NOSSAS REDES

ESPECIAL

Mais 42 casais dizem “sim” em Casamento Coletivo na Vila do V

Gecom TJAC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Cerimônia encerrou a edição do Projeto Cidadão que já atendeu mais de um milhão de pessoas.

Em 24 anos de Projeto Cidadão, realizado pelo Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), mais de 50 mil casais já participaram da cerimônia coletiva e disseram o “SIM”. Na última sexta-feira, 02, foram os moradores da Vila do V que oficializaram o matrimônio.

O Casamento Coletivo, que é uma das ações integradas ao Projeto Cidadão, encerrou as atividades que aconteceram ao longo do dia, na Escola Jader Saraiva Melo. Diante de um belo entardecer, 42 casais participaram da cerimônia.

O ambiente começou a ser preparado na quadra da escola no início da tarde. As equipes do TJAC e da Prefeitura de Porto Acre capricharam na decoração que teve direito a tapete vermelho, flores e espaço para fotografias. O zelo foi recebido com sorrisos e olhares curiosos dos casais.

A desembargadora Eva Evangelista, coordenadora do Projeto Cidadão participou da solenidade também representando o presidente do TJAC, desembargador Francisco Djalma, que cumpria outra agenda.

A decana da Corte fez questão de mostrar o entusiasmo ao realizar mais uma edição do projeto. “O Projeto Cidadão do TJAC mostra que é mais do que números de processos e sentenças, é uma iniciativa que renova a esperança das pessoas”, ressaltou.

Assim como o prefeito de Porto Acre, Bené Damasceno, participaram também da solenidade, o juiz Titular da Vara de Registros Públicos de Rio Branco, que celebrou o casamento, Edialdo Muniz, juíza de Paz, Conceição Moura, delegatário do Cartório de Porto Acre, Evaneyde Araújo, diretora da Escola Jader Saraiva, Rosiane Lima, secretária de Educação do município, Elinaide Pinheiro, secretária de Saúde, Edna Cuiabano, secretário de Agricultura, José Idágua.

O prefeito agradeceu ao TJAC pela ida do projeto ao município. “O Projeto Cidadão cumpre um importante papel quando não conseguimos alcançar todos. A Prefeitura fica muito feliz com essa parceria que é fundamental para a população. Só tenho gratidão”, ressaltou Bené Damasceno.

A hora do sim

Como já é tradição no Casamento Coletivo, dois casais são escolhidos para representar todos os demais. Os noivos mais experientes foram representados por Jovenice Fereira de Araújo, de 68 anos, e Elias Pereira dos Santos, 74 anos. O casal está junto há 49 anos, e o primeiro casamento aconteceu há 12 anos, em Cobija. Com humor, ela expressou sobre o momento. “Casamos na Bolívia, agora é um novo contrato para terminar a missão”, disse.

O casal mais jovem, representado por Joicilane Oliveira da Silva, 19 anos, e Sávio da Silva, 23, também expressou a emoção pelo momento. “A gente estava só esperando o Projeto Cidadão vir pra cá. É um sonho que estamos realizando”, disse a jovem. “Muita gente não tem condições de pagar pelo casamento, então o projeto ajuda muito nisso. Ele nos ajudou”, reforçou o noivo.

Depois dos dois casais dizerem sim, o juiz de Paz também fez a pergunta aos demais casais, que responderam em um só coro.

Projeto Cidadão

O projeto cidadão reúne cerca de 60 instituições governamentais e não governamentais coordenadas pelo Tribunal de Justiça. Com o objetivo de democratizar os serviços públicos e fortalecer o exercício da cidadania, ele já atendeu mais de um milhão de pessoas.

Sua finalidade primordial é assegurar à população de menor poder aquisitivo o direito à documentação básica, bem como o acesso rápido e gratuito aos serviços públicos da área social: saúde, educação, meio ambiente, segurança e trabalho.

EDUCAÇÃO

Defensor Público lança livro nesta terça-feira em Maceió sobre o impeachment de 2016 e o governo Bolsonaro

Assessoria, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O Defensor Público, Othoniel Pinheiro, irá lançar o livro “Fanatismo e Manipulação: o esquema da nova colonização do Brasil”, em evento que será realizado no Sindicato dos Bancários em Maceió no próximo dia 22 de outubro de 2019 (terça-feira) das 19:30 às 21:30hrs. O livro também estará disponível para venda na internet pelo site da Pontes Editores.

A obra trata do fenômeno do bolsonarismo, da operação Lava Jato e do avanço da direita no Brasil, entrelaçando aspectos históricos e atuais para abordar a formação do reacionarismo no Brasil, a criminalização dos movimentos sociais, os programas policialescos de TV, o discurso de ódio, o fanatismo político, a Guerra Híbrida, as manifestações de rua em 2013, a demonização da política, a derrota de Aécio Neves em 2014, o impeachment de 2016, o movimento Escola sem Partido, o avanço do obscurantismo religioso, a prisão de Lula, as fake news nas eleições de 2018, a mentira como arma política, o ativismo político do Judiciário, entre outros elementos que, segundo o autor, têm por objetivo transformar o Brasil em uma mísera colônia em pleno século XXI.

De acordo com o autor, o contexto atual de ascensão do bolsonarismo passa a ser melhor entendido por meio de análises das movimentações geopolíticas globais, bem como mediante análises históricas e sociológicas das raízes da formação psicossocial do povo brasileiro, onde poderemos encontrar respostas para saber os motivos pelos quais indivíduos passam a defender cegamente interesses exclusivos das elites dominantes, que atualmente são formadas pelos bancos privados e pelo sistema financeiro.

A eleição de Jair Bolsonaro é bastante explorada na obra, destacando aspectos como o uso das redes sociais para a propagação de informações falsas, o uso da religião para fins políticos, a utilização de clichês rasos e da mentira como armas políticas, bem como a completa submissão aos interesses norte-americanos no contexto da Guerra Híbrida.

 “Trata-se de uma obra com 325 páginas que todos devem ter acesso para não serem enganados pelas ideias, teorias e propostas empurradas por aqueles que querem colonizar e roubar o nosso país”, finaliza o autor.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continue lendo

BOM EXEMPLO

Em Tarauacá, alunos das escolas João Ribeiro e Rilza Daniel aprendem regras de trânsito

Assecom - Prefeitura de Tarauacá, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Atividades são resultado de uma parceria entre Prefeitura de Tarauacá e DETRAN/AC. As ações se iniciaram na manhã desta segunda-feira, 14, e se estenderão às demais escolas até encerramento no dia 25/10, com uma Oficina para Multiplicadores, destinada à professores e gestores das escolas públicas. 

 

Ver essa foto no Instagram

 

|| EDUCAÇÃO DE TRÂNSITO EM TARAUACÁ ||

Uma publicação compartilhada por Ciretran Cruzeiro do Sul 🚥🚦🚧🚨 (@ciretrancruzeirodosul) em

As atividades estão sendo promovidas pelos Educadores de Trânsito da 1ª Ciretran de Cruzeiro do Sul, através da Coordenadoria de Educação de Trânsito, em parceria com a Prefeitura de Tarauacá, e apoio do Núcleo de Educação de Tarauacá, Secretaria Municipal de Administração, Secretaria Municipal de Educação, 2ª Ciretran de Tarauacá, Gabinete do Vereador Lauro Benigno e gestores das escolas públicas do município. 

Nesta quarta-feira, 16, os alunos das escolas João Ribeiro e Rilza Daniel foram beneficiados com as ações do Programa de Educação de Trânsito. A equipe composta por José Jaisson Santos, Izaías Queiroz, Everton Oliveira, Bruno Thiago Ramos, Obede Pereira, Maria Vanda Martins, Mara Sandra Martins, Maria Celene Souza (Coordenadora da Educação de Trânsito) e Tainara Martins (Chefe da 1ª Ciretran) ficará no município até o dia 18, sexta-feira.

A Escola Estadual de Ensino Médio João Ribeiro conta atualmente com  303 alunos pelo período da manhã, e 272 estudantes no horário da tarde. A noite, no ensino de EJA tem 283 alunos. 

Galeria de fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Já a Escola Municipal Rilza Daniel oferece ensino infantil, fundamental e EJA. Pelo horário da manhã conta com 530 alunos, pelo período da tarde 560 estudantes, e pela noite com o ensino de EJA 38 alunos. A equipe de educadores de trânsito, no caso do ensino infantil,  ministra teatro.

Os alunos do ensino infantil aprendem de forma lúdica e dinâmica. Os alunos do ensino infantil aprendem as principais regras de trânsito, através do teatro com personagens caracterizados e/ou fantoches, e teatro com personagens do trânsito. Na ocasião, foram ensinados os procedimentos corretos na via com simulação de mini rua, além de conceitos importantes sobre trânsito. 

Galeria de fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os alunos do turno noturno da Escola Municipal Rilza Daniel também foram beneficiados com o Programa de Educação de Trânsito.

 

 

Nesta quinta-feira, 17, os Educadores de Trânsito desenvolverão atividades na Escola Plácido de Castro, nos dois turnos. E na sexta-feira, 18, os alunos da Escola Municipal José Augusto de Araújo receberão as atividades, também nos dois períodos. 

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp Fale conosco