NOSSAS REDES

ACRE

Vereadora feijoense, apresenta reclamação contra Médico Rodrigo Damasceno

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Vereadora do município de Feijó, Terezinha dos Santos Moreira (PP), em visita recente à Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Acre, Excelentíssima Senhora Desembargadora Denise Bonfim, reclamou da ausência e necessidade do médico Rodrigo Damasceno, que é ginecologista e mora no município de Tarauacá/Acre.

Conforme fotos publicadas no seu perfil do Facebook, a Vereadora Terezinha Moreira, visitou também a decana da Corte, Excelentíssima Senhora Desembargadora Eva Evangelista, onde tratou de temas diversos, dentre os quais, a problemática do Hospital Geral de Feijó.

No encontro firmaram parceria para atender o Município de Feijó em diversas áreas. Entre elas a garantia da realização de um Projeto Cidadão que deve acontecer durante 3 dias atendendo a zona urbana e rural, nas aldeias indígenas nos próximos meses em Feijó, com o apoio da Desembargadora e a parceria do Poder Judiciário. Outro tema discutido no encontro foi sobre as precárias condições que se encontram o Hospital Geral de Feijó, com a falta de profissionais especialistas.

Segundo afirmaram dois sites locais de Feijó (1,2), a falta de médico especialista em ginecologia e obstetrícia, no Hospital Geral de Feijó e na Maternidade Nair Correia de Araújo foi denunciada pela Vereadora, Terezinha Moreira (PP), em audiência mantida com o Tribunal de Justiça e o Ministério Público do Acre.

Na pauta, parece que também foi conversado sobre o suposto descaso com o TFD (Tratamento Fora do Domicílio). A Vereadora também teria reivindicado a contratação de profissionais especialistas e a reforma e ampliação do HGF.
 .
Em depoimento às autoridades, a parlamentar feijoense teria denunciado o caso do médico Rodrigo Damasceno Catão, que foi contratado por meio de concurso público, em 8 de maio de 2015, conforme decreto nº 2369, publicado no Diário Oficial do Estado para trabalhar, exercendo atividades médicas ginecológicas e obstetrícia, no Hospital Geral de Feijó – afirmou o site.
.

Entretanto, nossa Redação verificou em 20.04.18, junto ao Tribunal de Justiça do Estado do Acre, e não há ação judicial formalmente ajuizada e distribuída ao Judiciário do Acre, sobre a suposta denúncia feita pela vereadora feijoense. Ao que tudo indica, houve uma espécie de reclamação oral, formalizada na reunião, sobre a situação do Hospital e do médico ginecologista, que trabalha atualmente no município de Tarauacá.

Segundo noticiou o site, de acordo com a vereadora Terezinha Moreira, o médico Rodrigo Catão, ao prestar serviços na cidade de Tarauacá, ignora todas as normas contidas no edital de concurso público e ainda o indeferimento do pedido de transferência, de uma cidade onde nunca trabalhou.

A Vereadora responsabilizou o Governo do Estado, pela falta de lisura com os feijoenses, principalmente quando se trata de um setor extremamente delicado e de maior comprometimento com a população. Ela cita ainda, que a propocionalidade desse caso, requer atenção redobrada das autoridades para fazer prevalecer os direitos da população feijoense – afirmou o site.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat