NOSSAS REDES

BRASIL

Protestos em Pernambuco param BR-101 e destacam lado apartidário

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Manifestantes de Mangueira e Nova Escada destacam serem ‘do Lula, de organização nenhuma’

Protesto de moradores do município de Escada em apoio ao ex-presidente Lula (PT) após ordem de prisão expedida pelo juiz Sergio Moro
Protesto de moradores do município de Escada em apoio ao ex-presidente Lula (PT) após ordem de prisão expedida pelo juiz Sergio Moro – Avener Prado/Folhapress

Manifestantes bloqueiam desde as 6h a principal estrada entre Recife e Garanhuns, município onde nasceu o ex-presidente Lula da Silva. 

O motivo do protesto era a ordem de prisão de Lula. Os manifestantes se diziam apenas um grupo improvisado de moradores dos bairros de Mangueira e Nova Escada, sem ligação com movimentos sociais organizados ou com o PT. 

Cerca de 50 pessoas interditavam a rodovia BR-101 com um barreira de pneus e troncos incendiados, na altura da cidade de Escada, a 70 km da capital pernambucana. De tarde, haverá manifestação de apoio a Lula em Garanhuns.

“Somos do Lula, de organização nenhuma, não. Querem prender o homem e querem acabar com nossos direitos, não tem mais aumento de salário mínimo”, explicava-se Agnaldo Mariano da Silva, 47, trabalhador temporário e ora sem emprego de uma usina de açúcar. Silva ganha um salário mínimo por mês, tem quatro filhos e é casado. A mulher é “doente” e não pode trabalhar.

Protesto de moradores do município de Escada em apoio ao ex-presidente Lula (PT) após ordem de prisão expedida pelo juiz Sergio Moro
Protesto de moradores do município de Escada em apoio ao ex-presidente Lula (PT) após ordem de prisão expedida pelo juiz Sergio Moro – Avener Prado/Folhapress

Como os demais manifestantes, Silva diz que “Lula pode ter roubado um pouquinho, mas todo mundo rouba muito e ele foi o melhor presidente da história do povo. Votaria nele de novo, até presidiário. Esse Temer tira o nosso salário mínimo para beneficiar rico banqueiro”, argumenta.

O mototaxista Paulo (não quis dar o sobrenome) organizava uma das barreiras, frequentes, segundo ele. “Quando é coisa com nossos direitos, a gente toca fogo. Pode ser o Lula ou o povo atropelado na estrada. Só tem aquela passarela ali porque a gente tocou fogo na estrada”, conta.

Paulo nega que os manifestantes tenham ligação com o MST ou qualquer outro movimento social ou político. “Mas um pessoal daqui quer entrar para o MST, para invadir aquela terra ali [aponta um barranco] e fazer casa”, afirma.

Os manifestantes dizem que a Polícia Rodoviária Federal concordou com o protesto.

Por volta do meio-dia, a fila de carros parados se estendia por pelo menos três quilômetros. A fim de ultrapassar as barreiras, era preciso atravessar de carro o canteiro central da rodovia, rodar por mais de um quilômetro na contramão e cortar caminho pelo miolo da cidade de Escada. Mototaxistas cobravam R$ 10 para guiar os motoristas pelas ruas, estreitas, tortuosas, formigando de motos e muito congestionadas da cidade.

Protesto de moradores do município de Escada em apoio ao ex-presidente Lula (PT) após ordem de prisão expedida pelo juiz Sergio Moro
Protesto de moradores do município de Escada em apoio ao ex-presidente Lula (PT) após ordem de prisão expedida pelo juiz Sergio Moro – Avener Prado/Folhapress

“Isso de parar estrada eu detesto, não resolve nada”, dizia Robson da Silva, parado com seu caminhão carregado de borracha. Mas o caminhoneiro é lulista, votaria no ex-presidente “tantas vezes fosse”.

Sobre a justiça da condenação de Lula, o caminhoneiro Silva não sabe opinar. “Se fez coisa errada, não sei, mas votaria nele até morrer”. Argumenta que importante foi “o tanto de empregos que Lula fez. Dessa Dilma não gosto não, votei nulo e tive razão, porque ela acabou trazendo esse desgraçado do Temer”. Robson perdeu o emprego de motorista em usina de açúcar no começo de 2016. Só conseguiu largar os bicos em meados do ano passado. Por Folha de S. Paulo

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat