NOSSAS REDES

ACRE

Motorista que matou amigos em acidente no AC sai do estado e processo segue parado há 1 ano

G1AC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Um ano após o acidente que matou os amigos Gilson Teixeira Rodrigues e Israel Ériston Filgueira, o processo segue parado na Justiça do Acre. Os amigos estavam em uma motocicleta, quando foram atingidos por uma caminhonete no dia 19 de maio do ano passado, no km 142 da BR-364, em Rio Branco.

O carro era dirigido por Diego Felipe Moraes. Segundo informou a Polícia Rodoviária Federal do Acre (PRF-AC), a caminhonete estava na contramãoquando colidiu de frente contra a moto. A PRF-AC falou também que o motorista tentou fugir a pé do local, mas foi encontrado e levado para a delegacia.

Menos de um mês após o acidente, a Vara de Delitos de Drogas e Acidentes de Trânsito da Comarca de Rio Branco autorizou Moraes a deixar o Acre e se mudar para uma cidade no estado de Santa Catarina.

A advogada de Moraes, Vanessa Chalub, confirmou a mudança do rapaz. Segundo ela, a defesa aguarda a audiência de instrução, que ainda não tem data programada.

“Depende de quando a Justiça vai agendar. Possivelmente será ouvido por precatória”, argumentou.

O G1 tentou ouvir o Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC), mas não obteve retorno até esta publicação.

Nova mudança

A família chegou a fazer protesto e se reunir em frente ao Ministério Público do Acre (MP-AC) para pedir Justiça e a prisão do motorista. Os familiares queriam que o rapaz respondesse por homicídio doloso, quando há intenção de matar, o MP-AC ofereceu denúncia por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Ao G1, a secretária e tia de Gilson Rodrigues, Helena Rodrigues contou que Diego Moraes foi autorizado novamente pela Justiça a se mudar de cidade. A reportagem não conseguiu contato com os familiares de Israel Filgueira.

“Está tudo parado. Não foi julgado, tudo que ele pede a Justiça cede. Alegou que casou, a esposa passou em um concurso público e agora mudou de Joinville para o Rio Grande do Sul. O processo está esperando julgamento, foi denunciado por homicídio culposo. No máximo pega quatro anos”, lamentou.

Ainda segundo Helena, Moraes alegou que casou e a mulher passou em um concurso público no Rio Grande do Sul e precisava mudar de endereço novamente. Ele teria solicitado voltar a dirigir, mas a Justiça negou o pedido.

“Enrolaram para depois denunciar por isso [homicídio culposo], que era aquilo mesmo, que não tinha culpa. Não sei se vão ouvir de novo as testemunhas. Só quem ouviu foi o Ministério Público, agora nessa fase a juíza pode intimar as testemunhas, mas não sabemos como funciona. Mas, tem mais de seis meses que está parado”, criticou.

ACRE

Médico deixa estudante sem supervisão atendendo pacientes em policlínica na capital

Alerta Acre, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Um médico que trabalha na Policlínica do Tucumã, em Rio Branco, está faltando ao seu expediente e deixando um estudante de medicina atendendo e prescrevendo receitas no seu lugar. A denúncia foi encaminhada por uma paciente ao Alerta Acre.

A paciente contou à reportagem que chegou a ser atendida pelo estudante. O jovem fez todo o procedimento de consulta, e receitou alguns remédios e exames para ela. No final, o estudante, que não estava sendo supervisionado por ninguém, assinou a receita e utilizou o carimbo do médico que deveria estar realizando o atendimento.

A direção da Policlínica foi procurada e perguntada onde estaria o médico no momento em que o estudante estava atendendo. Os funcionários da unidade informaram que o profissional estaria faltando há dias e deixado o rapaz na sua função.

“Conversei com funcionários do centro de saúde e eles disseram que o médico passa as funções dele para outras duas pessoas que trabalham no local, sendo uma delas a sua secretária particular, e a outra uma enfermeira da unidade”, contou a paciente.

A mulher ainda disse que, segundo os funcionários da unidade, o médico que deixou o estudante sozinho teria faltado para realizar atendimentos em uma clínica particular na capital.

“Os funcionários estão impossibilitados de relatar mais sobre a situação, com medo de serem transferidos para outro local. Uma funcionária está sofrendo um processo na justiça por tentar denunciar o caso”, disse a paciente.

Continue lendo

ACRE

RBTrans atenderá serviços de multas na própria sede a partir de julho

A partir de 1º julho, o atendimento dos serviços de multas geradas pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans), passam a ser realizados na sede do próprio órgão, localizada na Rodoviária Internacional de Rio Branco, Segundo Distrito, na Via Verde.

Para garantir mais segurança nas vias, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê que os municípios assumam a responsabilidade viária, o convênio entre Departamento Estadual de Trânsito do Detran do Acre (Detran/AC) e a Superintendência, permite que o órgão municipal atue como fiscalizador.

Antes esses serviços eram realizados na Unidade de Habilitação e Multas do Detran/AC, localizada na Av. Ceará. Porém devido ao convênio, passam a ser a ser atendidos na sede da RBTrans, que já possui estrutura necessária para receber a população.

“Salientamos aos nossos usuários que verifiquem a órgão autuador das infrações, pois, se forem multas geradas pelo Detran/AC, o atendimento continua normalmente em nossa sede”, explica a chefe da Divisão de Multas do Departamento, Heretuza Pessoa.

Os órgãos estabeleceram um cronograma para a transferência de atendimentos para RBTrans, confira:

A partir do dia 1° de julho:
Solicitação da cópia de autos de infração e aviso de recebimento;
Indicação condutor;
Notificação da autuação;
Notificação de penalidade;
Advertência por escrito.
A partir do dia 1º de agosto:
Julgamento referente a autuação (defesa prévia)
Julgamento referente a penalidade (Recurso Jari)

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco