NOSSAS REDES

POLÍTICA

Servidor que supostamente acumulava salários é exonerado

PUBLICADO

em

O servidor do Corpo de Bombeiros do Acre, Roberto Derze Craveiro, nomeado na gestão do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, teve a sua exoneração publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta terça-feira (19).

As denúncias ocorreram, após ele ter sido nomeado na gestão do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, em janeiro deste ano para exercer o cargo de assessor de planejamento, convênios e contratos na Secretaria Municipal de Zeladoria, comandada pelo secretário Joabe Lira, com CEC 8, salário de R$ 8,2 mil.

Roberto Derze Craveiro estava nomeado na Secretaria de Direitos Humanos como diretor de gestão até esta terça-feira (19) quando teve a sua exoneração publicada. Durante mais de seis meses, Craveiro acumulou supostamente os salários de servidor municipal e servidor estadual, estando lotado em horário integral de 40 horas semanais, na Zeladoria da Cidade, comandada pelo secretário Joabe Lira.

Ao ac24horas, Roberto Derze Craveiro informou que pediu exoneração da prefeitura desde da última quinta-feira, 14, e que durante o período citado acima, recebeu apenas os salários da prefeitura. Ele negou ter recebido os salários do Estado.

“Eu fui pra fazer um trabalho da prefeitura e já pedir exoneração. Isso não procede [receber dois salários] e nem poderia. Eu só recebi da prefeitura e não recebi do governo”, afirmou.

No Portal da Transparência da prefeitura de Rio Branco consta, por exemplo, que Craveiro recebeu em abril/2021 o salário de R$ 8,2 mil. No total, em nove meses de gestão Bocalom, recebeu R$ 73.800 mil aproximadamente.

Somados os rendimentos pagos pelo Município e Estado, Craveiro recebeu o total de R$ 116.496,00, aproximadamente, em apenas nove meses.

No Portal da Transparência, do governo do Acre, consta que Roberto Derze Craveiro recebeu salários de R$ 4.744,59, em todos os meses, de janeiro até setembro de 2021, no cargo de agente administrativo, com carga horária de 40 horas semanais.

No caso dos pagamentos realizados pelo governo do estado, Craveiro recebeu R$ 42.696, estando lotado no Corpo de Bombeiros Militar do Acre.

Ao ac24horas, a assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros do Acre informou que o referido funcionário civil se encontra atualmente cedido para Secretaria Estadual de Saúde desde o mês de maio de 2019 .

“Quanto essa nova informação estamos tomando as devidas providências de acordo com a legislação em vigor”, afirmou em nota.

Procurada pela equipe, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) informou que o servidor não faz parte dos quadros desde maio.

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS