NOSSAS REDES

ACRE

Vereador Relator de impeachment publica Nota e confirma que praticou desmatamento; ‘nunca tive emprego público’, afirma

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

José Gomes de Sousa (PT), ‘Raquel’ [foto: reprodução Facebook], é réu em ação de execução fiscal promovida pela Procuradoria Federal, que representa o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente dos Recursos Naturais Renovaveis – IBAMA, e Instituto Chico Mendes de Biodiversidade – ICMBIO.

Sousa, segundo a Procuradoria Federal  deve mais de R$ 23.045,30 à União, por ter em depósito 35 pranchas da espécie angelim pedra e por praticar queimada sem autorização do órgão ambiental (Auto de Infração nº. 203344 D), conforme apurado nos autos do processo administrativo nº. 02002. 001041/2006-22.

Após a publicação da matéria no Portal Acre.com.br, noticiando que o vereador atualmente é réu em processo de infração ambiental, com pedido de bloqueio de bens pela Procuradoria Federal (clique aqui para ler), o vereador publicou Nota de Esclarecimento em seu perfil no Facebook.

Na Nota, Sousa afirma que “Na época mencionada pela matéria do Site, Acre.com.br, eu tinha uma pequena Colônia no Ramal do Manoel do Rádio, BR 364, não só eu como vários agricultores na época, foram multados por termos realizado desmatamento para Agricultura de sustentação, nunca tive emprego publico ou particular, sempre procurei sobreviver e sustentar a minha Família, quantos Agricultores e pequenos criadores dessa cidade não já sofreram esse tipo de repressão dos órgãos Ambientais?“.

Veja a íntegra da Nota de Esclarecimento:

Sobre a Nota, o Portal Acre.com.br esclarece que todas as notícias jurídicas publicadas são de iniciativa e responsabilidade da Redação. O site é independente, não presta serviços remunerados à particulares, nem à órgãos públicos ou partidos políticos.

Vale lembrar que o Portal Acre.com.br inclusive já noticiou diversas matérias relativas à processos contra a Prefeitura de Tarauacá.  Portanto, o Portal não serve à interesses ou querelas político-partidárias, ou agindo como ‘instrumento de ataque’, como diz o excelentíssimo senhor vereador. Seu foco é a notícia jurídica e verdadeira, escrita com imparcialidade, e antecipadamente examinada e avaliada com responsabilidade pelos advogados que orientam à Redação.

 

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat