NOSSAS REDES

ACRE

Casos de Covid-19 disparam e todo o Acre é classificado na faixa vermelha

PUBLICADO

em

Em coletiva de imprensa na noite desta segunda-feira, 01, o Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 reclassificou as regionais do Alto Acre, Baixo Acre, Purus e Juruá/Tarauacá para a fase vermelha.

A mudança de faixa ocorreu segundo o secretário de Saúde, Alysson Bestene e a coordenadora do Comitê Acre sem Covid-19, Karoline Sabino, após o mês de janeiro registrar mais de 6 mil novos casos de Covid-19 no Acre e contabiliza 72 mortes em decorrência da doença.

Segundo o Procurador-Geral do Estado, João Paulo Setti, a mudança de faixa iria ocorrer apenas na sexta-feira, 05, porém, devido aos números do Acre foi feita a antecipação da classificação de risco. Segundo ele, as medidas restritivas irão funcionar até a próxima avaliação do Comitê.

“O decreto vale a partir de amanhã [terça-feira]. As regras que valem são as do Decreto Nº 5496, de 20 de Março de 2020. Esse foi o primeiro decreto do início do covid-19 e o decreto 7.225 que trata da volta das aulas, na qual elas não podem ocorrer de forma presencial durante a faixa vermelha”, afirmou.

Com o Acre na faixa vermelha, espaços públicos como parques, quadras poliesportivas, campos de futebol comunitário, espaços destinados para atividades físicas e similares que ocasionem aglomeração de pessoas poderão ser proibidos de funcionar.

O fechamento também vale para igrejas, lojas de móveis, eletrodomésticos, eletrônicos, comunicação, informática, áudio, vídeo e colchoarias, shopping, bares, restaurantes, distribuidoras, clubes esportivos e de lazer e similares.

O Procurador disse ainda que as academias deverão ficar fechadas enquanto perdurar o decreto, apesar da aprovação do Projeto de Lei (PL) na Câmara de Rio Branco, que tornou os estabelecimentos como serviços essenciais na capital. Ele destacou que as medidas restritivas da faixa vermelha irá perdurar até a próxima data de avaliação do Comitê Acre sem Covid-19

O médico infectologista, Thor Dantas, pediu à União de todos para vencer essa segunda onda da covid-19. “Os números estão dizendo pra gente que precisamos tomar medidas agora. Quem apostou naquele momento na livre circulação do vírus, infelizmente, não ajudou muito. Infelizmente, só contribuiu para ajudar a circular o vírus. Só iremos conseguir a imunidade coletiva com a vacina. É um momento muito difícil. Todos estamos vendo as situações de Manaus, Porto Velho e a Europa. Esperávamos todos estar em um momento distinto”, destacou Thor.

Participando por áudio, Cameli pediu a colaboração de todos os acreanos para evitar o aumento de casos. “Não existe preço para cuidar de vidas. Vidas não tem preço. Vidas não podem ser postergadas. Espero a compreensão de todos. Essa luta não é só minha. Não há tempo para politização e individualismo. Convido a todos os acreanos para vencermos e virar essa página. Que Deus nos proteja”, afirmou Cameli.

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS

WhatsApp chat