NOSSAS REDES

BRASIL

Receita Federal apreende quase uma tonelada de cocaína no Porto de Paranaguá

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A droga estava escondida em meio a uma carga de feijão que iria para a Espanha.

Na manhã do dia 29 de junho, após ações de rotina, a Seção de Vigilância e Controle Aduaneiro (Savig) da Alfândega de Receita Federal em Paranaguá apreendeu 857 kg de cocaína que estavam ocultos em um contêiner com destino o porto de Algeciras, na Espanha.

A fiscalização desconfiou de sinais de adulteração de cargas em razão de haver feijões espalhados pelo chão em uma área no Terminal de Contêineres no Porto de Paranaguá. Através de pesquisa nos sistemas informatizados localizou e escaneou alguns contêineres que continham carregamento de feijão para exportação.

Para um destes contêineres a suspeita de contaminação com droga se confirmou. Após sua abertura, constatou-se que os tabletes de cocaína estavam próximos à porta do contêiner, o que indica o uso do método rip-on/rip-off, ou seja, inserção da droga clandestinamente no contêiner pouco antes do embarque à revelia do dono da carga.

A droga foi avaliada em cerca de R$ 40 milhões, sendo que no mercado consumidor pode render aproximadamente R$ 120 milhões. Somente no mês de junho ocorreram três apreensões de cocaína no porto de Paranaguá, totalizando 2.128 kg da droga.

A droga foi encaminhada para a Polícia Federal que seguirá com as investigações.

Outras informações poderão ser obtidas com o delegado adjunto da Alfândega da Receita Federal em Paranaguá, auditor-fiscal, Luciano do Carmo Andreoli, pelo telefone (41) 3420-4700. Por Receita Federal.

Clique AQUI e veja o vídeo sobre as apreensões

BRASIL

Anitta diz no Instagram que Brasil estaria melhor se governado por índios

Acrenoticias.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Anitta postou no Instagram, hoje, uma série de Stories falando sobre política, meio ambiente e principalmente protestando contra as queimadas no Mato Grosso e o desmatamento da Amazônia.
“Não estou aqui para falar de política. Não sou de esquerda, de direita. Não sou apoiadora de PT, de Bolsonaro. De ninguém. Inclusive, já que vocês gostam de dar audiência para coisa baixa, eu sou de quatro, de lado, de frente, de costas. Agora, esses negócios de, ‘apoia fulano, apoia ciclano’, isso não sou”, disse a cantora no Instagram.
Anitta retrucou aqueles que a criticaram por ter feito um buffet vegano em seu aniversário e tentar mostrar que é possível uma alimentação mais saudável que não necessite tanto de carne.
“Em vez de passar o tempo que a gente passa na internet falando mal dos outros, faz o seguinte: busca um pouco sobre isso [ajudar o meio ambiente]. Porque depois se acaba a nossa floresta, não vai ter feminismo, machismo, economia, dólar mais alto, mais baixo, mais para frente que resolva o fato de não ter oxigênio. Não me interessa se alguém tacou fogo, o que importa é a pessoa resolver a questão”.
“Se cada ser humano conseguir diminuir pelo menos metade do consumo de origem animal, já melhora muito o nosso impacto ambiental. Um dos maiores causadores do impacto ambiental não é a poluição, mas sim a agropecuária.”
Brasil na mão dos indígenas
Anitta defendeu que o Brasil estaria em melhores mãos se governado por índios e disse que, se um índio quisesse dormir em seu quarto, se sentiria “na obrigação” de atendê-lo, pelo fato de seus descendentes estarem em território brasileiro antes do descobrimento.
A cantora também defendeu que o problema na Amazônia afeta a todos. “Agora que o dia virou noite em São Paulo, vamos ver se vocês escutam a gente. (…) Não existe isso de fazendeiro achar que alguém pode ser dono da terra onde o indígena está morando. (…) A terra do nosso Brasil inteiro é do índio porque, quando (os portugueses) chegaram, quem estava aqui eram os indígenas. Daí, eles foram escravizados, roubados, invadidos, assassinados”.
“Se você for aplicar a lei do usucapião, de quem vai ser as terras? Do indígena. A terra é deles, amor. Se um indígena chegar na minha casa agora e pedir para dormir no meu quarto, eu vou me sentir na obrigação de abrir e dizer, ‘querido, entre’. Se você não é descendente de indígenas, como eu provavelmente não sou, você não pode dizer que a terra é sua”.

UOL

Continue lendo

BRASIL

Foto de satélite da Nasa mostra fumaceiro se espalhando pelo Brasil

Ac24horas, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Nasa registrou a fumaça que encobriu cidades do Sudeste brasileiro nesta semana por meio do satélite Aqua. A agência espacial americana publicou a imagem no Flickr oficial do Goddard Space Flight Center.
O dia virou noite na cidade de São Paulo na última segunda-feira (19), quando, em plena tarde, a capital paulista precisou ligar a luz dos postes. Isso aconteceu como consequência de uma séries de fatores meteorológicos comuns à época do inverno somados à fumaça que atingiu a região Sudeste, após mais de duas semanas de queimadas na região amazônica, em especial nos estados do Acre e de Rondônia. As informações são do Canal Tech.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp Precisa de ajuda?