NOSSAS REDES

Rodrigues Alves

Homem é condenado a 29 anos de prisão por matar testemunha

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Decisão reconheceu que o acusado cometeu crime de homicídio qualificado por motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima.

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da Comarca de Rodrigues Alves reconheceu que o acusado no Processo n°0000666-53.2017.8.01.0017 cometeu o crime de homicídio qualificado por motivo fútil e recurso que dificultou a defesa vítima, contra uma testemunha em outra ação criminal.

Na sentença, publicada na edição n° 6.248 do Diário da Justiça Eletrônico, da segunda-feira, 3, determinou-se que o acusado, também condenado por integrar facção criminosa, deverá cumprir 29 anos de reclusão, inicialmente em regime fechado, além de pagar 70 dias-multa.

De acordo com os autos processuais, o crime foi cometido em julho de 2017, no Ramal Nova Cintra, Gleba 13 de Maio, na zona rural do referido município. O réu teria atirado contra a vítima, por vingança, pois a vítima foi testemunha em outro processo criminal contra ele.

O juiz de Direito Flávio Mundim, que estava respondendo pela unidade judiciária, ao realizar a dosimetria da pena, considerou acentuada a culpabilidade do réu.

“Eis que praticou o crime demonstrando uma violência exacerbada ao ir à casa da vítima e disparar contra a mesma com uma espingarda, modus operandi este que demonstra premeditação, além de uma especialização criminosa e enorme periculosidade social da ação”. Gecom TJAC.

CRIME

Polícia Civil prende mais dois participantes de homicídio em Rodrigues Alves 

Juruá Online, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (16), os últimos dois participantes do homicídio do jovem Eugênio Coelho, de 22 anos, que foi encontrado morto no dia 24 de Julho, no Ramal do Bigode, em Rodrigues Alves.
O delegado José Obetânio disse que as prisões elucidam três crimes cometidos no último mês. “Nós realizamos duas prisões de dois acusados de participar do homicídio cometido em Rodrigues Alves”, disse.
Obetânio conta que foram 15 prisões de participantes em três homicídios. “Estamos pondo fim num trabalho de investigação da Polícia Civil corroborado com a Polícia Militar e prender criminosos que aterrorizavam a população”, afirmou.

Crimes

O primeiro homicídio foi de Eugênio Coelho da Silva, de 22 anos, que foi encontrado morto no dia 24 de Julho. O jovem levou vários tiros e facadas.

O segundo homicídio foi no dia 28 de Julho quando José Fernando Silva, de 19 anos, foi morto na zona rural de Rodrigues Alves com várias facadas. Segundo a família, o jovem estava em um jogo de futebol quando se desentendeu com outro homem.

O último homicídio foi de Francisco Souza de Holanda, conhecido como macaquinho, o corpo foi encontrado em Rodrigues Alves na tarde no dia 30. Holanda estava há poucos dias no município. O corpo foi encontrado com ferimentos de golpes de terçado e carbonizado

Continue lendo

DESTAQUE

Após 1 semana em coma, menina baleada na cabeça durante abate de boi no AC sai da UTI

G1AC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A menina Francisca Jaqueline Almeida, de 10 anos, deixou a Unidade de Terapia Intensa (UTI) do Hospital da Criança, em Rio Branco, após uma semana em coma. Ela foi atingida acidentalmente por um tiro, quando o primo matava um boi, no sábado (27), na zona rural de Rodrigues Alves, no interior do Acre.

Francisca deixou a UTI e foi para um leito do hospital neste domingo (4). Ao G1, a mãe da menina, Maria Paulina falou do alívio em ver a filha acordada e consciente. Ela contou que ainda não há previsão para que Francisca deixe o hospital.

“Ela está melhor, saiu da UTI e veio para o leito. Está falando. Não falaram ainda quando ela vai sair”, resumiu.

Maria revelou que a filha está com dificuldades para mexer a perna e o braço direito. Porém, ela não soube detalhar se essa dificuldade tem relação com alguma sequela.

“Ela mexe pouco, movimenta menos que o outro [lado]. A bala atingiu ela do lado direito. Está com dor de cabeça, mas está bem. Agora estou aliviada, ela conversa comigo”, comemorou.

Primo ainda não foi ouvido

O delegado responsável pelas investigações, Obetâneo dos Santos, explicou que ainda não ouviu o primo que atirou Francisca. O depoimento do rapaz está marcado para a próxima terça-feira (6).

“A semana foi muito corrida, mas minha pretensão é ouvi-lo na terça. Tiveram dois homicídios [no município de Rodrigues Alves] e dei prioridade para eles. Ele manifestou o desejo de se apresentar”, relatou

Continue lendo

Super Promoções

WhatsApp chat