NOSSAS REDES

DENÚNCIA

Em Tarauacá, ex-vice-prefeito alfineta secretária: “Por onde anda a lancha da assistência social?”

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Nesta segunda-feira, 13, o ex-vice-prefeito de Tarauacá, Chagas Batista, alfinetou a secretária municipal de assistência social. No post, em sua rede social, o presidente local do PCdoB questiona o paradeiro de uma lancha adquirida em sua gestão.

Por onde anda a lancha novinha da assistência social?“, alfineta Batista. Não é a primeira vez que Batista questiona e critica o trato dispensado aos bens da referida secretaria.

Nos bastidores, comenta-se que o PCdoB formalizará uma denúncia contra a secretaria municipal de assistência social, em razão do suposto descaso com os bens adquiridos na gestão do ex-prefeito Rodrigo Damasceno.

 

Na rede social, vários internautas comentaram o conteúdo.

Valquimar Oliveira Tá na chuva no seco kkk
Hilton Gomes Tá aí uma boa pergunta ho
Eldenir Amauacas Só Deus sabe… rsrs
Robson Silva de Souza Meu amigo acho que não anda mais por nenhum canto deve esta abandonada em algum galpão por aí
Rosa Maia No Creas aonde eu trabalho tem uma lá guardada

ACRE

DEPUTADO JOSA DA FARMÁCIA TEM MANDATO CASSADO POR COMPRA DE VOTOS

Folha do Acre, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O deputado estadual pelo Podemos do Acre, Josa da Farmácia, teve o seu mandato cassado por decisão da Justiça Eleitoral. Josa foi reeleito na última eleição com 6.412 votos.

O Tribunal Regional Eleitoral decidiu cassar o mandato do deputado por 4 votos a 2 dos desenbargadores.

Josa da Farmácia é acusado de comprar de votos na eleição de 2018.

Apesar de votarem pela cassação, o TRE do Acre decidiu que não irá fastar o deputado imediatamente, dando assim, prazo para que Josa se defenda das acusações ainda no cargo de deputado.

Continue lendo

ACRE

Ex-funcionários do Supermercado Gonçalves reclamam de calote

Ac24horas, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O Supermercado Gonçalves, presente no Acre desde a década de 1990, fechou as portas na capital acreana em fevereiro deste ano.

Cerca de 130 funcionários perderam seus empregos. Mais de três meses depois do supermercado fechar as portas, esses funcionários não receberam um real sequer, seja do mês atrasado que já tinham de salário, quanto dos direitos trabalhistas.

“O mais revoltante é que não conseguimos mais nem falar com eles. No único número que conseguíamos falar, não nos atendem mais. A gente tá procurando a justiça, mas é demorado. Somos pais de família, e muitos estão passando necessidade tendo dinheiro pra receber”, conta Francildo Freitas, que trabalhou no Gonçalves por seis anos.

Ele conta que era um dos mais novos que trabalhava no local. “É muito complicado. Tem ex-funcionários que trabalharam por mais de 20 anos, foram mandados embora e não receberam seus direitos e muito menos satisfação”, afirma.

O telefone do escritório que foi disponibilizado ao ac24horas não atendeu as ligações.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp OLÁ INTERNAUTA! : )