NOSSAS REDES

EDUCAÇÃO

Escola indígena de Feijó está abandonada há 15 anos, diz deputado

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Deputado reivindica ação do governo em escola de área indígena

O deputado Nelson Sales (PP, fez um apelo solicitando melhorias para uma escola localizada no seringal Nova Olinda, em Feijó. Em discurso durante a sessão desta quarta-feira (30), o parlamentar disse que a unidade de ensino está há 15 anos sem receber nenhum tipo de benefício do governo.

O vereador Charles, de Feijó, recebeu o apelo do cacique José Wagner, da aldeia Formoso, no rio Envira, que lhe disse que há 15 anos a escola local não recebe nenhum benefício do governo. São 199 alunos, numa comunidade de 280 famílias, e todo esse tempo desassistidos pelo Estado”, ressaltou.

De acordo com Nelson Sales, as salas de aula estão funcionando numa maloca, porque o espaço físico da escola não tem como abrigar os alunos. Ele solicitou que o governo recupere a instituição de ensino o quanto antes para que os estudantes tenham melhores condições de aprendizado.

O parlamentar falou ainda sobre o Programa Ruas do Povo, do governo estadual. De acordo com ele, foi anunciada a retomada de um ciclo de mais de quatro bilhões em recursos para essas obras. Mas somente agora, em ano eleitoral, o governo retomou as obras que estavam abandonadas.

Agora eu pergunto, em pleno ano eleitoral ele resolve retomar as obras na capital? E nos municípios que receberam o benefício e nos quais as ruas já estão esburacadas de novo? Como fica? Ele não diz que vai recuperar o interior. Ele anunciou só para a capital, porque é aqui que tem a maior parte do eleitorado dele. Por isso os outros municípios que se danem. Tião Viana peça para sair, por favor que já está feio”, ajuizou. Com informações de Andressa Oliveira.

Advertisement
Comentários

Comente aqui

BOM EXEMPLO

Instituto TIM oferece TIM Tec: cursos online e gratuitos para quem quer estudar em casa

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Plataforma de educação a distância traz capacitação em temas como empreendedorismo e programação de games

O mundo vive um momento de isolamento social para combater a transmissão do novo coronavírus. Para ajudar aqueles que podem ficar em casa e buscam uma atualização ou – até mesmo – uma mudança em sua vida profissional, o Instituto TIM oferece diversos cursos livres, gratuitos e à distância com o TIM Tec. O vasto conteúdo é voltado a diversas áreas como empreendedorismo, estruturação web, programação, produção de texto, programação em linguagem java, programação de games, entre outros.

Baseada em três pilares – software livre, produção de cursos e parcerias com instituições de ensino – o projeto começou em 2013 com o objetivo de desenvolver uma plataforma virtual que disponibilizasse cursos online, livres e gratuitos sobre tecnologia. A iniciativa está apoiada no conceito MOOC (Massive Open Online Course): qualquer pessoa pode acessar a ferramenta pelo site e fazer os cursos gratuitamente. Por ser um software livre, escolas, universidades e coletivos podem também instalar a plataforma de forma autônoma.

O TIM Tec conta, atualmente, com 30 cursos diferentes, desenvolvidos por especialistas selecionados pelo Instituto TIM a partir de diretrizes da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC). O conteúdo pode ser acessado por qualquer interessado pelo site cursos.timtec.com.br.

 

Sobre o Instituto TIM

O Instituto TIM (www.institutotim.org.br) tem como missão criar e potencializar recursos e estratégias para a democratização da ciência, tecnologia e inovação, promovendo o desenvolvimento humano, utilizando a tecnologia móvel como um dos principais habilitadores. Define sua atuação em projetos focados em quatro pilares: Ensino (projetos educacionais para crianças e jovens); Aplicações (soluções em software livre); Inclusão (difusão do conhecimento) e Trabalho (novas oportunidades de atuação e capacitação).

Em parceria com diversas instituições federais e aproximadamente 70 secretarias municipais e estaduais, como de Educação, Cultura e Planejamento em todo o País, as ações do Instituto TIM já alcançaram cerca de 500 municípios, em todos os 26 estados e Distrito Federal, beneficiando mais de 700 mil pessoas, especialmente, crianças de 6 a 12 anos.

Continue lendo

EDUCAÇÃO

Descomplica é alternativa para clientes TIM continuarem conectados aos estudos

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Parceria entre a operadora e a plataforma de ensino dá acesso a mais de 30 mil videoaulas com cobranças por semana ou por mês

Com aulas suspensas em grande parte do Brasil, muitos estudantes contam com a tecnologia como aliada para se manterem atualizados. Uma opção para os clientes TIM é a parceria com o Descomplica, maior plataforma de ensino online do país, com mais de 30 mil videoaulas em cinco categorias: Escolas, Vestibulares, Universidades, Concursos e Pós-graduação.

A EdTech – como são conhecidas as startups que atuam com tecnologia no setor da educação – combina educação com cultura pop. Por meio da plataforma de ensino online, entrega aulas ao vivo e gravadas, material de apoio, planos de estudo, monitorias, exercícios e permite a troca entre estudantes e professores de forma remota. Para quem está em ano de vestibular, o destaque é o preparatório para o ENEM, que torna os estudos ainda mais acessíveis, disponíveis em qualquer hora ou lugar na palma da mão, por meio do smartphone.

O Descomplica está disponível para usuários de qualquer plano, com cobrança semanal (R$ 5,19) ou mensal (R$ 15,90). O valor é descontado diretamente dos créditos da linha pré-paga ou cobrado na fatura do usuário de planos pós-pagos ou controle, sem necessidade de um cartão de crédito para assinatura. Para assinar, basta enviar um SMS com a palavra “DESCO” (semanal) ou “DESCOMES” (mensal) para o número 3373.

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias