NOSSAS REDES

BRASIL

Por quê não doar? Receita Federal vai destruir 3,3 mil toneladas de mercadorias apreendidas

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Mutirão de destruição

Em evento na Alfândega do Aeroporto JK, secretário falará sobre combate ao contrabando, descaminho e pirataria.
.
A política e a legislação da Receita Federal do Brasil não é doar, e sim destruir as mercadorias que são apreendidas. Há muitas criticas contra a medida, tendo em vista que as mercadorias poderiam servir para atender os interesses de muitas instituições sociais e órgãos públicos. 
.

Nesta quarta, 6 de junho, o secretário da Receita Federal, auditor-fiscal Jorge Rachid, concederá entrevista coletiva no Terminal de Logística de Carga, térreo, do Aeroporto Internacional de Brasília. Ele apresentará números de apreensão, destruição e destinação de mercadorias irregulares, apreendidas nas operações da Receita Federal de combate ao contrabando, descaminho e pirataria em todo o país.

A conversa com a imprensa se dará às 10h30, quando serão demonstradas formas de destruição e de destinação ambientalmente adequada dos resíduos. O evento faz parte do XXI Mutirão Nacional de Destruição de Mercadorias Apreendidas da Receita Federal, que acontece em várias unidades do órgão nesta semana. Serão destruídas mais de 3,3 mil toneladas de mercadorias. Isso equivale ao montante aproximado de R$ 475 milhões em autuações fiscais.

Atendimento à imprensa

Os jornalistas poderão fazer ainda imagens de diversas mercadorias que serão destruídas no local, nesse dia. Os jornalistas devem informar, pelo telefone (61) 3364.9487 ou (61) 3412.4608 pelo e-mail Reginaldo.Araujo@receita.fazenda.gov.br, a placa do veículo e número/nome dos integrantes da equipe de reportagem. Com informações de Notícias da RFB.

Comentários

Comente aqui

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat