NOSSAS REDES

CRISE

Primeira morte por coronavírus é confirmada nos EUA e Trump pede calma

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Os Estados Unidos registraram neste sábado, 29, a primeira morte no país em decorrência da doença causada pelo novo coronavírus. A vítima é um homem na casa dos 50 anos que estava internado na cidade de Seattle, estado de Washington.

A informação foi dada à CNN pelo doutor Jeffrey Duchin, que trabalha no condado de King, onde o paciente faleceu. Em uma conferência anterior, o presidente Donald Trump e oficiais haviam dito que a vítima era uma mulher na casa dos 60 anos.

Há outros 68 casos de doença causada pelo coronavírus nos Estados Unidos, segundo as informações mais recentes, que ainda podem ser atualizadas pelo governo nas próximas horas. As autoridades de saúde americanas ainda não forneceram maiores detalhes sobre a paciente que morreu, e afirmaram em nota que falarão sobre o caso ainda na noite deste sábado.

A maioria dos casos americanos aconteceu em pessoas que viajaram à China. Contudo, foram confirmados nesta semana os primeiros casos de transmissão interna, isto é, em uma pessoa que não teve contato com pacientes infectados nos Estados Unidos ou no exterior.

O primeiro caso interno foi anunciado na quarta-feira, 26. Na sexta-feira, 28, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA emitiu um comunicado na noite de sexta-feira citando três casos de origem desconhecida, recentemente diagnosticados pelas autoridades estaduais de saúde pública — na Califórnia, no Oregon e em Washington, ou seja, em lugares com mais de 1.400 quilômetros de distância entre si. Se confirmados, serão quatro os casos de transmissão interna até agora, aumentando a preocupação sobre a disseminação do vírus no Ocidente.

“É um dia triste em nosso estado à medida em que descobrimos que um cidadão de Washington morreu do Covid-19 [nome da doença causada pelo vírus]”, disse o governador do estado, Jay Inslee. “Continuaremos a trabalhar duro rumo a um dia em que ninguém mais morra por causa desse vírus.”

O presidente Donald Trump afirmou neste sábado que vai se reunir com farmacêuticas na segunda-feira, 2, para discutir desenvolvimento de vacinas. O vice-presidente, Mike Pence, está à frente de uma comissão para combater o vírus. Por MSN e agências internacionais.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat