operação montada entre as polícias de Bujari e Rio Branco, 15kg de maconha foram localizados dentro de um tambor, enterrado na chácara de Bujari. Logo em seguida, os policiais seguiram com destino a Rio Branco. Com mandado de busca e apreensão, os homens da polícia foram a uma casa e encontraram a arma que estava escondida em um fundo falso.

Durante a operação quatro pessoas foram presas e levadas para a delegacia da Denarc em Rio Branco.

Continue lendo

Super Promoções

WhatsApp chat