NOSSAS REDES

Manoel Urbano

Roubo do avião em Manoel Urbano: Justiça mantêm condenação de criminosos em 86 anos de reclusão; veja o vídeo

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Com a manutenção da sentença emitida pelo 1º Grau, os cinco deverão cumprir penas que somam mais de 86 anos de reclusão.

Membros da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) mantiveram a condenação de cinco homens por tentarem roubar um avião no município de Manoel Urbano. Com isso, três dos acusados (M.A.A., R.L.M. e M.P.Z) deverão cumprir, cada um, 16 anos e oito meses de reclusão, e os outros dois (R.R.Q. e E.C.C.L), cada um a, 19 anos, quatro meses e 40 dias de reclusão, além do pagamento de 30 dias multa. Todos os cinco iniciam o cumprimento da pena em regime fechado.

Eles foram condenados pelo Juízo de 1º Grau por terem praticado os crimes descritos no artigo 2º, caput, da Lei nº 12.850/13 (pertencer à organização criminosa) e art. 157, § 2º, incisos I e II e 159, caput, combinado com o artigo 14, inciso II, do Código Penal (tentativa de roubo e crime de extorsão mediante sequestro tentado). Mas, os cinco entraram com pedido de reforma, Apelação n°0001230-81.2016.8.01.0012, contra a sentença.

A relatoria do recurso foi do desembargador Samoel Evangelista e o Acórdão foi publicado na edição n°6.154 do Diário da Justiça Eletrônico. Segundo relatou o magistrado, os cinco tentaram roubar o avião modelo CESNA 152 em dezembro de 2014. O grupo fretou um voo, pagaram um valor acima do cobrado, mas, como as autoridades policiais haviam recebido denúncias sobre grupo criminoso com intenção de roubar aeronaves na região, os apelantes foram detidos enquanto tentavam realizar o crime.

Voto do Relator

O desembargador Samoel Evangelista considerou haver provas suficientes para embasar a condenação dos apelantes. “A prova contida nos autos comprova a estabilidade do grupo, composto por vários membros, com ajuste prévio e divisão de tarefas entre os integrantes, estável e permanente, unidos para a prática de crimes graves, quais sejam, a tentativa de roubo com causa de aumento de pena e extorsão mediante sequestro, na Comarca de Manoel Urbano, municípios próximos e cidades da Bolívia”.

De acordo com o magistrado em um dos GPS apreendidos “estava traçada uma rota de voo que iria de Manoel Urbano a uma cidade localizada na Bolívia, fatos que demonstram claramente as intenções delitivas da organização”. Além disso, o desembargador observou que, segundo os autos, foi encontrado junto com os apelantes um manual do modelo do avião fretado pelo grupo.

Participaram do julgamento os desembargadores Pedro Ranzi e Elcio Mendes. Gecom/TJAC.

 

E N T E N D A  O S  F A T O S

Grupo pretendia roubar avião no Acre e levá-lo para a Bolívia, diz Segurança.

Quadrilha foi presa em Manoel Urbano. Três acreanos e dois bolivianos foram presos durante operação.

Na foto: Polícias Militar e Civil prenderam cinco pessoas por tentar roubar um avião de pequeno porte no interior (Foto: Fernando Brasil/Arquivo Pessoal). G1Ac.
.

A quadrilha presa ao tentar roubar um avião de pequeno porte na pista de pouso da cidade de Manoel Urbano, interior do Acre, queria, segundo a Secretaria de Segurança Pública (Sesp-AC), levar a aeronave para a Bolívia. O caso ocorreu na quarta-feira (14).

A Sesp divulgou as identidades dos envolvidos no crime. Rondonilson Leandro Moraes, de 34 anos, Edercione Costa Leite, de 31, e Raimundo Rodrigues Queiroz, de 32.

Esses três são acreanos das cidades de Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Epitaciolândia, respectivamente. Foram presos ainda os bolivianos Marcelo Paz Zurita, de 31 anos e Martin Ayala Alvarez, de 34.

O grupo, de acordo com a Sesp-AC, fretou o avião para uma viagem até Tarauacá e pagou a vista. O objetivo, no entanto, era desviar o curso da aeronave para o país vizinho, onde Alvarez assumiria o controle da aeronave. Com eles, a polícia diz ter encontrado uma pistola 9 mm, um aparelho de GPS e o manual do monomotor.

O quinteto acabou sendo preso em uma ação conjunta das polícias Civil e Militar. De acordo com a Sesp, eles foram indiciados por “tentativa de extorsão mediante sequestro, tentativa de roubo e formação de quadrilha armada”. 

Veja o vídeo da prisão dos criminosos:

Resultado de imagem para roubo avião manoel urbano

Resultado de imagem para roubo avião manoel urbano

Resultado de imagem para roubo avião manoel urbano

Resultado de imagem para roubo avião manoel urbano

Acre.com.br

 

ACRE

Em Manuel Urbano, Professores não recebem há 3 meses e cogitam parar atividades

Alerta Acre, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Professores provisórios do município de Manoel Urbano, que realizaram o concurso da Secretaria Estadual de Educação (SEE) este ano, denunciam que estão há 3 meses sem receber seus salários. Eles cogitam paralisar as atividades escolares caso não recebam.
Segundo informações os professores começaram a trabalhar no dia 22 de fevereiro, e até hoje esperam pelos respectivos salários dos dias trabalhados em fevereiro, e dos meses de março e abril.
“Até hoje nada de pagamento, segundo os comentários no núcleo daqui, não vamos receber ainda”, disse o professor. Ele ainda complementa dizendo mesmo com o descaso, a categoria continua trabalhando.
O núcleo da Secretária Estadual de Educação em Manoel Urbano informou que os professores provisórios do município terão seus salários de março, abril e maio pagos somente no mês de junho.
Os professores disseram que caso o pagamento não seja efetuado, a categoria vai paralisar as atividades. “Por mim, já teria parado tudo, mas se batermos de frente com o núcleo, podemos sair prejudicados”. 

Continue lendo

CRIME

Mulher que aplicou golpe da CNH em Manoel Urbano é condenada a 28 anos de cadeia

Gecom TJAC, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

 

A Justiça do Acre condenou uma mulher a 28 anos e dois meses de cadeia por ter aplicado o “golpe da CNH” em treze moradores de Manoel Urbano.

A acusada também deverá pagar indenização mínima para todas as vítimas. O valor total das indenizações é R$ 19.400, mas cada uma das 13 pessoas lesadas receberá a quantia que comprovou ter tido de prejuízo.

Conforme é relatado, a denunciada ofereceu serviço de autoescola para população local. As vítimas começavam o curso de formação, mas a acusada não iniciava os processos de habilitação ou pagava as taxas necessárias junto ao Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran). “A conduta e o delito praticados pela acusada extrapolam o que normalmente acontece no crime em questão, pois a conduta foi realizada numa cidade isolada, o que torna os moradores dependentes da idoneidade dos prestadores de serviço”, diz a juíza de Direito Ana Paula Saboya em sua sentença.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp OLÁ INTERNAUTA! : )