NOSSAS REDES

CAPA

RIO BRANCO: Ciúme fatal

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Crimes teriam ocorrido em um bar no bairro Taquari; sentença considerou a culpabilidade elevada do réu.

O Juízo da 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco julgou e condenou o réu Aldair da Silva de Oliveira a uma pena de 24 anos de prisão, em regime inicial fechado, pela prática, por duas vezes, do crime de homicídio qualificado.

O decreto condenatório, do juiz de Direito Leandro Gross, titular da unidade judiciária, ainda aguardando publicação no Diário da Justiça Eletrônico (DJE), foi prolatado após os jurados do Conselho de Sentença considerarem o acusado culpado pelas mortes das vítimas I. S. dos S. e A. P. de C., após desentendimento motivado por ciúmes da namorada.

Entenda o caso

Segundo a denúncia do Ministério Público do Acre (MPAC), os crimes teriam sido praticados no dia 11 de novembro de 2016, em um bar localizado no bairro Taquari, por motivo torpe (ciúmes), sendo que, em um dos delitos, houve utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima (surpresa).

Conforme a denúncia, o réu estaria em companhia da namorada jogando sinuca e ingerindo bebida alcoólica quando entendeu que as vítimas teriam “dado em cima” da moça. Nesse momento, o acusado teria saído do bar e se ausentado por cerca de meia hora. Ao voltar ele teria pagado a conta e se dirigido diretamente até I. S., sacando, então, de surpresa, um canivete e passando a desferir vários golpes com a arma branca na região vertebral e na face esquerda da vítima. Embora tenha sido socorrida e encaminhada ao Hospital de Urgências e Emergências de Rio Branco, a vítima veio a óbito alguns dias depois.

Já a vítima A. P. teria tentado conter o acusado no momento em que foi atingida por um golpe fatal na região do pescoço, que resultou no rompimento da veia jugular interna e grave lesão na artéria hioidea. Em decorrência da gravidade do ferimento, A. veio a óbito no próprio local do crime.

Conselho de Sentença: culpado

Ao analisarem o caso, os jurados do Conselho de Sentença da 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco consideraram o réu culpado pelas práticas narradas na denúncia do MPAC.

Os jurados também entenderem que há, no caso, a incidência da qualificadora de motivo torpe (ciúmes) em relação aos crimes cometidos contra ambas as vítimas, bem como da qualificadora de recurso que dificultou a defesa (surpresa) em relação à vítima I. S., que fora atacada de surpresa pelo acusado.

Após o julgamento pelo Conselho de Sentença, o juiz de Direito Leandro Gross fixou a pena do réu em 24 anos de prisão, em regime inicial fechado, negando-lhe ainda o direito de apelar em liberdade.

O magistrado sentenciante considerou, dentre outros aspectos legais, a culpabilidade elevada do acusado (que “tinha condições de se ausentar do bar sem que o fato tivesse ocorrido”), impondo ainda, em desfavor do réu, o aumento de pena referente à prática de crime continuado (art. 71 do Código Penal).

Ainda cabe recurso contra a sentença junto à Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre. Por Gecon/TJAc.

CAPA

Sindifisco publica nota sobre os direcionamentos político-partidário relacionado a previdência

Assessoria, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

As associações e sindicatos que subscrevem esta errata informam que buscam garantir o direito dos servidores, repudiando qualquer direcionamento político-partidário na discussão relacionado a previdência. As negociações foram abertas devido a reivindicação das entidades trabalhistas por garantias de seus direitos.

Apenas as associações e sindicatos estão a frente do movimento. Infelizmente existem pessoas que tentam se aproveitar do momento, mas o ato é parte da busca pela negociação entre o Estado e os representantes dos servidores.

O debate deve ser técnico e realizado por pessoas comprometidas com a causa social e os reflexos econômicos que o projeto de lei poderá causar em cada uma das famílias que podem ser prejudicadas com a retirada de direitos, incluindo crianças e viúvas.

Entidades que subscrevem a errata:

1- SINDIFISCO Acre

2′- SINTEGESP

3 – AudTCE

4- Sindetran- Acre

5- SINDMED-AC

6- SINTESAC

7- SINTAG-AC

8- SINPROACRE

9- SINTAE

10 – SISCONTAS

11 – SPATE

12- SINFAC

13 – SINDECAF

14- SINDIFAC

15- SINTEAC

16- SINDOJUS

17-SINSPJAC

18- SEE/AC

19-SINODONTO

Continue lendo

CAPA

Sicoob Acre promove torneio de futebol de campo para arrecadar alimentos e brinquedos para o natal das crianças

Assessoria, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Com o objetivo de promover o bem-estar social das comunidades no âmbito esportivo, a Cooperativa de Crédito e Investimentos do Acre (Sicoob Acre) promove o torneio de Futebol Solidário no dia 23 deste mês. A ideia da ação é arrecadar alimentos não perecíveis e brinquedos para instituições filantrópicas, como o Educandário Santa Margarida e outras que possuem atuação no Estado do Acre. O evento será realizado no Estádio Florestão e um total de 15 equipes devem participar da competição.
Serão premiadas as equipes que conquistarem o 1º lugar, com recompensa de R$ 1 mil, e o 2º, cuja premiação é de R$ 500. Durante as disputas, a Cooperativa de Crédito também realizará sorteios de prêmios da Campanha Capital Seguro fruto da venda de títulos adquiridos pelos clientes. Entre os itens oferecidos estarão dois veículos (Fiat Mobi zero quilômetro), seis motocicletas, três aparelhos celulares. Os jogos iniciarão às 8h e podem se estender até às 15h.
“Isso é uma forma de trabalharmos em prol das comunidades onde o Sicoob Acre está inserido. Ajudar o próximo é essencial. Buscamos a interação com a comunidade e aproveitamos para reunir também nossos cooperados em um evento muito esperado para o sorteio dos títulos vendidos. É uma data importante para aqueles que buscam a contemplação em um dos prêmios oferecidos pelo título de capitalização”, detalhou o atual presidente e sócio fundador Cooperativa de Crédito Sicoob Acre, José Generoso dos Santos.
As equipes interessadas participar podem realizar a inscrição na sede do Sicoob Acre, que fica localizada na Avenida Brasil, Nº 420, no Centro de Rio Branco. Outra forma de inscrição é o contato telefônico por meio do número (68) 99984-5232. O ingresso do evento será um quilo de alimento não perecível ou um brinquedo que serão recolhidos nos portões de acesso ao estádio Florestão.
Aqueles que não quiserem levar o alimento ou o brinquedo no dia do evento podem encaminhar os itens doados de forma antecipada para a Cooperativa, em Rio Branco, em Acrelândia (Avenida Geraldo Barbosa, nº 301), em Brasileia (Avenida Manoel Marinho Monte, 1074) ou em Cruzeiro do Sul (Rua Rego Barros, 472).

Continue lendo

Super Promoções

WhatsApp chat