NOSSAS REDES

Capixaba

Saúde confirma segundo caso de sarampo em adolescente na zona rural de Capixaba, no interior do Acre

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A adolescente não enfrenta mais risco de morte, pois passou da fase crítica da doença e não precisou ser internada. Um bebê de 9 meses também foi diagnosticado com a doença.

Na foto: O diretor de Vigilância em Saúde do Acre, Moisés Viana, e o secretário de Saúde do Acre, Rui Arruda falaram sobre os casos confirmados de sarampo (Foto: Quésia Melo/G1)

Após 18 anos, o Acre voltou a registar casos de sarampo. Nesta sexta-feira (10) a Secretaria de Saúde do Acre informou que foram confirmados dois casos da doença. Um deles em um menino de 9 meses de Rio Branco, capital acreana. O outro em uma adolescente de 13 anos na zona rural do município de Capixaba, no interior do estado.

O diretor de Vigilância em Saúde do Acre, Moisés Viana, destacou que os casos foram confirmados preliminarmente pelo Laboratório Central (Lacen), mas foram encaminhados para a Fiocruz para serem analisados, conforme o protocolo do Ministério da Saúde. Os resultados devem ser divulgados pelo Ministério até a próxima semana.

Os dois casos confirmados fazem parte de 16 casos suspeitos no Acre. Os outros 14 foram descartados pelo Lacen – alguns deram positivo para dengue e zika – mas ainda assim foram encaminhados a Fiocruz. A adolescente não enfrenta mais risco de morte pois passou da fase crítica da doença e não precisou ser internada.

“Todos os casos notificados foram tratados como casos confirmados, que é a determinação do Ministério da Saúde. Nesses locais, foi feito o bloqueio vacinal, uma das condutas mais importantes, e a orientação de como proceder o no tratamento dessas pessoas”, explicou Viana.

O bebê de 9 meses, segundo o diretor, nem mesmo chegou a entrar na cobertura vacinal básica já que a imunização é indicada para crianças de um ano a menores de 5 anos. O menino está isolado no Hospital da Criança e apresentou problemas respiratórios.

“A nossa equipe esteve em Capixaba e fez os procedimentos necessários. Precisamos que a Fiocruz, dentro dos protocolos exigidos, libere o resultado desses exames e a gente tenha um fechamento definitivo desses casos como positivos”, destaca o diretor.

No Acre, a meta é vacinar 95% de 63.573 crianças de 1 ano a menores de cinco anos contra o sarampo (Foto: Altemar Alcantara/Semcom)

No Acre, a meta é vacinar 95% de 63.573 crianças de 1 ano a menores de cinco anos contra o sarampo (Foto: Altemar Alcantara/Semcom)

Campanha de vacinação

O secretário de Saúde, Rui Arruda, destaca que a confirmação dos casos aumenta o alerta dos órgãos de saúde. Ele lembra que o Acre demorou, comparado a outros estados do Norte, para ter um caso confirmado mesmo que de forma preliminar.

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomelite e o Sarampo segue até o dia 31 de agosto. No Acre, a meta é vacinar 95% de 63.573 crianças de 1 ano a menores de cinco anos.

Ao todo, o trabalho de imunização mobiliza 185 postos de saúde fixos e móveis, 713 servidores e 110 transportes – carros, barcos e motos – que devem ser utilizados também no “Dia D” marcado para o dia 18 de agosto em todo o Brasil.

“O que precisamos agora é que a população tenha consciência da importância da vacinação. O que dependia da estrutura da Saúde foi feito. Nós antecipamos o início da campanha de vacinação, as equipes técnicas foram aos municípios para treinar os servidores para que soubessem proceder diante da possibilidade de casos”, ressaltou.

O diretor de Vigilância em Saúde do Acre, Moisés Viana, falou também sobre a resistência dos pais em levar os filhos para serem vacinados. Ele lembrou o sarampo não era registrado no Acre há 18 anos e que essa nova geração de pais não viveu o surto da doença, por isso acredita que as pessoas acabaram se acomodando.

“Não tem outro meio de evitar a doença que não seja a vacina. O sarampo mata e é preciso deixar isso claro. Estamos com uma cobertura vacinal de 75% no nosso estado e não atingimos a meta no último ano. Agora, com a volta da doença precisamos incentivar, intensificar os nossos esforços para toda a sociedade para que a gente consiga atingir essa meta”, finaliza. Por G1Ac.

ACRE

Agências promovem curso sobre eleições na pandemia e doam recursos para entidades filantrópicas

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

As agências Arawá e Comuni+Ação promovem nos dias 12, 13 e 14 de agosto o curso “Comunicação para a Eleição 2020”. Voltada para auxiliar os pré-candidatos a elaborar estratégias de vários aspectos da área com foco no processo eleitoral durante a pandemia do novo coronavírus, a atividade será realizada de forma virtual pela plataforma Zoom das 19h às 21h e destinará 30% do valor total arrecadado para uma entidade filantrópica com atuação em Rio Branco.

As inscrições devem ser feitas por meio do endereço eletrônico https://www.eleicao20.com/ e custam R$ 100. O pagamento pode ser feito por meio de boleto bancário, cartão de crédito ou débito e transferência, os dados bancários para a última opção estão disponíveis no site do evento. Os interessados também podem entrar em contato pelo número 68 99913-6763. Temas como dinâmica da mídia, cuidado com a imagem do candidato, gestão de crise de imagem, administração das redes sociais, forma correta de produção de vídeos e artes serão discutidos.

De acordo com Paulo Santiago, jornalista das duas empresas, o conteúdo elaborado foi pensado a partir das limitações que a campanha eleitoral terá de forma presencial devido às medidas de distanciamento social. Ele afirma que as redes sociais terão um papel ainda maior no pleito deste ano, superando o pleito eleitoral de 2018, e que serão um dos principais meios de contato direto com as pessoas. Aspectos técnicos como Calendário Eleitoral também serão tratados.

“Temos uma inesperada pandemia que impôs uma realidade jamais pensada por qualquer pessoa. Com a mudança de data da pré-campanha, campanha e o dia de votação os pré-candidatos precisam se reorganizar, e muitos ainda não trabalham a comunicação com o público-alvo. Durante três dias vamos ensinar os participantes a atuar com as ferramentas disponíveis e fazer uma boa relação com as pessoas que eles pretendem alcançar neste período”, explica o jornalista.

Com mais de 20 anos de atuação no mercado, o também jornalista Freud Antunes, sócio da Comunic+Ação, destaca que uma comunicação eficiente é essencial para que os pretensos candidatos alcancem sucesso. “Comunicar da forma correta é imprescindível para que as ideias que você tem sejam incorporadas por outras pessoas. Nossa proposta é dar o caminho para que as pessoas sejam entendidas de forma clara e objetiva nos grupos que pretendem chegar”.

Continue lendo

ACRE

Especialistas realizam curso Comunicação para a Eleição 2020

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Táticas de comunicação voltadas para pré-candidatos e assessores durante a pandemia

O evento de três dias apresentará técnicas e ferramentas para as eleições 2020.

Será oferecido certificado aos participantes por 6 horas de curso.

Para maiores informações, o interessado pode falar diretamente com os palestrantes ou realizar o cadastro de pré-inscrição aqui.

Clique aqui para comprar.

Conheça os especialistas responsáveis pelas aulas:

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias