NOSSAS REDES

BRASIL

Escassez de comida leva a longas filas e desespero em Cuba: ‘A gente quase se mata para comprar uma língua de porco’

Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Maydelis Blanco Rodríguez, uma cubana de 32 anos, diz que toda manhã, quando acorda, só pensa em uma coisa: “O que vou dar de comer ao meu filho hoje?”

“É uma situação muito desesperadora, você se sente muito impotente porque nem com dinheiro consegue as mercadorias”, diz ela à BBC News Mundo, serviço em espanhol da BBC, por telefone de Havana.

Desde o fim de 2018, Cuba, que ao longo da história sofreu uma série de crises econômicas, enfrenta uma escassez generalizada de alimentos e produtos de higiene (como sabonete e pasta de dente), que se agravou nos últimos meses.

As autoridades atribuem o desabastecimento ao embargo e medidas dos EUA contra a ilha, especialmente às novas sanções do presidente americano, Donald Trump.

“Esta situação tem entre suas causas o recrudescimento do bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos e o aumento das perseguições financeiras”, afirmou o presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, durante uma reunião da Comissão Agroalimentar do Conselho de Ministros de Cuba em abril.

“Além da quebra de equipamentos e outros problemas internos, a falta de alguns produtos nos mercados se deve a essas medidas unilaterais promovidas pelo governo dos EUA, o que também provocou a redução de crédito de financiamento”, afirmou.

Como reação, o governo anunciou neste mês um plano de racionamento “temporário” para “conseguir maior equidade na distribuição de alguns produtos” e “evitar a acumulação compulsiva”.

Desde então, comprar salsicha, frango, arroz, ervilha, feijão, ovo ou óleo se tornou um desafio diário para muitos cubanos, além de motivo de discussão e pancadaria.

“Eu tenho pesadelo com as filas. Há fila para tudo. Você perde a vida nas filas”, diz Blanco Rodríguez.

Enquanto isso, fotografias de frigoríficos vazios, de filas imensas vigiadas por policiais e agentes de segurança (alguns com armas de alto calibre) e até mesmo de confrontos entre cubanos para comprar produtos como frango, começaram a circular nas redes sociais de Cuba, às quais cada vez mais pessoas têm acesso.

Por BBC

Comentários

Comente aqui

BRASIL

Mega-Sena, concurso 2.188: ninguém acerta; estimativa de prêmio é R$ 120 milhões

Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A quina teve 154 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 47.474,72. Já a quadra teve 13.387 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 780,19.

A estimativa de prêmio do próximo concurso é de R$ 120 milhões, segundo a Caixa Econômica Federal.

Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

FONTE TERRA

Continue lendo

BRASIL

“Adeus, mãe”: antes de bater carro em caminhão, ex manda filho gravar despedida

Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Pouco antes de bater o carro em uma carreta na tarde desta sexta-feira (14), Marco Antonio Alves, de 45 anos, mandou o filho, Matheus Gabriel Kuasne Oliveira, de 9 anos, gravar um vídeo e enviar para a mãe dele. “Adeus, mãe”, se despediu.

Erika Kuasne pediu socorro na delegacia. Mas não deu tempo, pouco depois seria avisada de que o filho e o ex-marido morreram no grave acidente na PR-445, em Londrina, no norte do Paraná.

Inconformado com a separação do casal há 3 anos, Marco pegou o filho e, durante horas, enviou mensagens com ameaças.

A tragédia

O motorista da carreta contou que o Chevrolet Corsa Classic invadiu a pista contrária e causou a colisão. Quando o Corpo de Bombeiros foi acionado, a criança ainda estava viva, mas quando chegaram, o coração de Matheus já não batia mais.

Para policiais, Erika mostrou mensagens em que o filho se despede. “Adeus, mãe”, diz a criança em poucos segundos, com os olhos lacrimejados. “Minha decisão foi tomada, não volto atrás. Ia ser você, mas aqui vai doer mais para ti”, escreveu o homem uma hora antes do acidente.

Em uma postagem no Facebook, Érika desabafou. “Hoje o dia escureu pra mim… perdi meu bebê. Mas Deus sabe de todas as coisas. Amigos venho comunicar o falecimento do meu filho. Guardem o melhor dele”, escreveu.

FONTE IG

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp WhatsApp Notícias